Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Nitricionista

05
Jun17

Barriga lisa

Ana Ni Ribeiro

A famosa barriguinha lisa é o sonho de muitas mulheres e homens. O que poucos sabem é que esse desejo pode ser alcançado mudando algumas atitudes. O treino é fundamental mas há outros factores muito mais simples que podem estar influenciar o tamanho da sua barriga.  

1. Postura 

A postura errada é uma das principais causas da indesejada barriguinha. Portanto, perceba se está tudo certo com a sua coluna. Existem três principais alterações de postura: a escoliose, a cifose e a lordose. Estes problemas de postura devem ser corrigidos com atividades físicas que promovam o fortalecimento da musculatura abdominal e da coluna e, em casos mais sérios, com acompanhamento de fisioterapia e reeducação postural.

 

2. Retenção de líquidos 

Outro fator que contribui para a impressão de excesso de barriga é a retenção de líquidos que diminui a definição muscular. Este problema pode ser resolvido com o aumento da ingestão de água e de alimentos que possuam a água em sua composição, como a melancia. Além disso, evite passar longos períodos sentados na mesma posição, praticar exercícios físicos e evitar a ingestão de bebidas que desidratam, como café e álcool, também ajudam a evitar esse problema. 

 

3. Alimentação inadequada 

Outro fator essencial é a alimentação que interfere diretamente na definição da zona abdominal. Certos alimentos acumulam gordura exatamente na região da barriga e da cintura, como a batata e o ovo fritos, a manteiga e até mesmo bolachas recheadas. Além disso, tome cuidado com alimentos como feijão, couve e brócolos, que, em algumas pessoas, provocam prisão de ventre e fazem com que a barriga inche. 

 

4. Exercícios errados 

Um problema comum é a prática incorreta dos exercícios físicos. Para garantir uma barriga lisa, é preciso baixar a percentagem de gordura, somando músculos fortes. Por isso deve fazer exercícios aeróbicos para, então, somá-los a uma rotina de exercícios com peso e treinos de musculação na região.

 

Não existe um plano de treino perfeito para alcançar a tão sonhada barriga. Cada pessoa precisa de uma abordagem diferente para atingir esse objetivo. Pessoas com % massa gorda mais alta, por exemplo, deverão concentrar-se em baixar primeiro esse valor, com plano alimentar adequado e exercícios aeróbicos. Já as mais magras, mas sem definição, devem manter o foco nos treinos de musculação.

15
Jun16

Sumo verde antibarriga

Ana Ni Ribeiro

Os exageros do fim de semana foram inevitáveis? Que tal aproveitar para desintoxicar o organismo? Esse sumo verde antibarriga vai ajudar:

 

Ingredientes 
2 fatias de abacaxi ou ananás
1 colher sopa de linhaça 
3 folhas de couve 
1/2 chávena de água 
4 pedras de gelo 

Modo de fazer 
Triture a linhaça no liquidificador, adicione os demais ingredientes e bata. Não é necessário coar.

Se desejar pode adicionar adoçante.

12
Mai16

5 truques para exterminar a barriga

Ana Ni Ribeiro

 

Evite doces, pães e biscoitos feitos com farinha branca 
Estes alimentos têm alto índice glicémico, favorecendo a acumulação de gordura na barriga. Substitua-os pelos integrais. Ricos em fibras, com índice glicémico baixo ou moderado, demoram mais tempo para ser transformados em açúcar no sangue - e têm vitaminas do complexo B, fundamentais para manter o intestino saudável. 

Não abuse da carne vermelha 
A carne vermelha demora para ser digerida, ficando mais tempo no organismo e dilatando o abdómen. Prefira carnes magras como o frango, peru ou coelho, ou peixes como salmão e atum.

Atenção às fibras 
Para o intestino funcionar bem, é necessário consumi-las. Mas se você não beber água suficiente para hidratá-las congestionam o intestino, aumentando a produção de gases e provocando cólicas. Então, combine as duas coisas: fibras e água - 2 litros por dia é uma boa medida. 

Cuidado com feijão, couve, brócolos e repolho 
Para algumas pessoas, estes alimentos provocam prisão de ventre e incham a barriga. No caso do feijão, o truque é deixar o grão de molho e trocar a água várias vezes para eliminar as substâncias que provocam a fermentação. Os legumes mencionados não devem ser totalmente retirados do plano alimentar, pois contêm nutrientes essenciais para o bom funcionamento do organismo. Um truque é eliminá-los do prato uma semana quando tiver um compromisso e quiser exibir a barriga super seca. 

