Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Nitricionista

30
Dez19

Dicas e truques para reduzir a ressaca

Ana Ni Ribeiro

ressaca.png

Nesta época em que os abusos alimentares e alcoólicos são mais comuns, convém saber quais são os melhores alimentos para diminuir os sintomas da ressaca.

Porque temos ressaca?

O álcool é um depressor do sistema nervoso central que possui uma ação direta em diversos órgãos, como o fígado, coração, estômago, entre outros.

Nos primeiros dez minutos após beber, o corpo transforma o álccol em acetaldeído, que é um veneno para o nosso organismo, e tenta se livrar dele o mais rápido possível. Essa substância é resultado da ação de uma enzima presente no fígado, que destrói a molécula do álcool. Se apenas algumas doses forem consumidas, o período de ação do acetaldeído é curto e os estragos são menores, pois ele sofre a acção de outra enzima, o aldeído-desidrogenase, junto com outra substância, a glutationa, que transformam o acetaldeído em acetato, uma espécie de vinagre, não tóxica. Mas a glutationa armazenada no fígado não é suficiente para uma grande quantidade de bebidas alcoólicas, deixando o acetaldeído por mais tempo no organismo.E quanto mais velhos ficamos, mais tempo o fígado precisa para desencadear o processo de desintoxicação. Logo, maior a concentração de acetaldeído no corpo. O que ele causa? Ressaca.

Entre 12 e 24 horas após a ingestão de bebida alcoólica, é provável que acorde com: dor de cabeça, tontura, náusea, sede, palidez e tremores são alguns dos sintomas mais frequentes. Essas sensações desagradáveis são efeitos da intoxicação.

E dá para prevenir? A dica para evitar a ressaca é: não beba! A segunda é: beba com moderação. Mas, para diminuir os sintomas, existem alguns truques:

- Beber menos.

- Beber espaçadamente, devagar.

- Para evitar a desidratação, quando está a ingerir álcool, é indicado que beba,cada hora, pelo menos um copo de água. Esta dica também funciona para retardar a absorção do álcool, dilui a bebida e ainda faz com que bebamos menos, o que acaba por resultar em uma diminuição da ressaca.

- Beber de estômago cheio.

 

As mulheres ficam mais suscetíveis aos efeitos do álcool porque, fisiologicamente, têm mais gordura retida no organismo, o que acaba por repelir a absorção do álcool pelas células, fazendo com que ele permaneça por mais tempo na corrente sanguínea. Isso faz com que os seus órgãos passem mais tempo expostos aos seus efeitos nocivos, principalmente os mais sensíveis, como cérebro, fígado e coração, por exemplo.

Dicas

Antes a começar a beber numa festa, preste atenção ao que lhe colocam no prato. De acordo com investigadores coreanos, os espargos verdes podem reduzir os efeitos do álcool e tornar a ressaca mais "suportável". Após exporem um grupo de células hepáticas humanas ao extracto de espargos, verificaram que este suprimia os radicais livres e multiplicava por mais de dois a actividade das enzimas que metabolizam o álcool. Desta forma, já pode recuperar antes mesmo de começar a beber. Experimente espargos assados com um pouco de azeite.

Dia seguinte

Acabar com a ressaca não vai salvar o fígado dos males do álcool, mas também não precisa morrer de dores de cabeça.
Eis as suas armas:
Laranja
O sumo fornece vitamina C e frutose, que ajudam o fígado a digerir o álcool

Iogurte com banana
A dupla garante vitamina B5 (os seus níveis baixam com o excesso de álcool) e B6, que diminui a ressaca. E ajudam a repor os níveis de magnésio e potássio.

Omelete
O ovo é fonte de cisteína. Esta proteína combate uma substância tóxica (acetaldeído), que é produzida no processamento do álcool pelo fígado.
Beba chá de gengibre para melhorar dos enjoos e das tonturas. O chá de limão com mel é também boa opção e ajuda a repor os níveis de açúcar no sangue.
O arroz branco é um dos melhores remédios caseiros para a ressaca. Além do mais, poderá ser uma das poucas coisas que conseguirá comer se estiver mal disposto.
Para melhorar o seu estado beba muitos líquidos. A água e as bebidas isotónicas, são essenciais para que se mantenha hidratado.
Se conseguir comer um caldo de vegetais, que inclua batatas, aipo, abóbora, beterraba e cenouras será a opção certa para repor os níveis de energia.

Evite os estimulantes que apenas irão provocar uma sobrecarga no sistema nervoso central e aposte no chá e tisanas fracas para hidratar e ajudar a "desintoxicar". Os frutos e as verduras são também essenciais, uma vez que são ricos em vitaminas e fotoquímicos antioxidantes, e muitos ajudam a debelar as dores de cabeça e o excesso de toxinas acumulado, que provocam esses desagradáveis sintomas.

