Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Nitricionista

16
Ago17

A pizza saudável da Ema

Ana Ni Ribeiro

ema.jpg

 

A Ema além de ser minha paciente adora cozinhar e mandou me esta receita deliciosa de pizza caseira com massa de aveia.
Esperem que gostem
 
 
 
Ingredientes
Para a massa:
 
- 25gr de aveia
- 7gr de farinha de coco (ou farinha de amêndoa mas terá que por um pouco de mais quantidade para obter a mesma consistência porque a farinha de coco é especial em relação às outras visto que é muito absorvente)
- 2 claras de ovo
- 20 ml de leite de amêndoa 
- alho em pó (a gosto)
- uma pitada de sal
 
Toppings:
 
- molho de tomate 
- queijo mozzarella ralado (a quantidade que desejar, podem usar a versão magra)
- azeitonas pretas
- orégãos 
 
(podem fazer com cogumelos, frango, ananás fresco,...)
 
 
Instruções
 
1. Pré-aqueça o forno a 150ºc.
 
2. De seguida, começamos por juntar todos os ingredientes da massa num recipiente próprio para triturá-los.
 
3. Após triturar tudo, deixe a farinha de coco absorver um bocadinho do líquido da mistura até ter uma massa com a consistência de uma papa.
 
4. Use uma tarteira e forre a base circular com papel vegetal.
 
5. Pegue na papa que fez anteriormente e deite-a sobre a base, espalhando a massa de forma homogénea e circular para preencher o fundo da tarteira. Tenha cuidado para a massar não transbordar e tocar nas "paredes" da tarteira.
 
6. Levar a massa ao forno até começar a ficar douradinha.
 
7. Quando estiver cozida, retirar do forno e espalhar a quantidade de molho de tomate desejada sobre a massa e polvilhar com metade da quantidade desejada de queijo mozzarella ralado.
 
8. Levar ao forno novamente e retirar quando o queijo estiver derretido.
 
9. Coloque todos os toppings sobre o queijo derretido e polvilhar o resto do queijo mozzarella ralado sobre os toppings.
 
10. Levar ao forno pela última vez só para derreter todo o queijo e, quando retirar, finalizar com oregãos.
 
11. Sentar à mesa e deliciar-se até à última dentada!
14
Ago17

O bronzeado começa no prato

Ana Ni Ribeiro

IMG_4347.JPG

 Um meio natural e eficiente para alcançar um bronzeado duradouro é a alimentação. Os alimentos ricos em caroteno, substância que está associada à mudança de cor da pele, garantem uma pele morena sem colocar a saúde em risco. A presença do caroteno no organismo pode manter a cor e produzir mais melanina - substância responsável pelo bronzeado

A dieta ideal para obter uma cor homogénea e duradoura deve conter:

 

Alimentos coloridos

Frutas e vegetais alaranjados, como cenoura, abóbora e papaia, e folhas verde-escuras, como rúcula e espinafre, são ricos em beta caroteno. Eles têm a capacidade de absorver a radiação ultravioleta, minimizando danos no DNA, aumentar a pigmentação (fator de proteção) e reduzir a formação de radicais livres. O tomate e a melancia também são ricos em licopeno, o responsável pela cor vermelha dos alimentos e ligado à maior proteção contra os raios ultravioleta. Nas frutas e nos vegetais, a vitamina C regenera a estrutura das fibras de colagénio.

 

Grãos

São ricos em vitamina E, selênio e zinco. Os primeiros itens fortalecem o sistema imunológico, combatem a formação de radicais livres e ainda agem como anti-inflamatórios.

 

Brócolos, cogumelos, couve, cebola e alho atuam nessa mesma proteção. Já o zinco melhora a hidratação, mantém a elasticidade, e tem efeito antioxidante em sinergia com o selénio.

 

Peixes

Todos os tipos contêm vitamina E, selênio e zinco. A sardinha ainda oferece a coenzima Q10, que diminui a produção de radicais livres e ajuda na regeneração celular.

Chá verde e água

Pesquisas indicam que consumir duas ou mais chávenas de chá verde por dia torna as pessoas mais protegidas contra o cancro de pele do que quem não consome a bebida. Os polifenóis, que protegem de uma exposição solar moderada, também ajudam na redução de eritema (vermelhidão).

Uma correta hidratação permite um bronzeado mais bonito e saudável. Beba pequenas quantidades de água durante todo o dia, de forma a atingir os 2 litros diários.

 

IMG_4348.JPG

 

 

 

 

 

09
Ago17

Os gelados do Zé

Ana Ni Ribeiro

FullSizeRender (49).jpg

 

meu irmão gosta tanto dos meus gelados sem açúcar que começou a criar receitas!

Experimentei, há dias, estes de morango e ficam deliciosos. 

