Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Nitricionista

14
Dez18

Rabanadas no forno

Ana Ni Ribeiro

image.jpg

 

Ingredientes:

7 fatias de pão de rabanadas

1 chávena de chá de leite magro

1 colher de chá de essência de baunilha

1 pau de canela

3 colher de sopa de Stevia em pó 

3 colheres de sopa de água

2 ovos

 

Stevia e canela para polvilhar

Azeite

 

Preparação:

Misture o leite, a stevia, o pau de canela e a baunilha. Leve ao lume para aquecer.

Numa tigela bata ligeiramente os ovos. Adicione 3 colheres de água e misture bem. Reserve.

Unte uma forma com azeite.

Passe cada fatia de pão no leite e em seguida no ovo batido.

Coloque as fatias na forma untada e leve ao forno bem quente, pré aquecido a 150ºC, por aproximadamente 8 minutos, ou até ficarem douradas.

Vire as rabanadas na metade do tempo, para dourarem nos dois lados.

Retirar do forno e polvilhar com canela e stevia.

21
Set18

Sopa, fast food no seu melhor

Ana Ni Ribeiro

Comer sopa é meio caminho andado para uma refeição equilibrada e uma alimentação mais saudável. Tome nota destas vantagens:

  • A sopa tem qualidades revigorantes e reconfortantes, aumentando a temperatura corporal nos dias frios.
  • Contribuiu para colmatar as necessidades de água no organismo e, naturalmente rica em fibras, para o bom funcionamento intestinal.
  • Ajuda a controlar os níveis de colesterol.
  • Ajuda a regular a glicemia após as refeições.
  • Ajuda a manter a linha.
  • Pelo conteúdo de legumes, fornece minerais, vitaminas, fibras e nutrientes protectores que ajudam o organismo a resistir a agressões.
  • Se consumida no início da refeição (altura ideal), limita a quantidade de alimentos que se vão ingerir de seguida. É a soluçao para quem costuma comer a mais.
  • De um modo geral, que consome sopa com regularidade apresenta indíces mais baixos de massa corporal.
05
Set18

Consulta de nutrição, o testemunho da S.

Ana Ni Ribeiro

19899054_h6885.jpeg

 

Deixo-vos o testemunho da S., que espera que se inspirem nele e cuidem de si.

"A Ana é neste momento minha amiga, já não é só a minha nutricionista. nele encontro uma mulher fabulosa cheia de energia inteligente e trabalhadora que me ajudou a voltar a ter o corpo que sempre tive. Quando tive o meu segundo filho  para além de ter ficado com uns kilos a mais sofri bastante com edema, particularmente nos tecidos dos pés e tornozelos, é uma condição comum em muitas mulheres grávidas o inchaço. O calor também favorece o inchaço e a recta final da gravidez foi no verão. Depois do bebé nascer a Ana fez-me um plano alimentar que consistia numa dieta liquida deliciosa em alguns dias da semana, e "normal" nos outros dias. As sopas levavam carne ou peixe e eram batidas. Os iogurtes líquidos batidos com bolachas e uma série de outros truques que me permitiu estar saciada, ter os nutrientes necessários ao desporto que sempre pratiquei e não sentir fome. Cumpri religiosamente o plano por algumas semanas e o edema foi-se. Depois segui os conselhos de alimentação equilibrada procurando-se que eu nunca tivesse fome para evitar disparates alimentares. E assim, sem dificuldades nem sofrimento desinchei e regressei facilmente ao  meu peso habitual. A Ana é muito flexível no sentido de conseguir perceber o que é a melhor alimentação para cada pessoa. Sabe contornar os obstáculos que lhe colocamos e perceber como nos guiar num leque de alimentos que gostamos e nos dão gozo. Voltar à forma sem sofrer. Continuo a recorrer a ela sempre que tenho dúvidas sobre a minha alimentação e ela lá está disponível para mais um plano adequado ao momento e ao estilo de vida. A alimentação faz parte de um estilo de vida saudável e a Ana tem sempre presente essa preocupação. A saúde em primeiro lugar!" 

