Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Nitricionista

14
Nov20

Consultas de nutrição on-line

Ana Ni Ribeiro

24F6F7D1-C368-4C52-A521-9AB027F222C4.JPG

 

Atualmente, somos inundados com dietas que prometem verdadeiros milagres! Dietas loucas, chás, cremes, produtos naturais... planos completamente desequilibrados mas que por obra e graça do Espírito Santo irão resultar, dizem! Atenção: podem constituir vários perigos.
Temos que ter consciência que não existem milagres, e que não se pode desejar emagrecer a qualquer preço. O preço não pode ser a nossa saúde. Alterar hábitos nem sempre é fácil, e por vezes demora um bocadinho... mas depois os resultados são duradouros.
A pensar em todos os que precisam de aconselhamento especializado na área da Nutrição, criei há uns anos a consulta online.
Para poder ter um plano individualizado e tirar todas as dúvidas, só precisa de ter uma ligação à Internet.
Vantagens? Além de agora, permitir o distanciamento social, não precisa de se deslocar ao consultório, perder tempo no trânsito e gastar combustível.
o anonimato é uma das vantagens oferecidas pelas consultas on line, pois a pessoa não corre o risco de encontrar outras pessoas na sala de espera do consultório e não precisa expor o seu problema para além da nutricionista.
Havendo necessidade, há um contacto permanente entre consultas, criando uma relação de confiança.
Mais do que nunca cuidar de nós é imperativo!
Para mais informações, envie-me um e-mail para: anapimentaribeiro@gmail.com

23
Out20

O testemunho da P.

Ana Ni Ribeiro

12596122_10207527274514546_1626564714_n.jpg

A P. é uma guerreira. E escreveu uma carta que hoje pode ser lida por todos. Os testemunhos são importantes para quem os lê mas sobretudo para quem os escreve. Obrigada P!

Disse isto há 4 anos e continuo com a mesma certeza: vai superar-se! Mesmo que por vezes ainda duvide disso. Tenho muito orgulho.
 

"7 de Outubro de 2016, quase a fazer as malas as malas para mais um ano letivo na Guiné-Bissau…
Faz hoje 4 anos que tive a coragem, embora bastante tímida, de assumir que estava obesa, e que estava a perder qualidade de vida.
O contexto que tinha na altura pela frente, era num continente não muito longe, mas de contexto complexo, mas que na realidade se tornou positivo. Na realidade o contexto era apenas “uma desculpa”, pouco consciente, e pouco favorável para a minha condição física. Podia faltar muita coisa, ou não haver a diversidade a que estamos habituados por cá… Mas na verdade quem faltava, era eu…
Assim, numa curiosidade, e numa tentativa desesperada passeei-me pelo Google, na buscar de uma ajuda, e depreferência à distância. Foi nesse momento que conheci a Drª Ni. Alguém que conseguiu  até hoje ajudar-me, mesmo quando eu própria já não consigo ou já não estou lá.
Destes quatro anos posso dizer que as vezes que acreditei, consegui… perder peso… perder volume… gostar do que via ao espelho… GOSTAR DE MIM! Mas neste mesmo período, também desisti de mim, deixei de acreditar e, engordei… não gostava do que via… e achava que o mundo estava contra mim… E APENAS EU, é que estava contra mim.
Os dois primeiros anos, foram brilhantes. Com altos e baixos, mas de grandes conquistas e muitas aprendizagens. O que podia ser uma dificuldade virou um desafio, e todos eles se foram superando. Como muita resiliência, mas assim era por lá, com quase tudo… Deixei África, faz dois anos. O regresso que deveria ser uma vantagem, foi um turbilhão de emoções, e esqueci-me de mim, e perdi quase a totalidade da conquista que tinha feito até então (recuperei quase os quilos todos). Pela simples razão que apaguei tudo o que aprendi, e o resultado foi péssimo.
Já no fundo do poço de novo, ganhei de novo coragem, e voltei a bater à porta que nunca esteve fechada, apenas eu é que me fechei para ela. E com muita vontade de voltar a encontrar aquele caminho, voltei à equipa que tinha abandonado. E de forma tímida, vagarosa, vou conseguindo de novo o caminho da perda, e de me sentir melhor comigo. E na verdade, esta vida não é uma dieta constante, é simplesmente as opções e as doses certas…
Este vírus, que foi e será o nosso grande desafio, não me veio estragar o foco. Superei-me, e mesmo fechada em casa, não fui tomada pela gula (algo muito comum em tempos anteriores). Diminui peso e volume… Saí sem grande expressão facial, já que a mascara tapa, mas melhor comigo mesma.
Ainda tenho um caminho para percorrer, e como diz a Drª Ni, isto está tudo ligado. Tenho o emocional a precisar de ser cuidado e tratado como merece. E claro gostar de fazer exercício físico, … Mas mesmo que não goste, tem de ser e tem… Ordens são ordens, mesmo que sejam democratas.
A equipa que constitui há 4 anos, foi a luz ao fundo do túnel, e todos os dias faz cada vez mais sentido…