Exercício aeróbico para queimar os excessos 
Correr, pedalar, saltar à corda... Qualquer uma destas atividades é essencial para conquistar uma barriga lisinha e uma cintura modelada. Afinal, os resultados da aula de abdominal só vão aparecer depois da gordura que insiste em se acumular for exterminada.

Além disso, esse tipo de exercício é tiro e queda para afastar o stresse. O que o stresse tem a ver com a barriga? Tudo. Quando você está stressado, o organismo estimula as glândulas supra-renais, que produzem cortisol. O cortisol alia-se à insulina e, juntos, favorecem o depósito de gordura. O ideal é escolher uma modalidade e praticá-la, no mínimo, de 30 a 40 minutos - de 3 a 5 vezes por semana.

29
Fev16

2 motivos para comer abacate

Ana Ni Ribeiro

Exterminador de gordura

O abacate é rico em gordura e, consequentemente, tem muitas calorias (160 em 100 gramas). Por isso deve ser consumido com moderação. Deve estar presente no seu plano alimentar frequentemente e em doses moderadas, sozinho ou em receitas leves. Esse é o segredo para ajudar a combater a barriga - capacidade que vem da gordura, segundo estudo da faculdade de medicina da Universidade Harvard. Formada basicamente de ácido oleico (a mesma substância anti-inflamatória do azeite), a gordura do abacate reduz o risco de síndrome metabólica - desordem no metabolismo capaz de desencadear diabetes e ganho de peso. 

 

Inibidor de apetite

A gordura da fruta ainda aumenta a sensação de saciedade e adia a fome. Para obter esse efeito, basta uma porção moderada - uma fatia fina na salada, por exemplo. Quando você acrescenta o abacate na refeição tem mais uma vantagem: aumenta a absorção do licopeno, famoso antioxidante presente principalmente no tomate. 

06
Jan15

6 truques para exterminar a barriga

Ana Ni Ribeiro

Se prestar atenção ao que coloca no prato conseguirá sentir diferença no tamanho da barriguinha. Além da quantidade é preciso ter cuidado com a qualidade dos alimentos. 

 

Fique longe dos refrigerantes
Troque-os por chá verde, mate ou branco. Ricos em substâncias termogénicas e antioxidantes, eles não só aumentam o metabolismo como desintoxicam e desincham. 


Evite doces, pães e biscoitos feitos com farinha branca 
Alimentos como estes têm alto índice glicémico favorecendo a acumulação de gordura na barriga. Substitua-os pelos integrais. Ricos em fibras, com índice glicémico baixo ou moderado e têm vitaminas do complexo B, fundamentais para manter o intestino saudável. 

Atenção às fibras 
Para o intestino funcionar bem, é necessário consumi-las. Mas se não beber água suficiente para hidratá-las congestionam o intestino, aumentando a produção de gases e provocando cólicas. Então, combine as duas coisas: fibras e água - 1,5 a 2 litros por dia é uma boa medida. 

Consuma alimentos que ajudam a combater inflamações 
Os campeões são o alho cru e a cebola (ricos em antioxidantes), amêndoa, castanha-do-pará e azeite extravirgem (com gordura "boa" são essenciais para a absorção dos antioxidantes anti-inflamatórios presentes nas verduras). 

Cuidado com o feijão, a couve e o repolho 
Para algumas pessoas, estes alimentos provocam prisão de ventre. No caso do feijão, o truque é deixar o grão de molho e trocar a água várias vezes para eliminar as substâncias que provocam a fermentação. Já as verduras citadas não podem ser totalmente retiradas do menu, pois contêm nutrientes essenciais para o bom funcionamento do organismo. Um truque é eliminá-las do prato durante uma semana quando tiver um compromisso e quiser exibir a barriga super seca. 

