Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Nitricionista

10
Fev10

Quero um prato igual!

Ana Ni Ribeiro
Psicólogos da Universidade de Duke, Carolina do Norte, EUA, avisam: atenção às pessoas com quem partilha a mesa! Um estudo revela que os hábitos alimentares se pegam, como uma doença. Conclusões perigosas se consideramos que os humanos são seres sociais que estão acostumados a partilhar refeições. Os investigadores descobriram que somos "copycats" sociais. Os estudos em laboratório mostram que 70% das pessoas escolhiam o mesmo prato que outras que já o tivessem a comer. Da próxima vez que desafiar um colega de trabalho para ir almoçar, pense duas vezes. Não escolha o comilão que não se consegue controlar nem a anoréctica que nem uma salada come.
Na verdade, nada disto acontece por acaso. É que o cérebro não percebe de imediato e instintivamente quando é que já comemos o suficiente e o factor visual ajuda-nos, por sistema, a terminar uma refeição. No entanto, se os nossos co-comensais repetem várias vezes o prato durante a refeição, tendemos a comer muito mais.
10
Fev10

Elas e eles

Ana Ni Ribeiro
O código genético dita: os homens são fãs de carne vermelha e não resistem a um bom prato de marisco. Já nós mulheres preferimos vegetais, fruta e produtos lácteos. Assim sendo, faz sentido falar de alimentos femininos e masculinos. Mas como em tudo na vida partilhar é a chave do prazer.
As preferências alimentares, seja qual for o sexo, também são uma questão cultural. O paladar aprende-se.
09
Fev10

Pose to death

Ana Ni Ribeiro
A “Posed to death” é uma serie de fotos idealizada pelo fotógrafo canadiano Ian Pool. O objectivo é chocar e consequentemente fazer nos reflectir sobre os ideais de beleza e moda nos dias actuais.
Skeleton-01

Peso baixo também não é saudável. Vale a pena pensar nisso!
05
Fev10

Emagreça a comer

Ana Ni Ribeiro
Soja

Se aumentar o consumo de soja, o seu peso pode diminuir. É o que afirmam os cientistas da Universidade de Illinois (EUA) ao revelarem que esta possui proteínas que interagem com os receptores do cérebro que nos avisam da saciedade. E não é tudo: também acelera o metabolismo e reduz a gordura corporal, segundo a mesma investigação.
Siga este conselho:
Passo 1: vá ao supermercado ou ao restaurante japonês mais próximo.
Passo 2: peça edamame (grãos de soja fervidos nas vagens).
Passo 3: coma e desfrute.
Passo 4: Emagreça!
05
Fev10

Inflamação crónica

Ana Ni Ribeiro

Sofrer de uma inflamação crónica implica, além de muitas regras, perceber exactamente o que faz piorar a doença e o que não afecta o corpo. Para ajudar as pessoas que sofrem deste mal, um grupo de investigação da Universidade de York, em Inglaterra, e da Yorktest, líder em investigação sobre alergia alimentar, avançou com diversos estudos e identificou a ligação directa entre a alimentação e diversas doenças inflamatórias, revelando que a eliminação de alguns alimentos pode reduzir os sintomas da inflamação.
Os investigadores acreditam que esta nova ferramenta de trabalho pode representar uma esperança para 45% da população que sofre de inflamação crónica, como cólon irritável, artrite e psoríase.
O estudo foi realizado com a colaboração de mais de cinco mil participantes, em que foram detectadas em mais de 75% dos casos melhoras de moderadas a altas, 3 semanas após terem removido os alimentos identificados através de um teste de anticorpos IgG, geralmente utilizado para identificar intolerâncias a alimentos.
02
Fev10

Anorexia alcoólica

Ana Ni Ribeiro

Segundo certos estudos, um terço das mulheres que apresentam distúrbios alimentares também abusam do álcool. Dentre estas, a maioria apresenta anorexia do tipo purgativo.

O álcool, consumido em excesso, pode reduzir um pouco o apetite, e como é altamente calórico permite que a pessoa se mantenha em pé. Mesmo sendo uma fonte calórica, o álcool substitui o alimento sob a forma de “calorias vazias”, ou seja não nutre. Pois o álcool não é utilizado eficientemente pelo organismo como uma forma de combustível.

Tanto a digestão como a absorção de nutrientes são prejudicadas, já que a nutrição nestas condições ocorre sob a influência de uma deficiência de tiamina, vitamina B12, ácido fólico, zinco e aminoácidos.

Com o metabolismo alterado, os micronutrientes (folato, tiamina, piridoxina, vitamina A, vitamina D, zinco, selénio, magnésio e fósforo) sofrem alterações. As consequências desta doença passam por distúrbios nutricionais importantes com alterações orgânicas como arritmias, convulsões, doenças neurológicas, anemia, distúrbios menstruais, alterações da tiróide e endócrinas. Portanto, além da perda de apetite, podem ocorrer complicações como a esofagite, gastrite hemorrágica, hepatite alcoólica e diabetes.

O tratamento deve passar por acompanhamento comportamental e nutricional para controlo das duas doenças associadas: o transtorno alimentar. São necessárias estratégias como trabalhos de grupo, reuniões do AA (Alcoólicos Anónimos) e avaliações clínicas para medir e tratar os problemas orgânicos.

 

Os sintomas da anorexia alcoólica
- Comportamento de excitação em relação à alimentação
- Evitar situações sociais onde haverá alimentos (almoços, jantares)
- Dar desculpas ou justificativas para não comer
- Preocupação excessiva com o peso
- Grande perda de peso
- Estar desnutrido
- Sinais de depressão, tristeza ou isolamento
- Mostrar sinais frequentes de embriaguez
- Mostrar-se mais agitado, irritado e confuso
- Mostrar-se abalado emocionalmente
- Dificuldade de raciocínio

 

 

Pág. 2/2

Sobre mim


Sou a Ni, sou nutricionista e este é o meu blog. Aqui partilho a minha paixão pelo fabuloso mundo da nutrição. Dizem que este é o melhor blog sobre nutrição do mundo e arredores!

Ver perfil
Seguir perfil

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

O meu livro

Links

Consultas online

Arquivo

  1. 2023
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2022
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2021
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2020
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2019
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2018
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2017
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2016
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2015
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2014
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2013
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2012
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2011
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2010
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2009
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D

Parceiros