23
Jul18

O testemunho da L.- consulta online

Ana Ni Ribeiro

consulta.jpg

 

São pessoas como a L. pelas quais me sinto realizado, estou sempre disponível e termino os dias feliz. Não são perfeitas, há dias menos bons, mas aprendem com os erros, e ganham confiança e novos hábitos. Fiquei arrepiada com o seu testemunho,  e muito orgulhosa!

"Pois é. Eu sou como tantas outras mulheres que já experimentou montes de dietas e de fórmulas mágicas para emagrecer. Sempre fui gordinha, sempre tive peso a mais. E comecei a preocupar-me com isso na adolescência porque todas as minhas amigas tinham namorado e eu não. Deixei de comer. Só tomava o pequeno almoço e o jantar por que eram as únicas refeições que os meus pais controlavam. Passei dos 80kg para os 60kg num instante. Até que desmaiei e fiquei assustada… Voltei a comer como antes e o peso voltou todo. 

Entretanto fui experimentando dietas de farmácia, comprimidos milagrosos perdia peso e depois voltava a ganhar tudo outra vez. Andei pelo menos 10 anos neste io io.

Conheci a Ana por acaso. Apareceu no Facebook, comecei a seguir a sua página porque as receitas interessavam-me. Mas não marquei consulta. Apenas ia vendo.

O ano passado engravidei. Já tentava há dois anos. Infelizmente ao fim de 6 semanas tive um aborto espontâneo.   Tentei relativizar a coisa, mas encontrei refúgio na comida. Comia tudo. Misturava doces com salgados. Comia até ficar enjoada. Engordei 8 kg em 2 meses.

Em Outubro fiz anos e pensei já chega de me maltratar. Marquei consulta com a Ana.
O plano alimentar que a Ana me indicou parecia-me bem. A conversa deu-me confiança de que ia conseguir e que nada era impossível depois de conhecer a história dela.

Aos poucos as roupas iam ficando largas, os centímetros iam diminuindo, os quilos também.

O meu metabolismo é lento e nem sempre acordava mas a Ana deu-lhe a volta.

Nunca tive vontade de desistir. A Ana esteve sempre comigo. Eu sentia-a sempre por perto, sempre a dar-me motivação. E isso fez toda a diferença.

Aprendi a comer e a fazer as escolhas certas.

Passaram 8 meses. Comecei com 76kg e hoje estou com 64kg. Faltam-me apenas 2kg para o meu objectivo mas tenho a certeza que vou conseguir.

Obrigada Ana"

 

Vamos equipa

30
Mai18

Consulta online, o testemunho

Ana Ni Ribeiro

14123349_msQGE.jpeg

 

A A. é fisioterapeuta e foi seguida por mim nas consultas online. Deixou-me este testemunho para partilhar com vocês:

“Como poderei aconselhar alguém a manter hábitos de vida saudáveis quando eu própria não os consigo manter?”

Esta era a questão que diariamente me colocava quando logo pela manhã me sentava no carro e colocava o cinto de segurança. Habituada a usar regularmente os transportes públicos e a fazer longas caminhadas durante a vida de estudante, a transição para o mundo do trabalho tornou-se no reviver da história da “menina gordinha”! Não me lembro de alguma vez ter um peso e uma figura de criança franzina, muito pelo contrário sempre fui mais alta e forte que as meninas da minha idade! Como sabemos os gordinhos são normalmente pessoas simpáticas, mas nem por isso deixam de ouvir comentários com o mesmo significado…na idade adulta estes podem tornar-se mais cruéis e quando nos tornamos profissionais de saúde podemos até ser confrontados diretamente com isso! Afinal de contas como posso querer incentivar algo para o qual não sou um exemplo? Este foi o ponto de partida para a procura efetiva de ajuda de um Nutricionista. Pois, como a maioria das pessoas tentei adequar a minha alimentação sozinha, tendo ido até a uma consulta com uma nutricionista na farmácia da localidade onde resido…mas tudo tentativas sem sucesso. Por um lado não somos educados desde pequeninos com estratégias de hábitos de alimentação saudável, e por outro, nunca acreditei que uma dieta com base na privação alimentar e toma de suplementos alimentares fosse a forma mais saudável de perder peso!