 

Mitos e verdades

Faz mal beber de estômago vazio?

Sem outro alimento no estômago para digerir, o organismo absorve a bebida rapidamente, fazendo com que se sinta os efeitos do álcool mais rapidamente. Então, coma algo leve antes de beber e, se possível, durante. Mas evite petiscos picantes juntamente com a bebida, pois a pimenta irrita a mucosa do estômago piorando um sintoma comum quando se exagero no número de copos: a gastrite do dia seguinte.

 

Devo beber água intercalando com a bebida?

A água dilui a concentração de álcool, amenizando o seu poder de desidratar o organismo. O ideal é intercalar a bebida com água, consumindo pelo menos um copo de água por hora.

 

As bebidas alcoólicas de boa qualidade não dão ressaca?

As bebidas de qualidade inferior tendem a ter muitos corantes ou ingredientes que potencializam o efeito do álcool, intensificando os sintomas da ressaca: dor de cabeça, enjoo, confusão mental... Mas, pior que uma bebida má é exagerar na dose, ultrapassando a quantidade de álcool que o fígado é capaz de processar.

 

Remédios anti-ressaca funcionam?

Eles podem aliviar o enjoo ou a dor de cabeça, mas não são capazes de acelerar o processo do fígado para eliminar as toxinas do álcool.

 

Café ou banho frio cortam os efeitos do álcool?

São estratégias que estimulam o sistema nervoso central, reduzindo a sensação de moleza e cansaço. O café também ajuda a reorganizar a confusão mental provocada pela bebida. (atenção o nível de álcool no sangue mantém-se igual)

Misturar bebida faz diferença?

Sim, quanto mais tipos de bebida se misturar, pior será a ressaca. 

Porquê que às vezes fico mal mesmo bebendo pouco?

As mulheres são pouco resistentes ao álcool (bem menos que os homens). Na TPM, por causa das alterações hormonais, esse limite é ainda menor.

No dia seguinte, devo comer pouco?

Depois de abusar da bebida, é importante "desintoxicar" o organismo com uma dieta leve, à base de verduras, legumes e, especialmente, frutas. A frutose acelera a metabolização do álcool e a eliminação das toxinas. Também é bom beber bastante água, água de coco, chá e sumos naturais.  

Fazer exercício alivia a moleza pós-noitada?

Mexer o corpo aumenta a circulação, acelerando a eliminação das toxinas do álcool. Mas não exagere na intensidade para não ficar ainda mais desidratado, e beba bastantes líquidos.



 

28
Dez19

Tarte de limão

Ana Ni Ribeiro

IMG_3827.JPG

 

Há dias, no jantar de natal que preparei para os meus amigos, fiz uma tarte de limão sem açúcar e também sem glúten e lácteos porque uma das minhas amigas é intolerante.

Todos provaram e aprovaram.

Para a base

80g de flocos de aveia sem glúten

110g de farinha de amêndoa

50g de amido de milho

10g de linhaça moída

1 ovo

2 colheres de sopa de azeite

2 colheres de sopa de stevia

canela

pitada de flor de sal

 

Recheio

80g stevia

6 ovos

130g de caju cru

80 ml de água

raspa e sumo de 2 limões

1 colher de chá de curcuma

1 pitada de sal marinho

 

Pré-aqueça o forno a 180ºC.

Num processador coloque os ingredientes da base, excepto o ovo e o azeite. Triture tudo.

Junte o azeite.

Adicione o ovo e misture tudo.

Coloque a massa numa tarteira e forre com uma camada fina. Com um garfo, pique a massa, e leve ao forno durante 15 minutos.

Prepare o recheio: coloque todos os ingredientes num processador e triture até obter uma mistura lisa e homogénea.

Retire a massa do forno, coloque o recheio e leve novamente ao forno durante 20 minutos, ou até ficar dourada.

IMG_3725.jpg

 

27
Dez19

O pós-festa

Ana Ni Ribeiro

O plano para as festas: não exagerar. Mas quem consegue resistir a todas as tentações? 

Mas nem tudo está perdido: desde que se compense os excessos no dia seguinte. Comer menos e beber o dobro da água são recomendações básicas. Porém, para acelerar o processo de recuperação pós-festa, é importante você fazer mais:

Chás contra o inchaço

Os chás são ótimos para diminuir a retenção de líquidos e, consequentemente, o inchaço que deixa até as mulheres magras com a barriga saliente. Aposte nos que têm efeito diurético, como o chá verde, de cidreira, erva-doce, mate, hibisco, cavalinha, dente-de-leão. 

Mais água no dia seguinte

Prepare-se para beber água o dia todo - no mínimo 2 litros. É uma medida importante especialmente para quem abusou do álcool, que deixa as células desidratadas e a péssima sensação de ressaca. Traduzindo: boca seca, enjoo e dor de cabeça.  

