Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Nitricionista

13
Abr20

Bola de alheira e espargos

Ana Ni Ribeiro

IMG_8848.jpg

 

Adoro um bom desafio, vocês já sabem que não resisto.
Pediram-me uma receita saudável, fácil de fazer por todos, para esta quarentena. Sugiro uma bola de alheira e espargos, sem farinhas refinadas e com produtos deliciosos fáceis de encontrar. Nesta receita, ao usarmos amêndoa, em detrimento de uma farinha refinada, acrescentamos várias vantagens: maior teor em fibra (sacia mais), mais vitaminas e minerais, como a vitamina E, B2, fósforo e magnésio. O teor de antioxidantes é ainda reforçado pelo uso de legumes. A escolha de produtos com menor teor de gordura, além de baixar o valor calórico da receita, torna-a mais saudável. Somos realmente o que comemos, portanto vamos comer de forma saudável, equilibrada e variada, evitando alimentos hipercalóricos e processados- agora temos mais oportunidades para cozinhar. Aposte em receitas simples e saudáveis, como esta. Passei pelo Lidl (de máscara, e desinfetante em riste :)) e rapidamente trouxe tudo o que precisava para esta receita- claro que trouxe mais coisas. Tive o cuidado de quase todos os produtos escolhidos serem portugueses, algo que sempre valorizei mas agora ainda mais. Para reforçarmos o nosso sistema imunitário, além de comermos bem devemos praticar exercício físico de forma regular, e ter boas rotinas de sono. E não se esqueça de beber água.  

Vamos lá à receita rica em vitaminas e minerais, e que todos aí em casa vão adorar.

IMG_8835.JPG

 



Massa
4 ovos bio
100 ml de água morna
200g amêndoas grosseiramente trituradas
100g flocos de aveia integral
25g farinha integral
100g queijo quark bio
1 colher de sopa de azeite
1 colher de chá de fermento
5 fatias de peite de peru fatiado
sal
tomilho

Para o recheio
1 alheira de aves e porco
100g espargos frescos
80g cogumelos frescos (opcional)
50g queijo pasta mole 38%
alho
1 colher de sopa de azeite
1 colher de sobremesa de pinhões
pimenta caiena

Topping
1 colher de sobremesa de pinhões
1 fatia de queijo flamengo light
tomilho

Pré-aqueça o forno a 170ºC.
Bata os ovos com a água. Junte o queijo quark.
Num processador de alimentos triture as amêndoas e os flocos de aveia.
Corte em pedacinhos o peito de peru,
Junte todos os ingredientes da massa, menos o fermento, aos ovos e bata novamente.
Junte o fermento e misture. Reserve.

Aqueça uma frigideira e coloque o alho e o azeite. Junte os espargos cortados em pedaços, os pinhões, a alheira sem pele e os cogumelos picados. Junte um bocadinho de água, e misture. Deixe cozinhar 4 minutos. Junte o queijo em pedaços, tempere com a pimenta e desligue o fogão.
Forre uma forma com papel vegetal, ou uma cocotte.
Verta metade da massa. Coloque o recheio. E junte a restante massa.
Pode finalizar, coloque os pinhões e a fatia de queijo aos pedaços. Polvilhe com tomilho.
Leve ao forno cerca de 45 minutos, ou até a bola estar dourada.

Pode comer quente ou fria, como entrada ou prato principal, juntando uma salada de folhas verdes. E também fica boa depois de aquecer.   

IMG_8850.JPG

 

06
Abr20

Arroz de feijão com camarão e nabiças

Ana Ni Ribeiro

4FC80653-6E06-4385-86A8-E237928D278E.JPG

Comida conforto, que me sabe a comida da mãe: arroz de feijão com camarão e nabiças.
Fiz a mais para também congelar.

Ingredientes:
1 cebola picada
2 dentes de alho
1 colher de sopa de azeite
1 tomate maduro
180 g de nabiças
140g de arroz (usei basmati mas pode ser carolino)
300 g de miolo de camarão cozido
100 g de feijão vermelho cozido
Sal
Piri-piri
Água
Num tacho colocar a cebola, os dentes de alho picados e o azeite. Levar ao lume e deixar refogar um pouco. De seguida adicionar o tomate picado. Deixar refogar mais um pouco. Juntar o piri-piri.
Adicionar o arroz e cerca de meio litro de água quente. Quando levantar fervura juntar as nabiças.
10 minutos depois adicionar o camarão. Acrescentar água pouco a pouco, sempre que necessário.
Temperar com sal.
Juntar o feijão cozido e deixar cozinhar mais uns minutos.

Bom apetite!