A consulta on-line com a Dra. Ana Ribeiro surge numa ida mais atenta ao facebook, onde por mero acaso o post me suscita interesse. Sendo uma modalidade de consulta ao qual não estamos habituados, a primeira reação é procurar algo que sustente a escolha por outras pessoas e…não é que encontrei? Pois bem, decidi tentar…e o resultado é uma perca de peso de cerca de 22 kg num período de cerca de 9 meses! Se passei fome, se tive muitas proibições, etc? Digo sinceramente que não, o que existiu foi antes uma adequação das quantidades e tipos de alimentos que faziam parte do meu dia a dia. Os resultados surgem rapidamente e somos bastante motivados a não perder o objetivo, perder peso de uma forma saudável! Se é fácil? A resposta também é não, pois quando gostamos de comer e apreciar um bom e típico prato português…as tentações são diárias! Mas tudo fica diferente e passamos a sentir-nos muito melhor! Estou agora na fase de manter o peso ideal, parece-me o mais complicado porque o receio do retrocesso é enorme…mas até estratégias para isso a Dra. Ana nos ensina e continua presente mesmo após a “alta”! Para mim foi fundamental…mais uma vez fica o agradecimento à ”Equipa” que resultou tão bem!   

30
Abr18

Já experimentou kale?

Ana Ni Ribeiro

A kale é uma couve que pode ajudar a combater a celulite, ajuda a eliminar a gordura, regula as hormonas, melhora o humor e também desintoxica. Colocando a couve no seu plano alimentar vai perceber a diferença na pele, na disposição e na balança!

 

Experimente estas duas receitas:

 

Sumo de kale, laranja e gengibre

Ingredientes (4 copos)

3 folhas de kale (bem lavadas e com talos) 
2 laranjas descascadas 
1 pedaço de gengibre sem casca (1 cm)  
Stevia a gosto 
1 litro de água

 

Corte as laranjas em pedaços, tire as sementes e coloque no liquidificador. Junte a couve, o gengibre, a água e bata bem. Se quiser, junte stevia, e sirva em seguida.

 

Salada Crocante

Ingredientes (4 porções)

6 folhas de couve cortadas em tiras fininhas
1 cenoura média sem casca e ralada
12 tomates-cereja cortados ao meio
 Azeite, limão e sal q.b.

Coloque os ingredientes numa saladeira e tempere. Sirva em seguida.

06
Mar18

Consultas online, o testemunho

Ana Ni Ribeiro

1 (1).jpg

 

A M é mãe de dois e tem um trabalho muito exigente, sem desculpas vestiu a camisola da nossa equipa e conseguiu atingir e até ultrapassar os seus objectivos. 

É com muito orgulho que vos deixo o seu testemunho:

 "Tenho 41 anos e dois filhos. Sempre fui magra e sempre comi praticamente de tudo sem grandes restrições. Confesso que desde adolescente sempre tentei levar uma vida saudável e talvez por isso sempre me fascinou a área alimentar (adoro cozinha) e o desporto. Experimentei muitos desportos e sempre gostei de qualquer um, e na área da nutrição sempre pesquisei por mais informação (desde receitas a informações sobre os alimentos), e foi precisamente nestas buscas que encontrei o blog da Nitricionista.

O meu problema com o peso surgiu após ter o meu segundo filho, quando fiquei com alguns kilos a mais. Este aumento de peso não teve um grande impacto no meu corpo, no entanto pessoalmente sempre me incomodou muito.

Numa altura da minha vida com muito trabalho a nível profissional (quase sem horários), com duas crianças para cuidar, noites mal dormidas, e sem tempo para praticar desporto, baixar o peso tornou-se praticamente impossível.

Passei por algumas dietas, mas que não corresponderam de todo áquilo que procurava. Dietas muito restritivas e difíceis de cumprir, que facilmente abandonei.  Resultado, continuei com a luta constante dos quilos na balança que tanto subiam como desciam constantemente, sem nunca ter chegado a um ponto de equilíbrio.

