Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Nitricionista

30
Dez19

Dicas e truques para reduzir a ressaca

Ana Ni Ribeiro

ressaca.png

Nesta época em que os abusos alimentares e alcoólicos são mais comuns, convém saber quais são os melhores alimentos para diminuir os sintomas da ressaca.

Porque temos ressaca?

O álcool é um depressor do sistema nervoso central que possui uma ação direta em diversos órgãos, como o fígado, coração, estômago, entre outros.

Nos primeiros dez minutos após beber, o corpo transforma o álccol em acetaldeído, que é um veneno para o nosso organismo, e tenta se livrar dele o mais rápido possível. Essa substância é resultado da ação de uma enzima presente no fígado, que destrói a molécula do álcool. Se apenas algumas doses forem consumidas, o período de ação do acetaldeído é curto e os estragos são menores, pois ele sofre a acção de outra enzima, o aldeído-desidrogenase, junto com outra substância, a glutationa, que transformam o acetaldeído em acetato, uma espécie de vinagre, não tóxica. Mas a glutationa armazenada no fígado não é suficiente para uma grande quantidade de bebidas alcoólicas, deixando o acetaldeído por mais tempo no organismo.E quanto mais velhos ficamos, mais tempo o fígado precisa para desencadear o processo de desintoxicação. Logo, maior a concentração de acetaldeído no corpo. O que ele causa? Ressaca.

Entre 12 e 24 horas após a ingestão de bebida alcoólica, é provável que acorde com: dor de cabeça, tontura, náusea, sede, palidez e tremores são alguns dos sintomas mais frequentes. Essas sensações desagradáveis são efeitos da intoxicação.

E dá para prevenir? A dica para evitar a ressaca é: não beba! A segunda é: beba com moderação. Mas, para diminuir os sintomas, existem alguns truques:

- Beber menos.

- Beber espaçadamente, devagar.

- Para evitar a desidratação, quando está a ingerir álcool, é indicado que beba,cada hora, pelo menos um copo de água. Esta dica também funciona para retardar a absorção do álcool, dilui a bebida e ainda faz com que bebamos menos, o que acaba por resultar em uma diminuição da ressaca.

- Beber de estômago cheio.

 

As mulheres ficam mais suscetíveis aos efeitos do álcool porque, fisiologicamente, têm mais gordura retida no organismo, o que acaba por repelir a absorção do álcool pelas células, fazendo com que ele permaneça por mais tempo na corrente sanguínea. Isso faz com que os seus órgãos passem mais tempo expostos aos seus efeitos nocivos, principalmente os mais sensíveis, como cérebro, fígado e coração, por exemplo.

Dicas

Antes a começar a beber numa festa, preste atenção ao que lhe colocam no prato. De acordo com investigadores coreanos, os espargos verdes podem reduzir os efeitos do álcool e tornar a ressaca mais "suportável". Após exporem um grupo de células hepáticas humanas ao extracto de espargos, verificaram que este suprimia os radicais livres e multiplicava por mais de dois a actividade das enzimas que metabolizam o álcool. Desta forma, já pode recuperar antes mesmo de começar a beber. Experimente espargos assados com um pouco de azeite.

Dia seguinte

Acabar com a ressaca não vai salvar o fígado dos males do álcool, mas também não precisa morrer de dores de cabeça.
Eis as suas armas:
Laranja
O sumo fornece vitamina C e frutose, que ajudam o fígado a digerir o álcool

Iogurte com banana
A dupla garante vitamina B5 (os seus níveis baixam com o excesso de álcool) e B6, que diminui a ressaca. E ajudam a repor os níveis de magnésio e potássio.

Omelete
O ovo é fonte de cisteína. Esta proteína combate uma substância tóxica (acetaldeído), que é produzida no processamento do álcool pelo fígado.
Beba chá de gengibre para melhorar dos enjoos e das tonturas. O chá de limão com mel é também boa opção e ajuda a repor os níveis de açúcar no sangue.
O arroz branco é um dos melhores remédios caseiros para a ressaca. Além do mais, poderá ser uma das poucas coisas que conseguirá comer se estiver mal disposto.
Para melhorar o seu estado beba muitos líquidos. A água e as bebidas isotónicas, são essenciais para que se mantenha hidratado.
Se conseguir comer um caldo de vegetais, que inclua batatas, aipo, abóbora, beterraba e cenouras será a opção certa para repor os níveis de energia.

Evite os estimulantes que apenas irão provocar uma sobrecarga no sistema nervoso central e aposte no chá e tisanas fracas para hidratar e ajudar a "desintoxicar". Os frutos e as verduras são também essenciais, uma vez que são ricos em vitaminas e fotoquímicos antioxidantes, e muitos ajudam a debelar as dores de cabeça e o excesso de toxinas acumulado, que provocam esses desagradáveis sintomas.

 

Mitos e verdades

Faz mal beber de estômago vazio?

Sem outro alimento no estômago para digerir, o organismo absorve a bebida rapidamente, fazendo com que se sinta os efeitos do álcool mais rapidamente. Então, coma algo leve antes de beber e, se possível, durante. Mas evite petiscos picantes juntamente com a bebida, pois a pimenta irrita a mucosa do estômago piorando um sintoma comum quando se exagero no número de copos: a gastrite do dia seguinte.

 

Devo beber água intercalando com a bebida?

A água dilui a concentração de álcool, amenizando o seu poder de desidratar o organismo. O ideal é intercalar a bebida com água, consumindo pelo menos um copo de água por hora.

 

As bebidas alcoólicas de boa qualidade não dão ressaca?

