Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Nitricionista

11
Mar14

O iogurte emagrece, a ciência comprova.

Ana Ni Ribeiro

 

O iogurte tem muitos benefícios para a sua saúde. Faz bem aos músculos e ossos, protege o estômago e estimula o funcionamento intestinal. Um estudo recente da Universidade do Tennesee, Estados Unidos, revelou mais: o iogurte ajuda a emagrecer! 
O poder de secar as gordurinhas vem do cálcio, que, no iogurte, tem a vantagem de estar biodisponível - versão facilmente absorvida pelo organismo. Quanto mais cálcio, menor o risco da hormona calcitriol estimular a sua entrada nos adipócitos, o que impede a queima de gordura dentro dessas células.  A versão magra dos iogurtes, com menos gordura e calorias, tem mais cálcio. É também a que tem mais proteína. Por isso, se quer emagrecer sem perder músculo, não tenha dúvida: opte pelo iogurte magro. 

Evita a proteína do leite porque sente peso no estômago? Fique tranquila: no iogurte, esse nutriente está parcialmente digerido. Isso graças às estirpes das bactérias amigas Streptococcus thermophilus e Lactobacillus bulgaricus que fermentam o alimento. Aliás, só pode ser chamado de iogurte ou leite fermentado os produtos que trazem essas duas espécies na composição. Então, olho no rótulo: existem potinhos que parecem iogurte, mas são bebidas láctea. Elas não oferecem os mesmos benefícios! 

 

E os probióticos?
Eles são ainda mais eficientes para a perda de peso, de acordo com estudos científicos. Segundo os especialistas, o iogurte ou leite fermentado probiótico melhora a saúde do intestino e, com isso, ajuda a diminuir as medidas de duas maneiras: diminuindo a fome (o intestino saudável liberta mais neurotransmissores reguladores da saciedade) e aumentando a absorção de vitaminas e minerais (isso evita que o organismo sinta a carência desses nutrientes e estimule a fome).

Qual é a diferença em relação ao iogurte tradicional?
As famílias das bactérias amigas. Geralmente, os probióticos são fermentados pelas espécies Lactobacillus acidophilus e Bifidobacterium. A quantidade também é infinitamente maior - no mínimo 108 UFC (Unidades Formadoras de Colonia), algo em torno de 100 milhões de bactérias probióticas num único copinho. 
Consumido com regularidade, o iogurte e o leite fermentado probióticos também são capazes de reduzir o colesterol "mau", além de aumentar as defesas do organismo. 


 

6 comentários

Comentar post

Sobre mim


Sou a Ni, sou nutricionista e este é o meu blog. Aqui partilho a minha paixão pelo fabuloso mundo da nutrição. Dizem que este é o melhor blog sobre nutrição do mundo e arredores!

Ver perfil
Seguir perfil

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

O meu livro

Links

Consultas online

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D

Parceiros