Portugal, 7 de Outubro de 2020"

28
Abr20

Consulta online, o testemunho da P.

Ana Ni Ribeiro

 

A P. já viveu várias vidas nos últimos 4 anos. Como ela diz, houve vários altos e baixos... mas soube nunca desistir de si, nem da nossa equipa. E aqui estamos nós, novamente, mais focadas do que nunca.

Hoje, continuamos as duas na luta! Uma luta bem mais fácil e onde tem vindo a ganhar batalhas diárias. Muito orgulho, nesta guerreira.

"Em setembro de 2016, embarcava em breve e de novo para África, e o peso era algo que me vinha a preocupar; e quando um dia, ainda de férias, ao apertar os sapatos parecia que a minha barriga me sufocava, e pensei não pode ser, o que estou a fazer comigo... Resolvi que queria fazer algo diferente, que queria fazer algo por mim. E tinha ouvido naquelas conversa de mesa de café, consultas online de nutrição… Encontrei a Drª Ni, como amavelmente é conhecida. E a minha pergunta foi, “ É possível?”, e prontamente a resposta foi o que precisava ouvir, “Vamos equipa”.

Os anos que se seguiram foram de altos e baixos, mas também de ótimas conquistas, aquelas que eu achava ao início que não era possível. E sim foi possível, mesmo sem as prateleiras cheias de produtos saudáveis, de acesso a muita coisa, consegui. Perdi peso, perdi volume, ganhei vida, ganhei vontade de viver…

Regresso a Portugal em 2018, e o que não era previsível aconteceu, voltei a esquecer-me de mim, a deslumbrar-me pelas prateleiras cheias, mas desta vez, dos produtos não saudáveis… e o peso e o volume voltou, tentei agarrar… mas não consegui, logo. Demorou o seu tempo. Era como se soubesse o que saber o que fazer, mas não acreditava que valia a pena ou que resultava.

Em setembro de 2019, a minha vida laboral, que tem sempre sofrido alterações, entrou num ritmo e rotina diferentes, mais metódico e com horários. Isso associado ao facto de ter aceite, que o ginásio pode ser o maior aliado, comecei a curva descendente do peso…

Quando se junta os hábitos metódicos, boas opções alimentares e um pouco de exercício… isto resulta!!!

Ahhh quase esquecia, e porque será, não se esqueçam da água :)"

18
Nov19

Consulta de nutrição, o testemunho da A.

Ana Ni Ribeiro

O testemunho da A. é uma espécie de presente de natal antecipado. Tem aspectos com os quais me identifico- também já fui gordinha, e também eu demorei muitos anos até fazer as pazes com a menina gorda que fui.

 

"Olá, sou a A. e fiz as pazes com a balança e a comida. E sobretudo, fiz as pazes comigo.