 

Para 4 unidades

1 iogurte natural 0% gordura e 0% açúcares adicionados

1 chávena de morangos para esmagar

2 morangos laminados

4 colheres de sopa de proteína

Sumo de meio limão

 

Misture meio iogurte com a proteína e o sumo de limão, reserve. Esmague os morangos com um garfo e misture com o restante iogurte.

Coloque nos recipientes e depois junte os morangos. 

Antes de levar ao congelador coloque o pauzinho no centro do gelado.

 

FullSizeRender (50).jpg

 

01
Ago17

Pizza margarita light

Ana Ni Ribeiro

pizza.jpg

Uma ideia simples e pouco calórica para quem- como eu- adora pizza!

 

Ingredientes

1 wrap integral 
2 colheres de sopa de molho de tomate pronto

3 fatias de mozarella magra
2 colheres de sopa de tomate picado
Manjericão fresco

 

Modo de preparação

Cubra o wrap com o molho de tomate. Em seguida, misture o queijo, o tomate e o manjericão e coloque sobre a massa. Leve ao forno por cerca de 8 minutos.

24
Jul17

Este Verão aposte no verde

Ana Ni Ribeiro

verdes.jpg

Os brócolos, a couve, a alface, os espinafres, o agrião e a chicória são óptimas fontes de vitaminas. Estas folhas verde-escuras são especialmente ricas em vitamina K, uma vitamina que mostrou em estudos científicos ser uma das responsáveis pelo fortalecimento dos ossos, já que favorece a absorção do cálcio pela estrutura óssea. Ingerir frequentemente alguns tipos de folhas verdes pode reduzir o risco de desenvolver diabetes tipo 2 e prevenir doenças crónicas, dadas as suas funções antioxidantes, entre outros benefícios para a saúde.

21
Jul17

10 dicas para treinar o cérebro e a vontade de comer

Ana Ni Ribeiro




  1. Nos restaurantes escolha meias doses.

  2. Quando se sentir cheio não force: guarde o resto da refeição ou snack para comer mais tarde.

  3. Não leve travessas para a mesa.

  4. Utilize pratos pequenos.

  5. Coma devagar.

  6. Restrinja as refeições à cozinha e à sala de jantar. O cérebro tem tendência para associar estímulos, por isso, se se habituar a comer no sofá quando lá se senta este "pedirá" comida.

  7. Concentre-se no que está a comer, não veja televisão ou leia, pois comerá mais e não apreciará a comida.

  8. Coma primeiro as coisas de que gosta mais. Assim, é menos provável que repita.

  9. Não coma até se sentir completamente cheio.

  10. Levante-se logo após a refeição, para não cair em tentação.

20
Jul17

O testemunho que chega de África II

Ana Ni Ribeiro

Quem segue o blog já conhece a P., a aprendiz de super guerreira que vivia em África. Ela hoje está de regresso a Portugal, não sabe o que o destino lhe reserva e para onde irá, mas tem certeza que irá mais saudável, que desistir não é escolha e com muito mais crença nas suas capacidades, e deixou-me na caixa do correio mais este testemunho:

DSCF8054.JPG

 

"No começo, em Outubro de 2016, acreditar que ia chegar a Julho com menos 12, 300 kg, foi algo que não considerei sequer possível. Talvez porque não criei em mim uma pressão ou um limite muito desenhado ou muito rígido. Ou então, porque achava uma meta difícil de alcançar, pois só dependia de mim e daqueles que comigo faziam parte “da equipa” e desta vez, não havia suplementos A, B, D, …. para ajudar ou desajudar…

Durante estes 9 meses, acreditei, desisti, houve momentos fáceis, outros mais difíceis… Mas o mais positivo destes meses foi a mudança a nível da alimentação, a aprendizagem que se faz pouco a pouco em cada refeição. E a preocupação de que só o cuidado com a alimentação não chega, algum exercício também é necessário e é um bom aleado neste caminho.

Eu própria me autonomeio o monstro das bolachas, dos salgados, dos bolos, ou seja, de tudo o que tenha grandes quantidades de açúcar e talvez a mesma quantidade de sal.

Aos poucos fui aprendendo que eles não faziam mais parte do meu dia a dia e deixei de os ter em casa, e faz lembrar aquele ditado que aprendemos na nossa infância que diz: “longe da vista, longe do coração”.

Ainda não tenho um pensamento super saudável, como diz a Drª Ni, ainda tenho dias de “pecado” e de tentação. Mas sinto que o que aprendi é para a vida e que não quero esquecer ou perder.

Ainda tenho um caminho a percorrer, ainda não chegou ao fim, e acho que isto será para a vida. Pois não aprendemos tudo de uma vez, vamos aprendendo todos os dias mais um bocadinho.

Esta primeira fase iniciei-a no continente Africano, onde nem sempre foi fácil encontrar aquele alimento mais equilibrado e nem sempre havia aquele iogurte que tão boa companhia me tem feito ao pequeno-almoço.

