Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Nitricionista

07
Abr17

Chá branco, o aliado na perda de peso

Ana Ni Ribeiro

O chá branco: desincha, desintoxica e acelera o metabolismo, facilitando a queima de gordura. 
Tal como o chá verde também o branco é extraído da Camellia sinensis. Então, o que faz o branco ser mais potente? O momento da colheita. As suas folhas são retiradas muito jovens, antes de entrarem no processo de oxidação. Nessa fase, quando ainda estão cobertas por uma penugem esbranquiçada (daí o nome chá branco), concentram catequinas e polifenóis - substâncias altamente antioxidantes e termogénicas (capazes de acelerar o ritmo do metabolismo) - numa dose 40% maior. Quer dizer que o chá branco pode emagrecer 40% mais que o verde? Não será assim, mas os especialistas acreditam que a diferença é significativa. 

O chá-verde aumenta em 4% o ritmo do metabolismo, segundo um estudo publicado na revista American Journal of Clinical Nutrition. O branco pode acelerar até 8%, de acordo com resultados clínicos.  

Assim como o chá-verde, o branco tem outros benefícios além de emagrecer. É capaz de fortalecer o sistema imunitário, combate os radicais livres. Isso acontece, de novo, graças às catequinas e aos polifenóis (antioxidantes mais poderosos que as vitaminas C e E). Estudos feitos nas universidades americanas de Pace, Cleveland e Case Western Reserve revelam mais sobre o chá branco: 

• Diminui o colesterol mau, o LDL, e fortalece as artérias e veias, prevenindo problemas cardiovasculares. 

• Protege a pele dos efeitos nocivos do sol, pois melhora o sistema de defesa das células contra os raios ultravioleta B. Com isso, diminui o risco de cancro de pele. 

• Age como antigripal e anti-inflamatório. 

• Previne a formação de placas e cáries nos dentes. 

 

Beba cerca de 1 litro por dia de chá! Não se esquecendo de beber água.

23
Mar17

Chá de hibisco, o poderoso

Ana Ni Ribeiro

hibisco.jpg

 

Eu sou fã do chá de hibisco. Este chá estimula a queima de gordura corporal, facilita a digestão, regulariza o trânsito intestinal e ajuda a combater a retenção de líquidos.



Para fazer o chá

Aqueça 1 litro de água. Mal comece a levantar fervura junte 2 colheres de sopa cheias do hibisco seco (ou 2 saquinhos). Desligue o lume, tape e deixe descansar por 5 minutos (10 no máximo). Coe em seguida. Evite voltar a aquecer para não diminuir os efeitos terapêuticos da planta.
 

Junte outros ingredientes para variar o sabor e potenciar os seus benefícios

1. Faça o chá com 1 litro de água, acrescente 1 colher de sopa de hibisco e 1 colher de sopa de cavalinha.

2. Acrescente ao chá de hibisco, feito com 1 colher de sopa para 1 litro de água, clorela (1 colher de sobremesa).

3. 1/2 litro de água, 2 colheres de chá de folhas de alcachofra, 2 colheres de chá de cavalinha e 2 colheres de chá de hibisco.

13
Mar17

Salmão com legumes

Ana Ni Ribeiro

 

 

Ingredientes (2 pessoas)

2 filetes salmão 
Sal, pimenta moída na hora q.b. 
1 cenoura em tiras finas 
10 ervilhas de quebrar
1 nabo em tirinhas 
2 colheres de chá de gengibre ralado 
2 colheres de sobremesa de molho de soja light
Manjericão, pimenta e fatias de limão para decorar

Modo de preparação

Tempere o peixe com sal, pimenta e reserve. Escalde a cenoura por 2 minutos e as ervilhas de quebrar por 1 minuto, escorra a água e reserve.

Numa frigideira antiaderente, adicione a cenoura, a ervilha, o nabo, o molho de soja e o gengibre. Mexa durante 5 minutos, desligue o lume, tape e reserve. Num grelhador bem quente, grelhe o peixe dos dois lados. Coloque os legumes num prato e coloque o peixe grelhado por cima. Decore com manjericão, pimenta e sirva com limão.

08
Mar17

Consulta online, o testemunho do P.

Ana Ni Ribeiro

Segui o P. nas consultas online e agora deixou-me um novo testemunho que partilho convosco:

 

"Chegou ao fim… ou melhor, talvez esteja a começar uma vida nova.

Em Janeiro de 2016, contatei a Ana pedindo-lhe ajuda para tentar mais uma vez resolver o problema do excesso de peso. Na altura, escrevi-lhe um e-mail, com 108kg de peso, hoje escrevo este texto com 80kg.

