Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Nitricionista

18
Mai17

Estão todas convidadas para a Corrida da Mulher EDP

Ana Ni Ribeiro

Convite Corrida Mulher.jpg

 

No próximo dia 21, realiza-se a Corrida da Mulher EDP – Lisboa, a Mulher e a Vida, junto à Torre de Belém. Exclusivamente destinada a mulheres a partir dos 14 anos, as receitas das inscrições são aplicadas na compra de aparelhos de rastreio do cancro da mama.

Mais uma vez, eu e a Mimosa vamos marcar presença!


A par dos rastreios gratuitos do consumo de cálcio e avaliação da saúde óssea, terá hipótese de saborear deliciosos e revigorantes batidos de frutas variadas, uma vez que pois o leite é reconhecido em diversos estudos científicos como bebida desportiva. O leite rehidrata, ajuda na recuperação dos nutrientes perdidos no desgaste do treino, e na tonificação. Podem vir ter comigo à tenda Vip, onde estarei por lá das 9h às 12h para falar convosco e dar-vos algumas dicas de receitas saudáveis usando leite.

Há evidências científicas a suportar o uso de leite magro simples ou com chocolate após o exercício por atletas que se submetem regularmente quer a treino de endurance, quer a treino de força.
O leite magro possui características nutricionais que teoricamente o tornam uma potencial bebida de recuperação. A quantidade de hidratos de carbono presente na sua constituição é semelhante às encontradas em muitas bebidas desportivas no mercado. Contém caseína e proteínas do soro de 3:1 o que leva à digestão e absorção lentas, levando à subida sustentada das concentrações de aminoácidos no sangue. O leite contém também elevadas concentrações de eletrólitos, que são naturalmente perdidos pelo suor durante o exercício.

 

Atletas e não atletas, mesmo os intolerantes à lactose podem e devem apostar no consumo de leite, pois já existem várias opções Mimosa sem lactose que podem ser consumidas por todos.

 

 

07
Mai16

Vamos fazer a corrida da mulher?

Ana Ni Ribeiro

Imagem Corrida da Mulher 16.jpg

 

No próximo dia 15, realiza-se a Corrida da Mulher EDP – Lisboa, a Mulher e a Vida, junto à Torre de Belém. Exclusivamente destinada a mulheres a partir dos 14 anos, as receitas das inscrições são aplicadas na compra de aparelhos de rastreio do cancro da mama.

Eu e a Mimosa marcamos uma vez mais presença! 

A Mimosa, irá disponibilizar um serviço que, em poucos minutos, permite a qualquer mulher perceber se está a consumir o cálcio que necessita para o seu bem-estar físico, independentemente da idade

A par dos rastreios gratuitos do consumo de cálcio e avaliação da saúde óssea, terá hipótese de saborear deliciosos e revigorantes batidos de frutas variadas, pois o leite é reconhecido em diversos estudos científicos como bebida desportiva. Reidrata, ajuda na recuperação dos nutrientes perdidos no desgaste do treino, e na tonificação.

Há evidências científicas a suportar o uso de leite magro simples ou com chocolate após o exercício por atletas que se submetem regularmente quer a treino de endurance, quer a treino de força.
O leite magro possui características nutricionais que teoricamente o tornam uma potencial bebida de recuperação. A quantidade de hidratos de carbono, a lactose, presente na sua constituição é semelhante às encontradas em muitas bebidas desportivas no mercado. Contém caseína e proteínas do soro de 3:1 o que leva à digestão e absorção lentas, levando à subida sustentada das concentrações de aminoácidos no sangue. O leite contém também elevadas concentrações de electrólitos, que são naturalmente perdidos pelo suor durante o exercício.

Milk: the new sports drink? A Review

Chocolate milk: a post-exercise recovery beverage for endurance sports
Science of Chocolate Milk as Recovery Drink


Desafio as mulheres de todas as idades para este programa divertido de incentivo à boa saúde no feminino. Estão todas convidadas a percorrerem 5 Km, a caminhar ou a correr, e a aproveitarem um programa rico em música, batidos de leite com cálcio e muito exercício! 

 

Tenho 2 dorsais para oferecer para a corrida. Para se habilitarem apenas precisam de enviar para anapimentaribeiro@gmail.com uma receita de um batido com leite mimosa.

Junte-se a nós para uma vida feminina mais saudável!

15
Mai15

Passatempo: Tem a certeza que consome o cálcio que necessita?