Certo dia estava a ver o blog da Nitricionista, que sempre gostei, pois segue os ideais daquilo que realmente procurava e lembrei-me de marcar uma consulta on-line.

Lembro-me que na primeira consulta pedi à Dra. Ana essencialmente para conseguir estabilizar o peso, coisa que já há anos não conseguia.

Num espaço de curtos meses, sem esforços de maior e sem grandes restrições, com uma alimentação variada e saudável e principalmente adequada aos meus gostos pessoais, consegui mais do que estabilizar o meu peso, emagreci e passei para o meu peso normal.

Normalmente associa-se dieta a sacrifício, quando apenas temos que nos reeducar a comer. Felizmente A Dra. Ana conseguiu mostrar-me este caminho que achava impossível de existir. Hoje percebo que os bons profissionais fazem toda a diferença.

Obrigada Ana por todo o caminho que percorreu comigo, pela motivação constante, pela transmissão dos seus conhecimentos. Espero que este testemunho ajude também outras pessoas a seguir este estilo de VIDA SAUDÁVEL."

25
Jan18

Aposte no coco

Ana Ni Ribeiro

Coco.jpg

 

Durante muito tempo o coco foi visto como um alimento a evitar por quem queria perder peso, mas agora isso mudou.
Ele hidrata, sacia e rejuvenesce, melhora as nossas defesas e ajuda na perda de peso.

Em pedaços, lascas ou ralado, a polpa do coco é uma opção óptima para quem treina. Fornece energia rapidamente e, por isso, pode ser uma boa opção de pré-treino. O coco fresco também funciona bem como snack – um pedaço de 30 gramas (106 calorias) – em qualquer tipo de plano alimentar, pois sendo rico em fibra sacia com facilidade. É também fonte de zinco, pelo que ajuda na regeneração da pele.

Rica em fibras (2,5 g por colher de sopa/10 gramas), a farinha de coco também sacia e elimina as toxinas do organismo, favorecendo a perda de peso. Esta farinha é isenta de glúten.


A água de coco é retirada da fruta ainda verde e funciona como uma bebida isotónica natural. Consumida após o exercício, ajuda a repor os sais minerais perdidos com o suor, especialmente potássio.

03
Jan18

5 razões que tornam as consultas online tão eficazes

Ana Ni Ribeiro

Actualmente, torna-se complicado gerir eficazmente os hábitos alimentares. E, além disso, com a correria diária, não sobra tempo para procurar um nutricionista e finalmente cuidar de si.

A pensar em todos os que precisam de aconselhamento especializado na área da Nutrição, criei uma consulta online.

 

Um estudo publicado na revista médica American Jornal of Preventive Medicine, identifica cinco razões que tornam as consultas de nutrição online tão eficazes:

1. O preço baixo: o serviço tem um valor mais baixo quando comparado aos valores de uma consulta médica convencional.
2. A privacidade: o anonimato é uma das vantagens oferecidas pelas consultas on line, pois a pessoa não corre o risco de encontrar outras pessoas na sala de espera do consultório e não precisa expor o seu problema a outras, além da nutricionista.
3. Suporte via e-mail, chat: há um atendimento permanente, caso o paciente tenha alguma dúvida, criando uma relação de confiança.
4. A comodidade: com um computador, um telemóvel ou um tablet e uma ligação à Internet, poderá obter todos os esclarecimentos necessários, sem perder tempo no trânsito.
5. A manutenção do peso após alcançar os objectivos: como há reeducação dos hábitos alimentares das pessoas de forma individualizada e personalizada, proporcionam a manutenção do peso alcançado sem grande esforço, evitando o efeito io-io.

 

Para mais informações, custos, detalhes operacionais ou questões envie um e-mail para: anapimentaribeiro@gmail.com

 
02
Jan18

10 recomendações para perder peso de forma saudável

Ana Ni Ribeiro

 

O início do ano traz consigo um aumento da preocupação com o peso e com a imagem corporal. Aumenta também a publicidade a métodos e a produtos destinados a perder peso. Muita desta publicidade sugere resultados rápidos e pouco realistas. Infelizmente, a grande maioria destes produtos não conduz a soluções duradouras e pode até provocar carências nutricionais quando incentivam dietas desequilibradas.

