Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Nitricionista

23
Mar17

Chá de hibisco, o poderoso

Ana Ni Ribeiro

hibisco.jpg

 

Eu sou fã do chá de hibisco. Este chá estimula a queima de gordura corporal, facilita a digestão, regulariza o trânsito intestinal e ajuda a combater a retenção de líquidos.



Para fazer o chá

Aqueça 1 litro de água. Mal comece a levantar fervura junte 2 colheres de sopa cheias do hibisco seco (ou 2 saquinhos). Desligue o lume, tape e deixe descansar por 5 minutos (10 no máximo). Coe em seguida. Evite voltar a aquecer para não diminuir os efeitos terapêuticos da planta.
 

Junte outros ingredientes para variar o sabor e potenciar os seus benefícios

1. Faça o chá com 1 litro de água, acrescente 1 colher de sopa de hibisco e 1 colher de sopa de cavalinha.

2. Acrescente ao chá de hibisco, feito com 1 colher de sopa para 1 litro de água, clorela (1 colher de sobremesa).

3. 1/2 litro de água, 2 colheres de chá de folhas de alcachofra, 2 colheres de chá de cavalinha e 2 colheres de chá de hibisco.

13
Mar17

Salmão com legumes

Ana Ni Ribeiro

 

 

Ingredientes (2 pessoas)

2 filetes salmão 
Sal, pimenta moída na hora q.b. 
1 cenoura em tiras finas 
10 ervilhas de quebrar
1 nabo em tirinhas 
2 colheres de chá de gengibre ralado 
2 colheres de sobremesa de molho de soja light
Manjericão, pimenta e fatias de limão para decorar

Modo de preparação

Tempere o peixe com sal, pimenta e reserve. Escalde a cenoura por 2 minutos e as ervilhas de quebrar por 1 minuto, escorra a água e reserve.

Numa frigideira antiaderente, adicione a cenoura, a ervilha, o nabo, o molho de soja e o gengibre. Mexa durante 5 minutos, desligue o lume, tape e reserve. Num grelhador bem quente, grelhe o peixe dos dois lados. Coloque os legumes num prato e coloque o peixe grelhado por cima. Decore com manjericão, pimenta e sirva com limão.

08
Mar17

Consulta online, o testemunho do P.

Ana Ni Ribeiro

Segui o P. nas consultas online e agora deixou-me um novo testemunho que partilho convosco:

 

"Chegou ao fim… ou melhor, talvez esteja a começar uma vida nova.

Em Janeiro de 2016, contatei a Ana pedindo-lhe ajuda para tentar mais uma vez resolver o problema do excesso de peso. Na altura, escrevi-lhe um e-mail, com 108kg de peso, hoje escrevo este texto com 80kg.

Não foi fácil, cheguei a ter vontade de desistir, não faltaram asneiras que levaram a que não tivesse tido “alta” mais cedo… mas o dia da glória chegou. A Ana traçou-me o caminho, deu-me as coordenadas e eu meti pés à estrada… Foram 13 meses de reeducação alimentar, de aprendizagem, de reconstruir (bons) hábitos perdidos. Sempre motivado, sempre apoiado, com uma estrada “desenhada” à minha medida, com o necessário puxão de orelhas quando resolvia sair fora do percurso.

O objetivo traçado inicialmente foi atingido e agora inicio uma nova etapa, a da manutenção do peso alcançado. Para trás ficam 28 kg de memória passadas, que espero não mais voltar a lembrar. A casa pode sempre tremer, mas o alicerce é forte e ajuda está fácil de alcançar.

Da mesma forma que me ajudou a mim, pode ajudar qualquer um. Basta começar. A Ana é o nosso GPS, mas o caminho é feito por nós. A vitória é deliciosa. Obrigado por tudo Ana, mais uma vez!"

 

P., vamos equipa.

06
Mar17

Falso arroz

Ana Ni Ribeiro

Esta receita substitui o arroz tradicional com a vantagem de ter quase um terço das calorias. O segredo: é feito de couve flor! Sirva com o acompanhamento da sua preferência.

 



Ingredientes 
 1 couve-flor grande 
 1 col. (sobremesa) de azeite extravirgem 
 2 dentes de alho espremidos ou picados 
 Sal, pimenta e salsa a gosto 

Modo de fazer 
Corte os talos da couve-flor (guarde-os para preparar uma sopa) e use apenas o restante.

Coza no vapor até a couve flor ficar macia. Coloque numa tábua e pique com a ponta de uma faca afiada. Cuidado para não picar demais e virar puré. Reserve.

