Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Nitricionista

31
Jan14

Quatro ingredientes para atrasar o envelhecimento

Ana Ni Ribeiro
Uma dieta equilibrada, exercício físico, ferramentas para gerir o stress e uma boa rede social: são os quatro ingredientes para atrasar o envelhecimento das células e tornar o organismo mais resistente a doenças, segundo uma nova investigação conduzida pela Universidade da Califórnia.
O estudo, publicado esta semana na prestigiada revista Lancet Oncology, foi conduzido por investigadores da Universidade da Califórnia em parceria com o Instituto de Medicina Preventiva, uma entidade sem fins lucrativos que investiga a relação do estilo de vida com o envelhecimento e o surgimento de doenças. 
Durante cinco anos os investigadores seguiram 35 homens com cancro da próstata em fase inicial para explorar a relação entre o seu estilo de vida e o tamanho e atividade dos telómeros. 
Dez dos pacientes aderiram a um programa que implicava mudanças no estilo de vida: uma dieta rica em fruta, vegetais e grãos integrais e baixa em gordura e hidratos de carbono refinados (massa, pão, entre outros); uma caminhada de 30 minutos seis dias por semana; ferramentas de gestão de stress (yoga, exercícios de respiração, meditação). Estes pacientes também participaram, semanalmente, num grupo de apoio. 
Durante toda a investigação os dados dos participantes foram monitorizados com ressonâncias e biopsias. Ao fim de cinco anos, os investigadores compararam, os dados de todos os participantes.
O grupo que tinha aderido ao estilo de vida mais saudável tinha registado um aumento de cerca de 10 por cento do tamanho dos telómeros. Aliás, quanto mais saudável o programa seguido, maior se revelou o tamanho dos telómeros. Em contraste, o grupo de controlo, que não aderiu a um estilo de vida mais saudável, tinha um tamanho de telómeros cerca de 3% mais pequeno. 
 
Embora se tenham concentrado em pacientes com cancro da próstata, os investigadores acreditam que estes resultados podem ser ampliados a população em geral já que foram medidos os telómeros do sangue dos participantes e não os telómeros do tecido da próstata.
 Este estudo é um grande avanço que merece ser confirmado através de uma investigação mais ampla”, diz o coautor do estudo Peter R. Carroll, professor e diretor do departamento de Urologia da Universidade da Califórnia. “A redução do tamanho dos telómeros diminui o risco de uma série de doenças e aumenta a esperança de vida", conclui o especialista.
Leia o comunicado dos investigadores: aqui.

Sobre mim


Sou a Ni, sou nutricionista e este é o meu blog. Aqui partilho a minha paixão pelo fabuloso mundo da nutrição. Dizem que este é o melhor blog sobre nutrição do mundo e arredores!

Ver perfil
Seguir perfil

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

O meu livro

Links

Consultas online

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D

Parceiros