Mas mesmo assim foi possível, eu consegui. Não o consegui sozinha, tive a ajuda de uma equipa espetacular que comigo partilhou casa durante estes 9 meses e que serviram de motivação, de polícias, e festejaram comigo cada grama que fui deixando pelo caminho. Eles foram a presença física, ao longe tive a família que com o seu amor infinito me foram sempre dando força, mesmo quando eu estava a fraquejar e a deixar de acreditar.

Parece que me estava a esquecer de alguém, mas não estou, deixei para o final para lhe dar o lugar de destaque que merece, a Drª Ni, ela foi o pilar desde percurso, foi a nutricionista que me fez refletir e entender onde não estava bem, foi a força que as vezes me estava a faltar e foi quem acreditou em mim quando eu deixei de acreditar.

Numa conversa pontual com alguém que pensa começar percurso igual eu recomendei dois pontos importantes:

  • Acredita em ti e quer mesmo mudar, aprender (a comer) e perder (peso);
  • Encontra alguém que do outro lado além de nutricionista, é a tua psicóloga, é a amiga e que dá um abraço quando vences e que também te “puxa as orelhas” quando precisas;

 

Acho que são estes os dois ingredientes essenciais para conseguir e eu tive a sorte de os ter ao meu lado até ao dia de hoje.

Ainda estou longe do objetivo final, mas cada vez mais perto…

Vamos equipa … até à meta final"

 

DSCF7268.JPG

 

Vamos equipa!

 

 

14
Jul17

Contra a celulite, tratar, tratar: parte II

Ana Ni Ribeiro

IMG_2641 (1).JPG

 

Há quase um mês falei-vos da minha experiência em relação à toma do Celluclinic no combate à celulite 

Tenho recebido imensos emails de pessoas que querem saber dos resultados e houve também quem me perguntasse porque tomava, visto que tenho um estilo de vida saudável.

Começando pelo fim: o meu nível de celulite embora fosse baixo é algo que me incomodava esteticamente, e mesmo pessoas que se alimentam bem e praticam exercício físico podem e têm celulite por motivos genéticos e hormonais. Assim juntei o tratamento e formei a tríade perfeita: alimentação, exercício e Celluclinic.

Em relação aos resultados: continuo a notar a diminuição da dita cuja celulite mas há mais 2 fatores que me estão a deixar super feliz– redução significativa dos pequenos derrames que tinha e a pele está mais tonificada e brilhante graças ao seu efeito na síntese do colagénio.

 

O sabor pouco agradável das saquetas foi superado de vez, junto sempre umas gotas de stevia e limão e já não me custa nada tomar. Tomo sempre antes do pequeno almoço, juntamente com o meu copo de água morna com gotas de limão.

 

Ainda me faltam 5 semanas para terminar a fase inicial do tratamento, mas posso dizer-vos desde já que comprovo a eficácia do mesmo. As 17 plantas diferentes e em dosagens comprovadas cientificamente são sem dúvida uma escolha acertada

 
Mais uma boa notícia: se usarem o codígo NTS01001 aquando da compra do tratamento terão um desconto de 10% 

12
Jul17

Panqueca de banana e aveia de microondas

Ana Ni Ribeiro

A pedido de várias famílias ;) aqui fica a receita da panqueca/pudim de banana e aveia que fiz há dias para o meu pequeno almoço

IMG_2375.JPG

 

50g de banana madura (ou 1 colher de sopa de despertar do pequeno buda de banana e maça)

1 ovo

2 colheres de sopa de aveia integral

1 colher de sopa de farinha de amêndoa

1 colher de café de fermento

1 colher de chá de óleo de coco (opcional)

canela

 

Misture bem todos os ingredientes. Se necessário junte uma colher de água.

Leve ao microondas, durante 2-3 minutos, num recepiente redondo de forma a ficar com forma de panqueca quando desenformar.

10
Jul17

Sorvete de melancia e banana

Ana Ni Ribeiro

fotografia (7).JPG

 

Vamos refrescar os dias que prometem ser quentes com estes sorvetes de melancia.

Para 4 sorvetes:

2 fatias de melancia

1 banana madura

Uma colher de sobremesa de sumo de limão

50 ml de água

(Se a melancia não estiver bem docinha pode juntar uma colher de sobremesa de Stevia)

 

Como fazer?

Junte tudo num liquidificador e bata.

Verta para as forminhas de gelado e coloque no congelador.

Sobre mim


Sou a Ni, sou nutricionista e este é o meu blog. Aqui partilho a minha paixão pelo fabuloso mundo da nutrição. Dizem que este é o melhor blog sobre nutrição do mundo e arredores!

Ver perfil
Seguir perfil

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

O meu livro

Links

Consultas online

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D

Parceiros