Não foi fácil, cheguei a ter vontade de desistir, não faltaram asneiras que levaram a que não tivesse tido “alta” mais cedo… mas o dia da glória chegou. A Ana traçou-me o caminho, deu-me as coordenadas e eu meti pés à estrada… Foram 13 meses de reeducação alimentar, de aprendizagem, de reconstruir (bons) hábitos perdidos. Sempre motivado, sempre apoiado, com uma estrada “desenhada” à minha medida, com o necessário puxão de orelhas quando resolvia sair fora do percurso.

O objetivo traçado inicialmente foi atingido e agora inicio uma nova etapa, a da manutenção do peso alcançado. Para trás ficam 28 kg de memória passadas, que espero não mais voltar a lembrar. A casa pode sempre tremer, mas o alicerce é forte e ajuda está fácil de alcançar.

Da mesma forma que me ajudou a mim, pode ajudar qualquer um. Basta começar. A Ana é o nosso GPS, mas o caminho é feito por nós. A vitória é deliciosa. Obrigado por tudo Ana, mais uma vez!"

 

P., vamos equipa.

06
Mar17

Falso arroz

Ana Ni Ribeiro

Esta receita substitui o arroz tradicional com a vantagem de ter quase um terço das calorias. O segredo: é feito de couve flor! Sirva com o acompanhamento da sua preferência.

 



Ingredientes 
 1 couve-flor grande 
 1 col. (sobremesa) de azeite extravirgem 
 2 dentes de alho espremidos ou picados 
 Sal, pimenta e salsa a gosto 

Modo de fazer 
Corte os talos da couve-flor (guarde-os para preparar uma sopa) e use apenas o restante.

Coza no vapor até a couve flor ficar macia. Coloque numa tábua e pique com a ponta de uma faca afiada. Cuidado para não picar demais e virar puré. Reserve.

Numa frigideira antiaderente, aqueça o azeite e refogue o alho. Acrescente a couve-flor picada e refogue por mais 2 minutos. Tempere com sal, pimenta e salsa.

Mexa com cuidado e sirva com os acompanhamentos que preferir.

 

01
Mar17

Lasanha de beringela

Ana Ni Ribeiro

Ingredientes

1 beringela média 
1 tomate garnde cortado em fatias, sem sementes 
1/2 cebola cortada em cubinhos 

1 dente de alho
Ervas da Provence q.b.
1 chávena de molho de tomate 

1 queijo mozzarella light

1 colher (sopa) de azeite

Sal q.b.

Modo de fazer

Aqueça o azeite e deixe dourar a cebola e o alho, acrescente o molho de tomate e as ervas e um pouco de sal. Reserve.

Corte a beringela (no comprimento) em fatias bem finas. Coloque em água e sal e deixe durante meia hora. Retire da água e seque bem com papel de cozinha.

Polvilhe as fatias com as ervas. Grelhe rapidamente as fatias. Reserve.

Monte como a lasanha normal. Primeiro, uma camada de beringela, depois de tomate. Regue com duas colheres de molho de tomate, cubra com uma camada de tomates. Finalize com a beringela e mais molho de tomate. Leve ao forno por 10 minutos.

Na hora de servir, decore com rodelas de mozzarella light e ervas frescas.

 

Bom apetite

 

30
Jan17

Consulta online, o testemunho que chega de África

Ana Ni Ribeiro

A P. é seguida na minha consulta e deixou-nos este testemunho, e uma imagem da sua África. Embora ela diga que ainda é aprendiz de guerreira eu acho que ela já o é!

DSCF7268.JPG

 

 

"Numa pesquisa pela internet, pensei: "preciso de ajuda, estou quase a fazer as malas de novo para o Continente Africano e a continuar assim, o que já não está bem, vai sem dúvida ficar pior..."

Por um acaso e sem qualquer orientação ou referência cruzei-me com o Blog A Nitricionista, e li alguns dos testemunhos de "Guerreiras(os)" que tinham ou tiveram em mãos a mesma luta que eu, a perda de peso. E, foi então que, no dia 4 de Outubro de 2016, depois de algumas trocas de e-mailsescrevi assim no protocolo da minha consulta:

"Necessidade de perder peso, não só pela questão estética, mas por sentir que o mesmo começa a causar-me algumas dificuldades de movimentos."

Passaram apenas três meses, aprendi a comer de novo, a saber o que devo ter para comer e a sair de casa para o trabalho com algo certo na mochila para fazer os lanches. Aprendi a sentar-me à mesa sabendo o que colocar no prato, e a ficar bem (saciada) com a dose certa. Com a ajuda da "Família Africana" voltei a fazer algum tipo de exercício de forma regular e a ser acompanhada nos belos jantares de sopa e nas restrições. Formaram comigo uma "equipa".