Exercício aeróbico para queimar os excessos 
Correr, pedalar, saltar à corda... Qualquer uma dessas atividades é essencial para conquistar uma barriga lisinha e uma cintura modelada. Afinal, os resultados da aula de abdominal só vão aparecer depois da gordura for exterminada. Além disso, esse tipo de exercício ajuda para afastar o stresse. O que o stresse tem a ver com a barriga? Tudo. Quando está nervoso, o organismo estimula as glândulas supra-renais, que fabricam adrenalina e cortisol (hormonas que nos preparam para enfrentar situações de perigo). O cortisol alia-se à insulina e, juntos, favorecem o depósito de gordura. O ideal é escolher uma modalidade e praticá-la, no mínimo, de 30 a 45 minutos - de 3 a 5 vezes por semana.

24
Set14

4 razões porque não tem barriga lisinha

Ana Ni Ribeiro

A famosa barriguinha lisa é o sonho de muitas mulheres e homens. O que poucas sabem é que esse desejo pode ser alcançado mudando algumas atitudes. O treino é fundamental mas há outros fatores muito mais simples que podem estar influenciar o tamanho da sua barriga.  

1. Postura 

A postura errada é uma doa principais causas da indesejada barriguinha. Portanto, perceba se está tudo certo com a sua coluna. Existem três principais alterações de postura: a escoliose, a cifose e a lordose. Estes problemas de postura devem ser corrigidos com atividades físicas que promovam o fortalecimento da musculatura abdominal e da coluna e, em casos mais sérios, com acompanhamento de fisioterapia e reeducação postural.

 

2. Retenção de líquidos 

Outro fator que contribui para a impressão de excesso de barriga é a retenção de líquidos que diminui a definição muscular. Este problema pode ser resolvido com o aumento da ingestão de água e de alimentos que possuam a água em sua composição, como a melancia. Além disso, evite passar longos períodos sentados na mesma posição, praticar exercícios físicos e evitar a ingestão de bebidas que desidratam, como café e álcool, também ajudam a evitar esse problema. 

 

3. Alimentação inadequada 

Outro fator essencial é a alimentação que interfere diretamente na definição da zona abdominal. Certos alimentos acumulam gordura exatamente na região da barriga e da cintura, como a batata e o ovo fritos, a manteiga e até mesmo bolachas recheadas. Além disso, tome cuidado com alimentos como feijão, couve e brocolos, que, em algumas pessoas, provocam prisão de ventre e fazem com que a barriga inche. 

 

4. Exercícios errados 

Outro problema comum é a prática incorreta dos exercícios físicos. Para garantir uma barriga lisa, é preciso baixar a percentagem de gordura, somando músculos fortes. Por isso deve fazer exercícios aeróbicos para, então, somá-los a uma rotina de exercícios com peso e treinos de musculação na região.

 

Não existe um plano de treino perfeito para alcançar a tão sonhada barriga. Cada pessoa precisa de uma abordagem diferente para atingir esse objetivo. Pessoas com % massa gorda mais alta, por exemplo, deverão concentrar-se em baixar primeiro esse valor, com plano alimentar adequado e exercícios aeróbicos. Já as mais magras, mas sem definição, devem manter o foco nos treinos de musculação.

26
Jun14

Desmitificar a barriga de cerveja

Ana Ni Ribeiro

Ao contrário do que muita gente pensa, a cerveja é a bebida alcoólica menos calórica, um fino tem cerca de 70kcal, e não deve ser conotada com a célebre “barriguinha”. A maioria das bebidas alcoólicas adquire o seu valor calórico através da quantidade de álcool, e de açúcar em alguns casos - espumantes, vinhos generosos e licores, por exemplo. Não tendo a cerveja açúcar e sendo a bebida alcoólica mais pobre neste calórico nutriente (um grama de álcool fornece 7 kcal, quase tantas calorias quanto um grama de gordura 9kcal) é fácil perceber que não será certamente pelo consumo moderado de cerveja que a barriguinha vai ficando proeminente.
Segundo investigadores suíços, a cerveja contém uma substância que combate a obesidade e melhora a força muscular. O potencial desta molécula, chamada nicotinamida ribósido, foi até agora testado em ratos. Espera-se agora que, estimulando a função mitocondrial com a molécula, os cientistas possam confirmar o aumento da longevidade e os outros efeitos para depois passar às experiências com humanos.

Relativamente às propriedades nutricionais da cerveja, esta é fundamentalmente uma bebida com mais de 90 por cento de água, quatro a cinco por cento de álcool (com excepção das cervejas gourmet) e quantidades vestigiais de fibra solúvel e hidratos de carbono. É uma fonte de vitaminas do grupo B e de alguns minerais destacando-se um ratio potássio - sódio muito favorável e co-responsável (juntamente com o álcool) pelo efeito diurético desta bebida.