 

Existem alguns princípios básicos a seguir para que a perda de peso seja saudável. As recomendações que fazemos são baseadas nas recomendações da Academy of Nutrition and Dietetics e da Organização Mundial da Saúde:

1. A perda de peso é um processo que tem implicações na saúde.  As oscilações bruscas de peso associadas a dietas mal sucedidas podem ser perigosas. Só avance se tiver a motivação e a equipa certa para dar o primeiro passo.
 
2. Confira o seu grau de motivação.  A perda de peso implica modificações sérias no dia-a-dia e a longo prazo. Reflita primeiro se quer modificar a sua alimentação e a sua atividade física, se tem condições para o fazer, nas dificuldades que poderão surgir e como ultrapassá-las.
 
3. Avance com o apoio de um profissional.  Faça essa discussão prévia com um profissional de saúde especializado devidamente credenciado, por exemplo, pela Ordem dos Nutricionistas ou dos Médicos. Perder peso com sucesso implica um plano individualizado e o seguimento atento e cuidadoso de um especialista durante vários meses.
 
4. Envolva a sua família e amigos.  O apoio familiar neste processo de perda de peso é vital, uma vez que facilita a aquisição de hábitos de vida saudável e evita recaídas (por exemplo: disponibilizar em casa alimentos saudáveis para todos e organizar caminhadas em família).
 
5. Faça uma avaliação prévia e detalhada dos seus hábitos alimentares e de atividade física.  Quanto mais se afastar da rotina diária e dos seus gostos e preferências mais difícil será prolongar com sucesso uma "dieta". Deve distribuir as várias refeições ao longo do dia, em horário regular, não se esquecendo do pequeno-almoço e prevendo de forma cuidada situações inesperadas como fins-de-semana ou festas.
 
6. Desconfie de planos alimentares monótonos ou de substâncias milagrosas.  Dietas da sopa, de frutas ou outras que não integram ou restringem fortemente determinados alimentos, são perigosas a médio prazo pois reduzem a disponibilidade de nutrientes essenciais ao bom funcionamento do organismo. Infelizmente, ainda não existe, uma substância ou medicamento capaz de, por si só, fazer perder peso de forma eficaz, duradoura e sem riscos para a saúde.
 
7. O aumento da atividade física é decisivo.  Se tiver possibilidade de ter apoio ao nível da atividade física a possibilidade de sucesso aumenta. Por vezes, a companhia de outras pessoas com os mesmos objetivos é determinante. Recomenda-se  para a perda de peso, e a acompanhar a dieta, pelo menos 30 a 60 minutos de atividade física moderada, 5 dias por semana.
 
8. Defina prazos e objetivos realistas com o profissional de saúde. Rejeite metas impossíveis. Para quem tem peso excessivo, uma perda gradual de 5 a 10% do peso inicial (0,5 a 1Kg por semana), já traz benefícios de saúde e é um objetivo realista.
 
9. Ajude a modificar o espaço que o rodeia.  O ambiente alimentar que nos rodeia é por vezes o maior obstáculo a uma alimentação saudável. Insista para que exista água disponível no seu local de trabalho. Peça pão de mistura no seu café. Se der uma festa para crianças disponibilize fruta de forma atrativa.
 
10. Prepare-se e não desanime.  Lembre-se que em qualquer processo de mudança de hábitos alimentares o sucesso pode demorar. Vai ter, certamente, várias fases de desânimo e momentos de insucesso em que lhe vai apetecer desistir. Aprenda a lidar com estes momentos. No final deste processo pretende-se que tenha menos peso, mas acima de tudo, que tenha mais saúde e aprenda a gostar do seu corpo.

 

 

 

Sobre mim


Sou a Ni, sou nutricionista e este é o meu blog. Aqui partilho a minha paixão pelo fabuloso mundo da nutrição. Dizem que este é o melhor blog sobre nutrição do mundo e arredores!

Ver perfil
Seguir perfil

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

O meu livro

Links

Consultas online

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D

Parceiros