Já fui gorda, mas já não sou. Fui uma criança e adolescente gorda, depois emagreci mas a minha relação com a comida nunca foi boa. Passei por muitos altos e baixos, e parecia que faltava sempre qualquer coisa. Durante anos adiei sempre a marcação de uma consulta de nutrição. Sempre a mesma desculpa: eu consigo sozinha. Mas não conseguia.

Há quase 2 anos vi o livro da Ana na casa de uma amiga, li a história dela e pensei: tenho de marcar consulta. Ainda demorei uns meses até marcar mas bendito seja esse dia. Faz hoje um ano. Ainda me lembro que quase pensei em começar só em janeiro, é que se mete o natal! mas ainda bem que não o fiz. Verdade que não perdi muito peso, mas ganhei conhecimento, que me permitiu perder 1 kg em vez de ganhar os 3 kgs habituais nesta altura do ano. Saldo bastante positivo! E depois em janeiro foi muito mais fácil continuar a adquirir novas competências pois estava com a motivação em altas. 

Reaprender a comer, mudar pequenas coisas no meu estilo de vida e parar com as desculpas e sabotagem foi como renascer. 

Como a Ana diz: em equipa tudo é mais fácil. E é mesmo. Sentir que temos alguém que acredita em nós e que está sempre por perto, e sabe realmente do que está a falar: faz a diferença. 

E finalmente, perdi o "medo" e comecei a fazer terapia com uma psicologa, e aos 42 anos percebi que havia muita coisa em mim que não conhecia.

Ganhei saúde, e auto-estima! Sinto-me poderosa, e mesmo em relação aos desafios profissionais pareço outra. Mas foram só 12 kgs, dizia me outro dia alguém mauzinho. Sorri e disse: "só"? pois comparando com tudo o que ganhei, foi só isso.

Agradeço à Ana, e aprendi a agradecer a mim e agora vou-me equipar que descobri que sou uma corredora.

Vemo-nos em Janeiro, Ni, na nossa consulta."

Boas corridas, A.! Vamos, equipa.

29
Mai19

O testemunho da L.- consulta online

Ana Ni Ribeiro

consulta.jpg

 

São pessoas como a L. pelas quais me sinto realizada, estou sempre disponível e termino os dias feliz. Não são perfeitas, têm também dias menos bons, mas aprendem com os erros, e ganham confiança e novos hábitos. Fiquei arrepiada com o seu testemunho,  e muito orgulhosa!

"Pois é. Eu sou como tantas outras mulheres que já experimentaram montes de dietas e de fórmulas mágicas para emagrecer. Sempre fui gordinha, sempre tive peso a mais. E comecei a preocupar-me com isso na adolescência porque todas as minhas amigas tinham namorado e eu não. Deixei de comer. Só tomava o pequeno almoço e o jantar por que eram as únicas refeições que os meus pais controlavam. Passei dos 80kg para os 60kg num instante. Até que desmaiei e fiquei assustada… Voltei a comer como antes e o peso voltou todo. 

Entretanto fui experimentando dietas de farmácia, comprimidos "milagrosos" perdia peso e depois voltava a ganhar tudo outra vez. Andei pelo menos 10 anos neste io-io.

Conheci a Ana por acaso. Apareceu no Facebook, comecei a seguir a sua página porque as receitas interessavam-me. Mas não marquei consulta. Apenas ia vendo.

O ano passado engravidei. Já tentava há dois anos. Infelizmente ao fim de 6 semanas tive um aborto espontâneo. Tentei relativizar a coisa, mas encontrei refúgio na comida. Comia tudo. Misturava doces com salgados. Comia até ficar enjoada. Engordei 8 kg em 2 meses.

Em Outubro fiz anos e pensei: já chega de me maltratar. Marquei consulta com a Ana.
O plano alimentar que a Ana me indicou parecia-me bem. A conversa deu-me confiança de que ia conseguir e que nada era impossível depois de conhecer a história dela.

Aos poucos as roupas iam ficando largas, os centímetros iam diminuindo, os quilos também.