Ainda tenho alguns dilemas e tentações... A água às vezes ainda não é na quantidade certa e adoro frutos secos ea mancarra (amendoim) da Guiné-Bissau é o meu grande pecado.

Depois de dietas de muitas restrições, de comprimidos, de várias tentativas, umas com sucesso, outras nem por isso venho agora descobrir que, posso perder peso, sem sacrífico e não me sentindo de dieta, pois na verdade não estou. A Drª Ni pegou no que eu gostava de comer, no que eu tinha disponível aqui para comer e fez um plano ajustado às minhas necessidades. E como me sinto bem com ele.

Apesar de ainda estar no início e de já ter adquirido alguns hábitos, sinto que ainda há muito caminho até chegar ao peso de manutenção. Ainda há muito para aprender, e talvez a maior aprendizagem seja o conhecimento de mim própria. Mas todo este caminho só é possível com as consultas online com a Drª Ni, com a sua força de palavras e a constante motivação, que nos faz acreditar que "vamos vencer o Mundo" (o nosso), mesmo quando o mês não corre tão bem como gostaríamos.

Só posso estar grata à "família Africana", e à Drª Ni que estão sempre lá, e pela equipa que formaram comigo.

Vamos equipa!!!

Obrigada."

 

Vamos equipa

18
Jan17

4 dicas para não engordar com sushi

Ana Ni Ribeiro

A comida japonesa tem tudo para ser leve e saudável mas o toque ocidental - molhos, recheios, fritos, molho de soja à vontade - transformou um combinado de sushi numa bomba calórica. Mas com algumas dicas vai conseguir manter a balança sob controle.

 

Comece pela entrada certa

Comece com uma sopa de miso. Quem inicia a refeição com uma sopa consome 20% menos calorias.

 

Evite invenções supercalóricas

Um camarão crocante - ou qualquer outro frito - dá mais sabor ao sushi mas também soma imensas calorias. Escolha versões que levem apenas peixes e vegetais como ingredientes e evite os fritos.


Não esqueça o sashimi

Em vez de abusar dos sushis, prefira o sashimi, que não soma as calorias do arroz. Use a mesma alternativa com o temaki: peça o cone recheado apenas com o peixe.


Vá com calma ao molho de soja

Até a versão light, com menos sódio, é rica em sal. Em vez de afogar o sushi no molho, uso com moderação. 

13
Jan17

10 dicas para treinar o cérebro e a vontade de comer

Ana Ni Ribeiro




  1. Nos restaurantes escolha meias doses.

  2. Quando se sentir cheio não force: guarde o resto da refeição ou snack para comer mais tarde.

  3. Não leve travessas para a mesa.

  4. Utilize pratos pequenos.

  5. Coma devagar.

  6. Restrinja as refeições à cozinha e à sala de jantar. O cérebro tem tendência para associar estímulos, por isso, se se habituar a comer no sofá quando lá se senta este "pedirá" comida.

  7. Concentre-se no que está a comer, não veja televisão ou leia, pois comerá mais e não apreciará a comida.

  8. Coma primeiro as coisas de que gosta mais. Assim, é menos provável que repita.

  9. Não coma até se sentir completamente cheio.

  10. Levante-se logo após a refeição, para não cair em tentação.

06
Jan17

Muffins de salsicha de peru

Ana Ni Ribeiro

fotografia (14).JPG

 

Vamos para a cozinha?

Uma receita simples que os miúdos... e os graúdos vão gostar: muffins de salsicha.

 

8-10

10 salsichas izidoro de peru

2 ovos

100g de queijo creme magro

80g de queijo ralado magro

50 ml de leite magro (ou bebida vegetal)

250g de farinha de arroz

2 colheres de chá de fermento em pó

Sal e pimenta q.b.

Cebolinho picado 

Manjericão picado

1 colher sobremesa de azeite

 

Pré-aqueça o forno a 180ºC.

Misture o queijo, os ovos, o cebolinho e manjericão, o leite, o sal, a pimenta e o azeite. Bate tudo muito bem, pode usar uma batedeira eléctrica. 

Junte as salsichas picadas (reserve uns pedaços).

Depois adicione a farinha e o fermento e bata até obter uma massa homogénea.

Coloque a massa em formas de muffins, coloque por cima pdacinhos de salsicha e leve ao forno cerca de 20 minutos.

 

Sirva quente ou morno com uma salada de folhas verdes.

Sobre mim


Sou a Ni, sou nutricionista e este é o meu blog. Aqui partilho a minha paixão pelo fabuloso mundo da nutrição. Dizem que este é o melhor blog sobre nutrição do mundo e arredores!

Ver perfil
Seguir perfil

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

O meu livro

Links

Consultas online

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D

Parceiros