É difícil dissociar se a origem dos efeitos positivos na saúde do consumo moderado de cerveja derivam do seu teor em álcool, se de outros componentes nutricionais. Em todo o caso, alguns estudos revelam um menor risco de desenvolvimento de diabetes associado ao consumo moderado de cerveja, tal como uma melhoria da densidade mineral óssea. Neste último caso, para além do efeito positivo do etanol, existe outro mineral específico da cerveja que promove a formação óssea: a sílica. Também na prevenção de problemas cardiovasculares e formação de trombos, a cerveja desempenha um papel significativo sendo o seu consumo regular muito importante para manter este efeito.

Em suma, todas as vantagens descritas poderão ser obtidas respeitando dois critérios no consumo: regularidade (quase todos os dias) e moderação (dois a três copos por dia). A partir de agora, em vez de culpar a cerveja pela “barriguinha”, poderá contar o número de copos em cima da mesa ou o tipo de aperitivos que a acompanhou!

03
Abr14

Barriga grande, cérebro pequeno

Ana Ni Ribeiro

Toda a gente conhece um homem que acha que a barriga lhe dá charme. Pois, mas existe uma nova razão para emagrecer: o excesso de peso faz com que o cérebro diminua, asseguram investigadores da Universidade de Pittsburg (EUA). Vários exames feitos a pessoas de idade avançada revelaram que os cérebros das pessoas que sofriam de excesso de peso eram 4% mais pequenos do que os que tinham um peso saudável. O excesso de peso contrai os vasos sanguíneos e limita a capacidade pulmonar, levando menos oxigénio ao cérebro, afirma o autor do estudo.
28
Fev14

Quero uma fatia de Ananás

Ana Ni Ribeiro


Ananás- 44 kcal/100g

Digestão bem feita, menos peso na barriga!
Há muito que se conhece as propriedades digestivas do ananás. A grande responsável é a bromelina, uma enzima que ajuda a desdobrar as proteínas, facilitando a digestão. As fibras solúveis são outro dos segredos deste fruto, já que actuam a nível da saciedade. O seu elevado conteúdo de água confere-lhe propriedades diuréticas que controla o apetite ao mesmo tempo que hidrata. As vitaminas B1,B2 e C garantem a protecção do sistema imunitário.
17
Fev14

Sementes poderosas: girassol.

Ana Ni Ribeiro

Todos os dias ouvimos falar em sementes, das vantagens do seu consumo e que devem fazer parte da nossa alimentação. Mas talvez se surpreenda com o potenical antigordurinhas das sementes de girassol, que, por serem ricas em fibras, são excelentes para estimular o bom funcionamento do intestino – aspecto importante na batalha contra os quilinhos extras. O intestino livra se mais facilmente das toxinas acumuladas no organismo, fazendo com que deixe de reter líquidos em excesso e acumule menos gordura na cintura. Polvilhadas na salada, as sementes ainda estimulam a mastigar mais cada garfada, antecipando a sensação de saciedade. As gorduras boas presentes nas sementes também são aliadas, pois saciam e desincham as células, deixando o organismo menos resistente à perda de peso. Conclusão: vale a pena incluir todas elas na sua dieta!

Girassol

O ponto forte dessa semente são os ácidos gordos oleico e palmítico, que, por serem considerados gorduras boas, saciam sem prejudicar a saúde. Vinda da planta Helianthus annuus L., nativa da América do Norte, ela também é fonte de ácido linoleico e vitamina E. Essas substâncias são capazes de proteger a membrana da célula, adiando o envelhecimento da pele. Vaitambém vai perceber diferença no brilho do cabelo e na força das unhas. 

Como consumir: crua, sem casca e sem sal. De sabor suave, combina com iogurte, salada, refogado de legumes ou de carne, arroz integral e até sopa. Sozinha, no meio da tarde, evitando que você coma muito no jantar. 

Dose diária: 1 colher de sopa (85 calorias).

Sobre mim


Sou a Ni, sou nutricionista e este é o meu blog. Aqui partilho a minha paixão pelo fabuloso mundo da nutrição. Dizem que este é o melhor blog sobre nutrição do mundo e arredores!

Ver perfil
Seguir perfil

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

O meu livro

Links

Consultas online

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D

Parceiros