Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Nitricionista

09
Mai18

Evite dietas drásticas

Ana Ni Ribeiro

IMG_6131.JPG

Um dos maiores inimigos da sua saúde são as dietas demasiado drásticas. A adopção de dietas bastante restritivas do ponto de vista calórico, que reduzem o peso à custa da perde de muita massa muscular, podem diminuir em 30% o valor do metabolismo basal. Não é de estranhar que a grande maioria das pessoas que perdem peso demasiado rápido, com frequência o recuperem para um valor idêntico ao inicial ou mesmo superior.

Lembre-se: emagrecer é perder massa gorda, não apenas peso. Procure ajuda especializada. 

18
Jan18

10 hábitos eficazes para acelerar o metabolismo

Ana Ni Ribeiro

metabolismo.jpg

 

1. Exercício de força
A musculação aumenta a queima de calorias, mesmo algumas horas após o treino. Por isso, esse tipo de exercício é, de longe, a melhor opção para acelerar o metabolismo. Estudos indicam que as pessoas que praticam treino de alta intensidade usando pesos, ​durante intervalos curtos, aumentam a atividade metabólica. Isso faz com o que o organismo queime cerca de 450 calorias nas 24 horas seguintes.

2. Durma bem
Uma péssima noite de sono diminui o ritmo do seu metabolismo na manhã seguinte. Isso faz com que o seu organismo gaste 20% menos energia em tarefas como respiração e digestão. Esta foi a conclusão de um estudo publicado no American Journal of Clinical Nutrition.

3. Aposte nas proteínas
Alimentos ricos em proteínas e pobre em gorduras, como peito de frango ou peixe, faz o organismo gastar mais energia no processo de digestão, acelerando o metabolismo. Além disso, os músculos ficam mais fortes.

4. Consuma cafeína
Estudos indicam que uma chávena de café pela manhã pode impulsionar o seu metabolismo. O motivo? A cafeína aumenta a frequência cardíaca e coloca o corpo em estado de alerta. Assim, o seu metabolismo começa a queimar calorias para atender a estaes gastos de energia.

5. Aposte, sim, nos laticínios (se não for intolerante)!
De acordo com um estudo publicado pela Sociedade Americana De Nutrição, mulheres que consumiram produtos lácteos magros três a quatro vezes por dia, perderam 70 % mais gordura corporal do que aquelas que cortaram os lácteos da dieta. Mas como isso funciona exatamente? Queijos e leites são alimentos ricos em cálcio e queimadores de gordura, o que ajuda a manter a massa magra e o metabolismo potente.

6. Beba chá verde
Um estudo publicada no American Journal of Clinical Nutrition acompanhou dois grupos de pessoas com excesso de peso. Os dois seguiram um plano baixo em calorias. Mas só o primeiro bebeu de seis a oito chávenas de chá verde por dia. No final do estudo, esses pacientes queimaram mais 4% de gordura do que o outro grupo. A explicação é que a bebida tem ação lipolítica (quebra de gordura), acelera o metabolismo, desintoxica e facilita a digestão.

7. Inclua a pimenta na sua alimentação
A pimenta vermelha pode aumentar a taxa metabólica de repouso (gasto energético médio que uma pessoa apresenta sem realizar nenhuma atividade) em cerca de 50 calorias por dia.

8. Faça pequenos lanches ao longo do dia
Apostar nos lanches saudáveis faz com que o seu metabolismo fique sempre ativo, ajuda a estabilizar os níveis de açúcar no sangue, aumenta a sua energia e evita o consumo excessivo de alimentos nas refeições principais.

9. Não salte o pequeno-almoço
Estudos comprovam que começar o dia em jejum obriga o organismo a economizar combustível. Resultado: o gasto calórico cai e fica mais difícil eliminar as gordurinhas. Já o hábito de tomar um pequeno-almoço equilibrado e saudável acelera o metabolismo, ou seja, o organismo passa a queimar mais calorias. 

10. Consuma vitamina B12
A famosa vitamina, encontrada na gema do ovo e também em cápsulas, fornece energia ao organismo, diminui os níveis de gordura e ajuda na contração muscular.  

15
Mar16

Aposte nas algas para aumentar o metabolismo

Ana Ni Ribeiro

111.jpg

Um metabolismo acelerado ajuda a mantermo-nos magros.

Inclua algas na sua alimentação. As algas como a kelp, fucus, wakame, nori e spirulina são ricas em iodo, levando ao correcto funcionamento da tiróide.

Possuem também um elevado teor de mucilagens, uma fibra solúvel, que ajuda no controlo do apetite. São ricas em ferro, cálcio, fósforo, vitaminas A e B e em clorofila, um pigmento verde natural das plantas importante na activação das enzimas implicadas na obtenção de energia, o que o ajuda a treinar mais e melhor.

19
Out15

Petiscos que aceleram o metabolismo

Ana Ni Ribeiro

 

 

Devemos fazer cinco ou seis refeições de forma a comer menos nas refeições principais, já escrevi várias vezes esta informação. Não surgem, desta forma, os picos de fome e o metabolismo mantém se num ritmo constante. Mas, se já é bom saber que para emagrecer é preciso comer, melhor ainda é a notícia de que certos alimentos ajudam a acelerar o metabolismo.

Para comemorar, que tal preparar agora mesmo umas pipocas? Em termos de teor de fibras, o milho integral, que dá origem à pipoca, é imbatível. Comparada com a pipoca caseira, feita só com um fiozinho de óleo, a que fazemos no microondas sem gordura é menos calórica. Uma chávena de chá tem cerca de 42 calorias. Não é preciso dizer que a versão doce ou com manteiga deve ser banida se a ideia é emagrecer. Experimente com canela. Por serem volumosas, as pipocas são uma boa opção para quem gosta de petiscar. Além disso,  contribui para adiar o envelhecimento. Rica em polifenóis, antioxidantes concentrados principalmente na casquinha, a pipoca neutraliza os radicais livres. 