O meu metabolismo é lento e nem sempre acordava mas a Ana deu-lhe a volta.

Nunca tive vontade de desistir. A Ana esteve sempre comigo. Eu sentia-a sempre por perto, sempre a dar-me motivação. E isso fez toda a diferença.

Aprendi a comer e a fazer as escolhas certas.

Passaram 8 meses. Comecei com 77kg e hoje estou com 64kg. Faltam-me apenas 2kg para o meu objectivo mas tenho a certeza que vou conseguir.

Obrigada, Ana."

 

Vamos, equipa!

12
Dez18

Consulta de nutrição, o testemunho da L.

Ana Ni Ribeiro

19899054_h6885.jpeg

 

A L. faz parte da minha equipa há já algum tempo. Voltou agora na sua segunda gravidez.

Enviou-me um email, que agora partilho convosco, e que me encheu a alma. A L. escreveu no assunto "obrigada do fundo do coração", mas eu é que agradeço, todos os dias, à L. e a todas as outras equipas, permitirem-me sentir todos os dias uma profissional tão realizada.

"Boa tarde Ana,

Agradeço desde já todo o carinho e sensibilidade com que me tens tratado e muito obrigada pela ajuda para ganhar mais anos de vida e claro a perder uns quilinhos a mais que ganhei na minha 2º gravidez.

 

Não vou dizer que é fácil, não é de todo. Temos que ter em primeiro lugar a consciência de que podemos estar mais saudáveis e que queremos mesmo isto. Sem querer muito não conseguimos nunca bons resultados.

Apesar de achar que seria difícil e complicado e que não teria tempo- já que sou mãe de 2 filhos pequeno um de 3 anos e outro de 10 meses, e trabalho com horário apertado- tenho tempo para programar o que vou comer no dia seguinte e fazer para levar. Tento sempre fazer boas escolhas e nunca penso que não vou conseguir, se assim for nunca se consegue.

Neste momento estou com a Ana faz 1 mês de "dieta" (pela 2º vez) e já tenho perdido 5.1 kg.

O lema é sempre, fazer boas escolhas mesmo que sejam simples, beber muita água durante o dia e claro seguir sempre todos os conselhos da Ana.

Obrigada Ana pelo apoio incondicional.

 

L."

 

Sem desculpas, com empenho, foco e motivação... obrigada L. por fazer acontecer. 

05
Set18

Consulta de nutrição, o testemunho da S.

Ana Ni Ribeiro

19899054_h6885.jpeg

 

Deixo-vos o testemunho da S., que espera que se inspirem nele e cuidem de si.

"A Ana é neste momento minha amiga, já não é só a minha nutricionista. nele encontro uma mulher fabulosa cheia de energia inteligente e trabalhadora que me ajudou a voltar a ter o corpo que sempre tive. Quando tive o meu segundo filho  para além de ter ficado com uns kilos a mais sofri bastante com edema, particularmente nos tecidos dos pés e tornozelos, é uma condição comum em muitas mulheres grávidas o inchaço. O calor também favorece o inchaço e a recta final da gravidez foi no verão. Depois do bebé nascer a Ana fez-me um plano alimentar que consistia numa dieta liquida deliciosa em alguns dias da semana, e "normal" nos outros dias. As sopas levavam carne ou peixe e eram batidas. Os iogurtes líquidos batidos com bolachas e uma série de outros truques que me permitiu estar saciada, ter os nutrientes necessários ao desporto que sempre pratiquei e não sentir fome. Cumpri religiosamente o plano por algumas semanas e o edema foi-se. Depois segui os conselhos de alimentação equilibrada procurando-se que eu nunca tivesse fome para evitar disparates alimentares. E assim, sem dificuldades nem sofrimento desinchei e regressei facilmente ao  meu peso habitual. A Ana é muito flexível no sentido de conseguir perceber o que é a melhor alimentação para cada pessoa. Sabe contornar os obstáculos que lhe colocamos e perceber como nos guiar num leque de alimentos que gostamos e nos dão gozo. Voltar à forma sem sofrer. Continuo a recorrer a ela sempre que tenho dúvidas sobre a minha alimentação e ela lá está disponível para mais um plano adequado ao momento e ao estilo de vida. A alimentação faz parte de um estilo de vida saudável e a Ana tem sempre presente essa preocupação. A saúde em primeiro lugar!" 