EDF99662-92AA-400A-94F9-351FBE562660.JPG

 

01
Abr20

O que comer em tempos de quarentena

Ana Ni Ribeiro

90823233_854715121658951_7387179964837134336_o.jpg

 

Em tempos de quarentena, no novo episódio do meu podcast, relembro a importância de manter uma alimentação saudável e esclareço algumas dúvidas relativamente aos alimentos e comportamentos benéficos a ter durante este período,

Mantém-te saudável! Fica em casa 🏠



 Subscrevam o Como Assim no Apple Podcasts, Spotify ou noutro agregador, ou ouçam em bruapodcasts.com 🎧

➽ Como Assim: http://bit.ly/Como_Assim

➽ Apple Podcasts: http://bit.ly/ComoAssimnoiTunes

➽ Spotify: http://bit.ly/ComonoSpotify

30
Mar20

Alimentos que ajudam a combater a ansiedade

Ana Ni Ribeiro

naom_5a9978b475757.jpg

Vivemos tempos diferentes e incertos, e há um aumento de ansiedade. A ansiedade quando em níveis normais deixa-nos num estado de alerta ajudando-nos a evitar más experiências. Em excesso, pode tornar-se perturbadora e influenciar negativamente os nossos dias. Alguns dos seus sintomas são: sintomas, dores no peito, tonturas, falta de ar, fadiga, sensação de desmaio e vómitos.

Vou-vos deixar alguns exemplos de alimentos que podem ajudar contra a ansiedade, mas antes uma nota muito importante: a prática de exercício físico tem um efeito incrível e efetivo na diminuição da ansiedade... mexa-se! 

Maçã: sendo rica em zinco, magnésio e vitaminas A, B1, B2, B6 e C, que ajuda no combate à ansiedade.

Laticínios: são fontes de triptofano que leva a um aumento da produção de serotonina que, dá a sensação de bem-estar. Preferir laticínios magros.

Espinafres: possuem ácido fólico que é considerado antidepressivo natural.

Banana: alivia os sintomas da ansiedade, produzindo serotonina. Também é rica em vitamina B6 e triptofano.

Carnes brancas e peixe: possuem taurina, um aminoácido, que aumenta a disponibilidade do neurotransmissor GABA, utilizado pelo organismo para controlar a ansiedade de forma natural.

Frutas cítricas: graças à vitamina C ajudam a reduzir o cortisol (a hormona do stresse).

Chocolate (teor cacau >80%): o cacau é rico em flavonoides que favorecem a produção de serotonina que irá originar bem-estar e melhora o humor.

Faça uma alimentação saudável: variada, equilibrada e completa; durma bem e faça exercício.

27
Mar20

Massa com pesto de abacate

Ana Ni Ribeiro

95E8FA02-82A0-48CA-904D-CD726E8030D3.JPG

 

Como corre a vossa quarentena? Espero que bem.
Hoje apostei numa massa com pesto de abacate. Que delícia 🤤
Para o pesto (dá para 2 doses)
1/2 chávena de rúcula
2 colheres de sopa de sumo de limão
1/2 abacate pequeno
1 dente de alho
1 colher de sobremesa de pinhões
2 colheres de sopa de queijo quark 0%
Sal
Pimenta caiena
Colocar todos os ingredientes no processador de alimentos.

Cozi a massa integral de acordo com as indicações de embalagem.
Escorri e misturei com metade do pesto. (Guardei o resto no frigorífico)
Juntei tomatinhos cereja e pinhões (torrei ligeiramente numa frigideira anti-aderente).
Servi com salada de alface roxa.

26
Mar20

Bolo saudável de banana e maça

Ana Ni Ribeiro

IMG_8256.JPG

 

A pedido de várias famílias deixo-vos a receita do bolo de banana e maçã que fiz no sábado, publiquei no instagram, e que será conhecido como: o bolo da Raquel!
Um bolo saudável para festejar um aniversário à distância.

3 ovos
2 chávenas de farinha de amêndoa
1 chávena de stevia granulada
150 ml de leite magro (ou bebida vegetal sem adição de açúcar, ou de iogurte líquido 0%)
2 bananas da Madeira
2 maçãs (usei reinetas)
1 colher de sopa de fermento
1 colher de café de curcuma
1/2 colher de café de pimenta preta
Canela
Pré-aquecer o forno a 180°C.
Colocar num processador de alimentos todos os ingredientes, excepto uma banana, a canela e o fermento.
Usei as maçãs com casca, retirando apenas o caroço.
Após obter uma mistura homogénea, juntar o fermento e mexer.
Levar ao forno cerca de 40 minutos ou até estar dourado.
Polvilhar com canela e enfeitar com rodelas de banana finas.

Sobre mim


Sou a Ni, sou nutricionista e este é o meu blog. Aqui partilho a minha paixão pelo fabuloso mundo da nutrição. Dizem que este é o melhor blog sobre nutrição do mundo e arredores!

Ver perfil
Seguir perfil

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

O meu livro

Links

Consultas online

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D

Parceiros