Numa frigideira antiaderente, aqueça o azeite e refogue o alho. Acrescente a couve-flor picada e refogue por mais 2 minutos. Tempere com sal, pimenta e salsa.

Mexa com cuidado e sirva com os acompanhamentos que preferir.

 

01
Mar17

Lasanha de beringela

Ana Ni Ribeiro

Ingredientes

1 beringela média 
1 tomate garnde cortado em fatias, sem sementes 
1/2 cebola cortada em cubinhos 

1 dente de alho
Ervas da Provence q.b.
1 chávena de molho de tomate 

1 queijo mozzarella light

1 colher (sopa) de azeite

Sal q.b.

Modo de fazer

Aqueça o azeite e deixe dourar a cebola e o alho, acrescente o molho de tomate e as ervas e um pouco de sal. Reserve.

Corte a beringela (no comprimento) em fatias bem finas. Coloque em água e sal e deixe durante meia hora. Retire da água e seque bem com papel de cozinha.

Polvilhe as fatias com as ervas. Grelhe rapidamente as fatias. Reserve.

Monte como a lasanha normal. Primeiro, uma camada de beringela, depois de tomate. Regue com duas colheres de molho de tomate, cubra com uma camada de tomates. Finalize com a beringela e mais molho de tomate. Leve ao forno por 10 minutos.

Na hora de servir, decore com rodelas de mozzarella light e ervas frescas.

 

Bom apetite

 

30
Jan17

Consulta online, o testemunho que chega de África

Ana Ni Ribeiro

A P. é seguida na minha consulta e deixou-nos este testemunho, e uma imagem da sua África. Embora ela diga que ainda é aprendiz de guerreira eu acho que ela já o é!

DSCF7268.JPG

 

 

"Numa pesquisa pela internet, pensei: "preciso de ajuda, estou quase a fazer as malas de novo para o Continente Africano e a continuar assim, o que já não está bem, vai sem dúvida ficar pior..."

Por um acaso e sem qualquer orientação ou referência cruzei-me com o Blog A Nitricionista, e li alguns dos testemunhos de "Guerreiras(os)" que tinham ou tiveram em mãos a mesma luta que eu, a perda de peso. E, foi então que, no dia 4 de Outubro de 2016, depois de algumas trocas de e-mailsescrevi assim no protocolo da minha consulta:

"Necessidade de perder peso, não só pela questão estética, mas por sentir que o mesmo começa a causar-me algumas dificuldades de movimentos."

Passaram apenas três meses, aprendi a comer de novo, a saber o que devo ter para comer e a sair de casa para o trabalho com algo certo na mochila para fazer os lanches. Aprendi a sentar-me à mesa sabendo o que colocar no prato, e a ficar bem (saciada) com a dose certa. Com a ajuda da "Família Africana" voltei a fazer algum tipo de exercício de forma regular e a ser acompanhada nos belos jantares de sopa e nas restrições. Formaram comigo uma "equipa".

Ainda tenho alguns dilemas e tentações... A água às vezes ainda não é na quantidade certa e adoro frutos secos ea mancarra (amendoim) da Guiné-Bissau é o meu grande pecado.

Depois de dietas de muitas restrições, de comprimidos, de várias tentativas, umas com sucesso, outras nem por isso venho agora descobrir que, posso perder peso, sem sacrífico e não me sentindo de dieta, pois na verdade não estou. A Drª Ni pegou no que eu gostava de comer, no que eu tinha disponível aqui para comer e fez um plano ajustado às minhas necessidades. E como me sinto bem com ele.

Apesar de ainda estar no início e de já ter adquirido alguns hábitos, sinto que ainda há muito caminho até chegar ao peso de manutenção. Ainda há muito para aprender, e talvez a maior aprendizagem seja o conhecimento de mim própria. Mas todo este caminho só é possível com as consultas online com a Drª Ni, com a sua força de palavras e a constante motivação, que nos faz acreditar que "vamos vencer o Mundo" (o nosso), mesmo quando o mês não corre tão bem como gostaríamos.

Só posso estar grata à "família Africana", e à Drª Ni que estão sempre lá, e pela equipa que formaram comigo.

Vamos equipa!!!

Obrigada."

 

Vamos equipa

18
Jan17

4 dicas para não engordar com sushi

Ana Ni Ribeiro

A comida japonesa tem tudo para ser leve e saudável mas o toque ocidental - molhos, recheios, fritos, molho de soja à vontade - transformou um combinado de sushi numa bomba calórica. Mas com algumas dicas vai conseguir manter a balança sob controle.

 

Comece pela entrada certa

Comece com uma sopa de miso. Quem inicia a refeição com uma sopa consome 20% menos calorias.