Outra receita detox é tomar, ainda em jejum, um copo de água morna com o sumo de um limão e raspas de gengibre. São ingredientes capazes de aumentar a produção de enzimas que facilitam o trabalho do fígado no processo de eliminação das toxinas.

Dieta levezinha

Doces, comidas gordurosas e álcool estimulam a produção de toxinas. Imagine, então, quando consumidos em excesso. São capazes de alterar o pH do organismo, deixando-o muito ácido e, consequentemente, mais propenso a acumular gordurinhas. Portanto, no dia seguinte à ceia, invista nos alimentos que favorecem o funcionamento do metabolismo, facilitando a perda e a manutenção do peso. Os principais representantes são: aveia, alface, agrião, brócolos, couve, rúcula, rabanete, pepino, lentilha e melão. 

15
Dez19

A ilha

Ana Ni Ribeiro

BB35DF16-8839-448F-B6F9-7983F35C178C.JPG

A Ilha!
Esta sobremesa deve ser das que mais memórias da minha infância me traz.
A receita é daquelas mesmo simples. Claras batidas em castelo com stevia, que vão ao forno para dourar. Leva-se stevia ao lume com um copo de água (mesmo de número de colheres de stevia do que gemas) deixa-se ferver até fazer ponto de espadana.
Retira-se a mistura do lume, e junta-se o preparado às gemas e mistura-se bem.
Juntar às claras e está pronta.

C22E47C8-7BD4-48EB-B04B-2FD2F48C7CF2.JPG

 

05
Dez19

O melhor bolo de maçã

Ana Ni Ribeiro

IMG_3236.JPG

Já começou a contagem para o natal. Há ruas enfeitadas, pinheirinhos nas nossas casas... e um exagero de jantares de Natal onde as sobremesas nunca são amigas da linha.

Fiz este bolo saudável de maçã para levar para um desses jantares, e fez o maior sucesso. É delicioso e tem a vantagem de ser bastante menos calórico que a versão carregada de açúcar!

IMG_3237.jpg

Deixo-vos a receita para que possam experimentar:

1 iogurte natural magro (usar a embalagem do iogurte como medida)

2 medidas de farinha de amêndoa 

1 medida de farinha integral

1/2 medida de stevia

2 colheres de sopa Fula Nativos óleo de grainha de uva

3 ovos

4 maçãs reineta

canela

1 colher de sobremesa de fermento

 

Pré-aquecer o forno a 180ºC, e forrar uma forma com papel vegetal (20 cms).

Colocar o iogurte numa taça, e usar a embalagem para medir a farinha e a stevia.

Juntar a farinha, a stevia, os ovos e o Fula Nativos óleo de grainha de uva (como tem um sabor muito leve é o ideal para este tipo de bolos). 

Misturar tudo até obter uma mistura homogénea. (Junte um bocadinho de água, se achar a massa compacta). Juntar o fermento e misturar.

Cortar e descascar 2 maças e levar ao microondas 2 minutos. Transformar num puré grosseiro.

Adicione o puré de maça, e canela à massa. Verta a massa para a forma.

Descar as outras maças e cortar em fatias finas. E decore o bolo. Polvilhe com canela e stevia.

Levar ao forno cerca de 35 minutos ou até o bolo está dourado.

IMG_3228.JPG

 

04
Dez19

Caril de cajus e ervilhas

Ana Ni Ribeiro

9F640379-769B-4583-9986-CCB0633AB398.JPG

 

Uma boa notícia para os fãs de caril: aqui está a receita do caril de caju e ervilhas.

Para 2 pessoas
1 chávena de caju cru (demolhados 30 minutos em água quente)
1/2 chávena de ervilhas
1/2 chávena de courgette
1/2 chávena de cogumelos frescos
1 cebola pequena
2 colheres de chá de caril
1 colher de chá de curcuma
1 colher de café de pimenta caiena
1 pitada de stevia
1/2 chávena de leite de coco light
Azeite


Num fio de azeite refogue a cebola. Junte os cajus e envolva bem.
Adicione o caril, a curcuma, a pimenta caiena e a stevia, e misture bem.
Quando sentir os aromas das especiarias, junte o leite de coco, as ervilhas, os pedaços de courgette e os cogumelos. Baixe o lume, e deixe cozinhar cerca de 10 minutos, mexendo sempre.
Sirva polvilhado com salsa ou coentros picados (eu não usei porque me esqueci de comprar, mas fica óptimo com).

73DA2EDC-E82D-4E53-8684-338D629BC64E.JPG

 

Sobre mim


Sou a Ni, sou nutricionista e este é o meu blog. Aqui partilho a minha paixão pelo fabuloso mundo da nutrição. Dizem que este é o melhor blog sobre nutrição do mundo e arredores!

Ver perfil
Seguir perfil

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

O meu livro

Links

Consultas online

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D

Parceiros