As bebidas de qualidade inferior tendem a ter muitos corantes ou ingredientes que potencializam o efeito do álcool, intensificando os sintomas da ressaca: dor de cabeça, enjoo, confusão mental... Mas, pior que uma bebida má é exagerar na dose, ultrapassando a quantidade de álcool que o fígado é capaz de processar.

 

Remédios anti-ressaca funcionam?

Eles podem aliviar o enjoo ou a dor de cabeça, mas não são capazes de acelerar o processo do fígado para eliminar as toxinas do álcool.

 

Café ou banho frio cortam os efeitos do álcool?

São estratégias que estimulam o sistema nervoso central, reduzindo a sensação de moleza e cansaço. O café também ajuda a reorganizar a confusão mental provocada pela bebida. (atenção o nível de álcool no sangue mantém-se igual)

Misturar bebida faz diferença?

Sim, quanto mais tipos de bebida se misturar, pior será a ressaca. 

Porquê que às vezes fico mal mesmo bebendo pouco?

As mulheres são pouco resistentes ao álcool (bem menos que os homens). Na TPM, por causa das alterações hormonais, esse limite é ainda menor.

No dia seguinte, devo comer pouco?

Depois de abusar da bebida, é importante "desintoxicar" o organismo com uma dieta leve, à base de verduras, legumes e, especialmente, frutas. A frutose acelera a metabolização do álcool e a eliminação das toxinas. Também é bom beber bastante água, água de coco, chá e sumos naturais.  

Fazer exercício alivia a moleza pós-noitada?

Mexer o corpo aumenta a circulação, acelerando a eliminação das toxinas do álcool. Mas não exagere na intensidade para não ficar ainda mais desidratado, e beba bastantes líquidos.



 

21
Out19

Perdido por cem perdido por mil?

Ana Ni Ribeiro

Pensar de forma positiva também passa por saber seguir em frente depois de um exagero. Não se deve aplicar o velho ditado: Perdido por cem perdido por mil. A diferença é de novecentos. Ou seja, uma fatia de bolo não é o mesmo que cinco fatias, um quadrado de chocolate não é toda a tablete. Um percalço acontece a qualquer um. Tem é que encarar e gerir a situação sem ansiedade nem stresse.

Comeu o que não devia ou mais do que devia? Não dramatize. Zele para que não volte a acontecer.

26
Mai14

Alimentos saudáveis podem causar aumento de peso

Ana Ni Ribeiro

 

Calorias são calorias, independentemente da sua fonte.
Todos que querem perder e manter o peso precisam comer menos quer sejam alimentos saudáveis ou não. Comer em excesso alimentos saudáveis pode parar qualquer tentativa de perda de peso e até mesmo fazer ganhar peso, mesmo sem perceber. Os alimentos com baixo teor de gordura, hidratos de carbono, ricos em proteína ou alimentos com benefícios para a saúde têm calorias. Se ingerir excesso de calorias provenientes destes alimentos vai ganhar peso, e qualquer benefício associado ao seu consumo é eliminado pelos perigos claros do ganho de peso.

Lembre-se que há alimentos saudáveis ricos em calorias. Olhe para o azeite: 125-170 calorias/porção. O azeite é a gordura de adição que deve usar mas use com moderação. 

Não tem desculpa para comer mais se o alimento for magro, light, com baixo teor em... Se está a lutar com o seu peso tem mesmo que comer menos.
Todas as evidências apontam para o fato de que se reduzir dois centímetros da sua linha de cintura há baixa da pressão arterial, diminuição do risco de doenças cardíacas e redução do colesterol em mais de 25 %. 

Tirando a água não há alimentos sem calorias. Aposte em refeições saudáveis nas quantidades certas.
 

16
Ago13

O álcool pode fazer bem à saúde

Ana Ni Ribeiro

Já todos sabemos que o vinho tinto, bebido com moderação, é aconselhado pelos médicos e faz bem à saúde. Agora, os cientistas dizem que as bebidas mais fortes podem, também, ter um efeito positivo no organismo. O vinho tinto está carregado de anti-oxidantes, sendo uma boa escolha para as pessoas que preferem esta bebida. Sabe-se agora, que o álcool em geral, baixa os riscos de formação de pedras nos rins e pode ajudar a prevenir diabetes. Nesta investigação, as boas notícias são: da próxima vez que brindar à “saúde”, estará realmente a fazê-lo. O álcool é conhecido por fazer bem à circulação, melhorando o trabalho do coração e evitando a arteriosclerose.
A moderação no seu consumo é fundamental, e caso não tenho por hábito beber álcool é preferível para a sua saúde que não comece a beber.

15
Ago13

Controle os estragos da ressaca

Ana Ni Ribeiro

Antes a começar a beber numa festa, preste atenção ao que lhe colocam no prato. De acordo com investigadores coreanos, os espargos verdes podem reduzir os efeitos do álcool e tornar a ressaca mais "suportável". Após exporem um grupo de células hepáticas humanas ao extracto de espargos, verificaram que este suprimia os radicais livres e multiplicava por mais de dois a actividade das enzimas que metabolizam o álcool. Desta forma, já pode recuperar antes mesmo de começar a beber. Experimente espargos assados com um pouco de azeite.

Convém recordar: o melhor anti-ressaca é a moderação.

Sobre mim


Sou a Ni, sou nutricionista e este é o meu blog. Aqui partilho a minha paixão pelo fabuloso mundo da nutrição. Dizem que este é o melhor blog sobre nutrição do mundo e arredores!

Ver perfil
Seguir perfil

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

O meu livro

Links

Consultas online

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D

Parceiros