 

Evite invenções supercalóricas

Um camarão crocante - ou qualquer outro frito - dá mais sabor ao sushi mas também soma imensas calorias. Escolha versões que levem apenas peixes e vegetais como ingredientes e evite os fritos.


Não esqueça o sashimi

Em vez de abusar dos sushis, prefira o sashimi, que não soma as calorias do arroz. Use a mesma alternativa com o temaki: peça o cone recheado apenas com o peixe.


Vá com calma ao molho de soja

Até a versão light, com menos sódio, é rica em sal. Em vez de afogar o sushi no molho, uso com moderação. 

13
Jan17

10 dicas para treinar o cérebro e a vontade de comer

Ana Ni Ribeiro




  1. Nos restaurantes escolha meias doses.

  2. Quando se sentir cheio não force: guarde o resto da refeição ou snack para comer mais tarde.

  3. Não leve travessas para a mesa.

  4. Utilize pratos pequenos.

  5. Coma devagar.

  6. Restrinja as refeições à cozinha e à sala de jantar. O cérebro tem tendência para associar estímulos, por isso, se se habituar a comer no sofá quando lá se senta este "pedirá" comida.

  7. Concentre-se no que está a comer, não veja televisão ou leia, pois comerá mais e não apreciará a comida.

  8. Coma primeiro as coisas de que gosta mais. Assim, é menos provável que repita.

  9. Não coma até se sentir completamente cheio.

  10. Levante-se logo após a refeição, para não cair em tentação.

06
Jan17

Muffins de salsicha de peru

Ana Ni Ribeiro

fotografia (14).JPG

 

Vamos para a cozinha?

Uma receita simples que os miúdos... e os graúdos vão gostar: muffins de salsicha.

 

8-10

10 salsichas izidoro de peru

2 ovos

100g de queijo creme magro

80g de queijo ralado magro

50 ml de leite magro (ou bebida vegetal)

250g de farinha de arroz

2 colheres de chá de fermento em pó

Sal e pimenta q.b.

Cebolinho picado 

Manjericão picado

1 colher sobremesa de azeite

 

Pré-aqueça o forno a 180ºC.

Misture o queijo, os ovos, o cebolinho e manjericão, o leite, o sal, a pimenta e o azeite. Bate tudo muito bem, pode usar uma batedeira eléctrica. 

Junte as salsichas picadas (reserve uns pedaços).

Depois adicione a farinha e o fermento e bata até obter uma massa homogénea.

Coloque a massa em formas de muffins, coloque por cima pdacinhos de salsicha e leve ao forno cerca de 20 minutos.

 

Sirva quente ou morno com uma salada de folhas verdes.

05
Jan17

5 razões que tornam as consultas online tão eficazes

Ana Ni Ribeiro

Actualmente, torna-se complicado gerir eficazmente os hábitos alimentares. E, além disso, com a correria diária, não sobra tempo para procurar um nutricionista e finalmente cuidar de si.

A pensar em todos os que precisam de aconselhamento especializado na área da Nutrição, criei uma consulta online.

 

Um estudo publicado na revista médica American Jornal of Preventive Medicine, identifica cinco razões que tornam as consultas de nutrição online tão eficazes:

1. O preço baixo: o serviço tem um valor mais baixo quando comparado aos valores de uma consulta médica convencional.
2. A privacidade: o anonimato é uma das vantagens oferecidas pelas consultas on line, pois a pessoa não corre o risco de encontrar outras pessoas na sala de espera do consultório e não precisa expor o seu problema a outras, além da nutricionista.
3. Suporte via e-mail, chat: há um atendimento permanente, caso o paciente tenha alguma dúvida, criando uma relação de confiança.
4. A comodidade: com um computador, um telemóvel ou um tablet e uma ligação à Internet, poderá obter todos os esclarecimentos necessários, sem perder tempo no trânsito.
5. A manutenção do peso após alcançar os objectivos: como há reeducação dos hábitos alimentares das pessoas de forma individualizada e personalizada, proporcionam a manutenção do peso alcançado sem grande esforço, evitando o efeito io-io.

 

Para mais informações, custos, detalhes operacionais ou questões envie um e-mail para: anapimentaribeiro@gmail.com

 

Sobre mim


Sou a Ni, sou nutricionista e este é o meu blog. Aqui partilho a minha paixão pelo fabuloso mundo da nutrição. Dizem que este é o melhor blog sobre nutrição do mundo e arredores!

Ver perfil
Seguir perfil

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

O meu livro

Links

Consultas online

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D

Parceiros