 

A maçã é outro excelente petisco. As maças estão cheias de pectina, uma fibra que dá saciedade.

 

Dois pacotinhos de iogurte (magro, de preferência) por dia são aliados da cintura fina. Os iogurtes ajudam a equilibrar a flora intestinal, o que favorece a absorção dos nutrientes. Esse efeito é ainda melhor no caso dos iogurtes probióticos. Fonte de proteína, essa opção de lanche dá saciedade e acelera o metabolismo - aspectos que também favorecem a perda de peso.


Assim como a pipoca, a bolacha de arroz integral é volumosa. Mesmo consumindo uma ou duas, ficamos com a sensação de ter comido muito mais. Isso deve se, em parte, ao alto teor de fibras que estimula a mastigação, além de saciar. Sem falar no reduzido teor energético - a unidade tem cerca de 30 calorias. Outros pontos a favor: é livre de glúten, conservantes ou aromatizantes. De sabor neutro, pode ser consumida simples, com compota sem açúcar ou queijo creme magro.

10
Set14

Super metabolismo III

Ana Ni Ribeiro
Beba muita água
A água é a componente mais abundante do organismo, constituindo entre 60 a 70% do corpo de um adulto. Embora a sua ingestão não influencie o gasto energético de uma forma directa, participa em muitas outras funções fundamentais ao normal funcionamento do nosso organismo e que podem influenciar o metabolismo. É o caso, por exemplo, da regulação da temperatura corporal, do transporte de nutrientes e da eliminação de resíduos metabólicos. Cada adulto deve ingerir 2 a 3 litros de água por dia. Dois litros em forma de líquidos e o restante através de alimentos, como a fruta e legumes.

Aposte no chá verde
Classificado como um dos melhores antioxidantes, o chá verde funciona como um excelente antídoto contra a presença de toxinas no organismo. A teína exerce um efeito estimulante no nosso sistema nervoso central e pode acelerar um pouco o metabolismo. A utilidade destes alimentos na perda de massa gorda só parece verificar-se quando ocorre, simultaneamente, um programa alimentar saudável e de prática regular de actividade física. O consumo de chá não deve exceder as seis chávenas de chá.
22
Jan14

Super Metabolismo II

Ana Ni Ribeiro
Aumente o número de refeições

Adopte uma dieta variada e rica em fruta, verduras e legumes. Evite comer muito de cada vez e aumente o número de refeições diárias para 5 ou 6. Fazer pequenas refeições de 3 em 3 horas obriga o metabolismo a funcionar com mais intensidade. Tomar sempre o pequeno-almoço também incentiva o funcionamento metabólico. É que, ao contrário do que se pensa, os hábitos alimentares exercem mais influência no metabolismo do que os factores genéticos. Salvo os casos raros, 1%. em que ocorrem distúrbios genéticos, as razões para a actual prevalência da obesidade são o estilo de vida e o ambiente a que cada indivíduo está exposto.
21
Jan14

Super Metabolismo

Ana Ni Ribeiro
A velocidade a que o organismo elimina calorias depende de vários factores, em especial do tamanho e da composição corporal de cada pessoa. Geralmente, os homens, pela sua constituição física, têm mais facilidade em gastar energia que as mulheres, as pessoas mais musculadas consomem mais calorias- mesmo enquanto descansam- do que as obesas e, a partir dos 40 anos, altura em que a massa muscular diminui, o metabolismo abranda. No entanto, 50 a 70% da energia dispendida é gasta para manter as funções vitais do organismo. A par da dieta equilibrada e do exercício físico, outros hábitos podem ajudar a queimar mais calorias.

Pratique exercício físico
Se cada quilo de músculo consome 6 calorias por dia apenas para se suster, enquanto cada quilo de gordura só precisa de duas, manter-se em forma é uma das primeiras regras para garantir um bom processo metabólico. Actividades mais intensas, vigorosas e de maior duração, podem prolongar o gasto energético adicional até 24 horas. Optar por um maior envolvimento na prática de actividades físicas, especialmente as que envolvem grandes massas musculares é uma forma efectiva de aumentar o gasto energético total.
24
Set13

Comer gasta energia

Ana Ni Ribeiro

A energia que gastamos diariamente depende de vários factores: metabolismo basal, actividade física e efeito térmico dos alimentos.
A termogénese alimentar é responsável por cerca de 10% do gasto total de energia. Sempre que comemos há gasto metabólico efectivo da digestão, absorção e armazenamento dos nutrientes. Há alimentos que fazem aumentar o gasto, porém esses alimentos, por si só, não podem ser encarados como milagrosos.
Gengibre, canela, pimenta vermelha e o chá verde têm esse poder. Além da mostarda, laranja, kiwi, cafeína, brócolos, acelga, couve, espargos, alimentos ricos em ómega-3 (bacalhau, salmão, sardinha, anchova) e o ácido linoleico conjugado (presente na carne de peru, carne bovina e alguns lacticínios).
Estes alimentos devem fazer parte de uma alimentação saudável e equilibrada, e associados à prática de exercício físico (que promove o aumento do metabolismo basal), para que se tenha efeito positivo no processo de emagrecimento. Sozinhos, ou consumidos em excesso, não têm efeito no organismo.

Sobre mim


Sou a Ni, sou nutricionista e este é o meu blog. Aqui partilho a minha paixão pelo fabuloso mundo da nutrição. Dizem que este é o melhor blog sobre nutrição do mundo e arredores!

Ver perfil
Seguir perfil

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

O meu livro

Links

Consultas online

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D

Parceiros