23
Abr18

Consulta de nutrição, o testemunho do J.

Ana Ni Ribeiro

19899054_h6885.jpeg

 

O J. foi seguido na minha consulta online e enviou-me este testemunho para partilhar convosco:

 

Passados 12 meses, tive a última consulta com a Nitricionista há 1 mês. Lembro-me da primeira, em que não acreditava ser possível perder peso. A Nitricionista e a minha esposa acreditaram mais que eu. E agora já tive alta. Na última consulta deu-me mais alguns conselhos para esta fase de manutenção. Fico agora entregue a mim próprio, sabendo sempre que tenho sempre a Doutora Ana à distancia de um e-mail, mas até agora não foi preciso. Deixo-vos então, orgulhoso, os resultados do plano alimentar (é sempre bom lembrar que não se trata de uma dieta no sentido restritivo da palavra, e que não passo fome, bem pelo contrário!):

- Menos 21 quilos que na primeira consulta;

- Menos 10 cm de perimetro abdominal;

- A % de massa gorda baixou para os 15, 

A dra fez comigo parte do caminho, deu-me as ferramentas, agora eu vou garantir que mantenho o peso ideal.

Para além de ter emagrecido como eu queria, acho que os meus hábitos alimentares melhoraram significativamente sem grande (para não dizer nenhum) custo. Aconselho a todos que achem que precisam de ajuda para perder os quilinhos a mais, que vão a um nutricionista, a Ana é uma excelente solução, pois com as consultas online não precisamos sequer de sair de casa e ela saberá adequar o plano de acordo com as vossas necessidades e gostos. Como a Ana diz, “a solução é reaprender a comer”.

O meu muito obrigado pelo meu novo EU. Vamos equipa!

29
Set17

Faz hoje 1 ano- o testemunho da P

Ana Ni Ribeiro

DSCF8081.JPG

 

Recebo dezenas de e-mails por dia na minha caixa de correio de trabalho. Todos importantes mas há alguns mais especiais como este que vou transcrever para aqui.

A P. tem partilhado a sua história convosco através dos testemunhos que nos envia de África e hoje mandou mais um que me deixou arrepiada, e com a certeza que temos guerreira. 

 

“Irei partir novamente dentro de 15 dias para a Guiné Bissau, onde os alimentos de fácil acesso são escassos e o plano alimentar pode ser complexo... Para além do meu trabalho ser muito sedentário e o calor FORTE de muitos meses me impedir de ter energia para fazer exercício físico...”

29-09-2016

 

Olá, Drª Ni

E porque hoje festejo um ano que tive a coragem de assumir não estou bem, tenho e quero mudar, e que lhe escrevi o meu primeiro e-mail. Naquele dia perguntei-lhe, devo ter esperança?! Hoje devo-lhe agradecer toda a esperança que me deu, a equipa que comigo formou e a frase que muitas vezes repetiu, é reaprender a comer, é reaprender os hábitos, é reaprender a ter consciência…

Essa aprendizagem não está consolidada, ainda há um caminho a fazer, mas o que consegui até hoje, deixa-me orgulhosa de mim, e feliz por ter reaprendido pequenos hábitos que todos juntos têm feito a diferença.