Ana Ni Ribeiro

corrida-da-mulher.jpg

No próximo dia 24 de Maio, junto à Torre de Belém, vai realizar-se a 10ª Corrida da Mulher, cujas receitas revertem a favor da compra de materiais para o rastreio do cancro da mama. Uma iniciativa na qual devemos todas participar. O consumo adequado de cálcio, aliado à atividade física regular são práticas diárias fundamentais para a boa saúde atual e futura da mulher.

Eu vou lá estar e tenho para oferecer:  2 dorsais para a corrida e dois kits Mimosa Cálcio.

Gráfico Necessidades Diárias Cálcio.png

 Tem a certeza que consome todo o cálcio que necessita? Para saber se está a fazer a ingestão necessária faça o teste Aqui

 

Para se habilitarem a este pack devem provar numa fotografia que consomem todo o cálcio que necessita! A duas mais originais ganham um dorsal para participar na Corrida da Mulher e um kitMimosa Cálcio.

Devem enviar as fotografias até a próxima quinta-feira para: anapimentaribeiro@gmail.com. 

 

18
Mar13

Desmitificar o leite

Ana Ni Ribeiro

O leite é um alimento com características nutricionais interessantes, já que fornece minerais (cálcio, fósforo, magnésio, potássio, zinco), vitaminas (B2, B12, A e, se for enriquecido, D) e proteínas de elevado valor biológico. Este último aspeto é importante, pois em relação à carne e ao peixe estas proteínas são baratas, o que é algo a ter em conta nos tempos que correm.

No século passado, as campanhas de promoção do consumo de leite multiplicaram-se, tendo - inadvertidamente - marcado o início do primeiro grande mito relativo ao leite: «o leite é um alimento completo».
Não há alimentos completos em alimentação humana, já que não podemos sobreviver saudáveis ingerindo apenas um alimento. Há apenas uma exceção a esta regra, o leite materno que - quando as mães são saudáveis e bem nutridas e têm bebés saudáveis - é completo, podendo ser o único alimento do bebé nos seus primeiros meses. A partir daí já não há alimentos completos.

Depois do primeiro grande mito, surgiu - sobretudo nos últimos tempos - um outro diametralmente oposto. Ouve-se dizer que o leite faz mal, que estamos a fazer algo errado ao beber leite, que determinada pessoa não pode beber leite pois um teste feito algures no estrangeiro (normalmente caro) diz que - a essa pessoa - é o leite que a engorda. A verdade é que muitos estudos indicam precisamente o contrário. O leite tem benefícios para a saúde, quer a nível ósseo, quer na redução do risco de algumas doenças (por exemplo, enfarte do miocárdio e obesidade). Estes benefícios podem estar relacionados com vários componentes do leite, sendo de salientar os minerais e compostos bioativos, como o ácido linoleico conjugado (CLA).

Há, de facto, pessoas que não devem beber leite nem comer alimentos que o contenham! É o caso de todos os que são alérgicos às proteínas do leite de vaca. Outra situação que pode limitar o consumo de leite é a intolerância à lactose (por falta da enzima lactase). Nestes casos, há várias alternativas: optar por derivados do leite (iogurtes, queijos), bem tolerados na maioria dos casos; por leites sem lactose; ou, em alternativa, por usar a enzima lactase quando se ingere leite.

Para além destes casos, não há razões para evitar o leite se gostar de o beber! Também não é obrigado a beber leite se não gostar deste alimento! Pode optar por iogurtes, leites fermentados e queijos.

É importante lembrar que os laticínios são um grupo importante na alimentação - se não fossem, não estariam na Roda dos Alimentos. É de salientar a importância deste grupo alimentar na satisfação das necessidades de cálcio. É evidente que há alimentos não lácteos que contêm cálcio, mas é muito mais difícil satisfazer as necessidades deste mineral sem os laticínios. Quem não consome laticínios pode continuar a fazê-lo, desde que esteja bem informado para evitar deficiências nutricionais, sendo aconselhável consultar um especialista em nutrição.

Resta falar do tipo de leite e da quantidade em que deve ser consumido. No que diz respeito à qualidade, a nossa escolha é determinante. Um adulto pode - e deve - optar pelas variedades magras. Quanto às crianças, devem - sensivelmente até aos 3 anos - optar pelo leite gordo, podendo a partir daí passar para o leite meio gordo. Quanto à quantidade - como seria de esperar -, o leite e seus derivados não devem ser consumidos em excesso nem em quantidades insuficientes. É sempre a mesma regra: com conta, peso e medida!

06
Dez12

Mães dão leite de vaca aos bebés antes do tempo

Ana Ni Ribeiro

Mães sem dinheiro para comprar leite em pó estão a alimentar bebés de poucos meses com leite de vaca, ou juntam mais água às fórmulas artificiais, o que pode prejudicar a saúde das crianças.

Estes casos são do conhecimento dos serviços sociais da Maternidade Alfredo da Costa (MAC), em Lisboa, que cada vez mais atendem mães com “grandes carências”, a maior parte devido ao desemprego, como disse à Lusa a assistente social Fátima Xarepe.

“Todos os dias recebemos pedidos de ajuda”, disse, explicando que os mais frequentes são para a compra de leite em pó, de medicamentos, como vitaminas ou vacinas que não constam do Plano Nacional de Vacinação, e produtos de higiene.

Estas mães “fazem o melhor que podem”, disse Fátima Xarepe, que lamenta nem sempre a maternidade poder ajudar, nomeadamente no fornecimento de leite em pó, apesar de contar com o apoio da Associação de Ajuda ao Recém-Nascido (Banco do Bebé) e outras instituições particulares de solidariedade social.

A pediatra Cristina Matos conhece esta realidade e as consequências da ingestão de leite de vaca antes de um ano de idade, como gastroenterites.

“Estamos a recuar 50 anos”, disse à Lusa, acrescentando que são cada vez mais as mães que, para o leite em pó render, juntam mais água do que o devido.

Isso mesmo confirmou a enfermeira Esmeralda, que consegue identificar o acréscimo excessivo de água ao leite em pó, principalmente através do atraso no crescimento do bebé.

Segundo Fátima Xarepe, são mais de mil os pedidos de ajuda que os serviços sociais já receberam este ano, e que não se limitam à alimentação dos recém-nascidos.

“Há grávidas que não vêm às consultas de vigilância por não terem dinheiro para os transportes, o que as coloca em risco, assim como aos bebés”, disse esta assistente social, que não tem dúvidas de que estes casos, cada vez mais graves e frequentes, vão aumentar por causa da crise.

Estas profissionais sentem-se impotentes, apesar de tentarem fazer “o melhor” que sabem, pois apesar de o serviço público de saúde ser gratuito para as grávidas, estas muitas vezes não conseguem assumir outras despesas, como é o caso dos transportes.

“Há grávidas que vêm a pé de Chelas [o que pode demorar cerca de uma hora], porque não têm dinheiro para pagar o transporte”, disse.

Este ano, o Banco do Bebé recebeu 3.430 pedidos de ajuda, apoiaram 971 crianças e 62 no domicílio.

Dos cerca de 4.000 partos anuais na MAC, perto de 10 por cento resultam em crianças sinalizadas por estarem em risco de serem negligenciados.

A MAC comemora hoje o seu 80.º aniversário, tendo assinalado a efeméride com uma conferência com o psicanalista Coimbra de Matos, durante a qual este falou sobre a importância de cuidar e amar.

Lusa

5 de dezembro de 2012

22
Fev10

Leite

Ana Ni Ribeiro

Nunca se é demasiado grande para beber um copo de leite. Se o fizer, conseguirá manter-se longe dos enfartes. Uma recente revisão realizada a investigações sobre o consumo de lacticínios revelou que as pessoas que bebiam mais leite tinham cerca de 16% menos de probabilidade de sofrer doenças. Além disso, consumir uma maior quantidade de leite estava relacionada com menos 20% de casos de derrames cerebrais. O mérito está na grande quantidade de cálcio desta bebida, que é muito importante para baixar a tensão.
24
Jul09

Leite: bebida desportiva

Ana Ni Ribeiro

Vários estudos científicos defendem que o leite magro pode ser usado como “bebida desportiva”, especialmente na recuperação após o exercício. Há uma crescente evidência a suportar o uso de leite magro após o exercício por atletas que se submetem regularmente quer a treino de endurance, quer a treino de força.
O leite magro possui características nutricionais que teoricamente o fazem uma potencial bebida de recuperação. A quantidade de hidratos de carbono, a lactose, presente na sua constituição é semelhante às encontradas em muitas bebidas desportivas no mercado. Contém caseína e proteínas do soro de 3:1 o que leva à digestão e absorção lentas, levando à subida sustentada das concentrações de aminoácidos no sangue. O leite contém também elevadas concentrações de electrólitos, que são naturalmente perdidos pelo suor durante o exercício.
É necessária mais investigação, mas pelos resultados até agora obtidos o leite magro mostra-se uma bebida eficaz na promoção da recuperação após o exercício.

Sobre mim


Sou a Ni, sou nutricionista e este é o meu blog. Aqui partilho a minha paixão pelo fabuloso mundo da nutrição. Dizem que este é o melhor blog sobre nutrição do mundo e arredores!

Ver perfil
Seguir perfil

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

O meu livro

Links

Consultas online

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D

Parceiros