Já se foram alguns cm, e alguns kilos… o guarda-roupa mudou, e com ele também eu me tenho descoberto, é uma agradável surpresa…

 

OBRIGADA EQUIPA"

 

Obrigada eu por me encher o peito de orgulho. Vamos equipa 

20
Jul17

O testemunho que chega de África II

Ana Ni Ribeiro

Quem segue o blog já conhece a P., a aprendiz de super guerreira que vivia em África. Ela hoje está de regresso a Portugal, não sabe o que o destino lhe reserva e para onde irá, mas tem certeza que irá mais saudável, que desistir não é escolha e com muito mais crença nas suas capacidades, e deixou-me na caixa do correio mais este testemunho:

DSCF8054.JPG

 

"No começo, em Outubro de 2016, acreditar que ia chegar a Julho com menos 12, 300 kg, foi algo que não considerei sequer possível. Talvez porque não criei em mim uma pressão ou um limite muito desenhado ou muito rígido. Ou então, porque achava uma meta difícil de alcançar, pois só dependia de mim e daqueles que comigo faziam parte “da equipa” e desta vez, não havia suplementos A, B, D, …. para ajudar ou desajudar…

Durante estes 9 meses, acreditei, desisti, houve momentos fáceis, outros mais difíceis… Mas o mais positivo destes meses foi a mudança a nível da alimentação, a aprendizagem que se faz pouco a pouco em cada refeição. E a preocupação de que só o cuidado com a alimentação não chega, algum exercício também é necessário e é um bom aleado neste caminho.

Eu própria me autonomeio o monstro das bolachas, dos salgados, dos bolos, ou seja, de tudo o que tenha grandes quantidades de açúcar e talvez a mesma quantidade de sal.

Aos poucos fui aprendendo que eles não faziam mais parte do meu dia a dia e deixei de os ter em casa, e faz lembrar aquele ditado que aprendemos na nossa infância que diz: “longe da vista, longe do coração”.

Ainda não tenho um pensamento super saudável, como diz a Drª Ni, ainda tenho dias de “pecado” e de tentação. Mas sinto que o que aprendi é para a vida e que não quero esquecer ou perder.

Ainda tenho um caminho a percorrer, ainda não chegou ao fim, e acho que isto será para a vida. Pois não aprendemos tudo de uma vez, vamos aprendendo todos os dias mais um bocadinho.

Esta primeira fase iniciei-a no continente Africano, onde nem sempre foi fácil encontrar aquele alimento mais equilibrado e nem sempre havia aquele iogurte que tão boa companhia me tem feito ao pequeno-almoço.

Mas mesmo assim foi possível, eu consegui. Não o consegui sozinha, tive a ajuda de uma equipa espetacular que comigo partilhou casa durante estes 9 meses e que serviram de motivação, de polícias, e festejaram comigo cada grama que fui deixando pelo caminho. Eles foram a presença física, ao longe tive a família que com o seu amor infinito me foram sempre dando força, mesmo quando eu estava a fraquejar e a deixar de acreditar.

Parece que me estava a esquecer de alguém, mas não estou, deixei para o final para lhe dar o lugar de destaque que merece, a Drª Ni, ela foi o pilar desde percurso, foi a nutricionista que me fez refletir e entender onde não estava bem, foi a força que as vezes me estava a faltar e foi quem acreditou em mim quando eu deixei de acreditar.

Numa conversa pontual com alguém que pensa começar percurso igual eu recomendei dois pontos importantes:

  • Acredita em ti e quer mesmo mudar, aprender (a comer) e perder (peso);
  • Encontra alguém que do outro lado além de nutricionista, é a tua psicóloga, é a amiga e que dá um abraço quando vences e que também te “puxa as orelhas” quando precisas;

 

Acho que são estes os dois ingredientes essenciais para conseguir e eu tive a sorte de os ter ao meu lado até ao dia de hoje.

Ainda estou longe do objetivo final, mas cada vez mais perto…

Vamos equipa … até à meta final"

 

DSCF7268.JPG

 

Vamos equipa!

 

 

Sobre mim


Sou a Ni, sou nutricionista e este é o meu blog. Aqui partilho a minha paixão pelo fabuloso mundo da nutrição. Dizem que este é o melhor blog sobre nutrição do mundo e arredores!

Ver perfil
Seguir perfil

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

O meu livro

Links

Consultas online

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D

Parceiros