Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Nitricionista

09
Mar10

À mesa, com a Levedura de Cerveja?

Ana Ni Ribeiro

"...Aproveito também para deixar uma questão sobre a levedura de cerveja... para que serve e o que é?! Aconselharam-se a tomar, mas sinceramente tenho algum receio, até porque não conheço o produto e depois também porque não sei como o fazer."
Pelo seu comentário não percebo quem lhe aconselhou a toma (é preciso ter atenção aos conselhos do género: Toma que a prima da vizinha da minha amiga tomou!), mas de qualquer forma fica a explicação do que é e para o que pode servir.

O género Saccharomyces compreende várias espécies de leveduras, de que uma das principais é a levedura de cerveja (S. cerevisae). É, de longe, a mais apreciada e a mais rica em termos alimentares.

A levedura de cerveja é usada como suplemento alimentar, devido ao seu elevado teor de nutrientes e nível proteico (cerca de 50%).

Este suplemento alimentar deve a sua riqueza ao teor de vitaminas do complexo B. Possui ainda todos os aminoácidos essenciais e ainda muitos minerais (potássio, sódio, cálcio, fósforo, magnésio, enxofre, zinco, selénio, crómio).

A ingestão de levedura nutricional é recomendada a vegetarianos devido à presença de Vit. B12 e ao valor proteico. Pode também ser benéfica a nível de transtornos intestinais, particularmente na regulação de casos de diarreia e de prisão de ventre.

Outras vantagens, devido principalmente ao seu elevado teor de vitaminas do complexo B, são os efeitos benéficos que produz na pele, nas unhas e no cabelo, ajudando mesmo a melhorar casos de acne e eczemas.

Para além disso, os nutrientes da levedura de cerveja ajudam a colmatar algumas deficiências que possam existir em algumas dietas restritivas ou numa alimentação desequilibrada.
Devido às suas propriedades reconstituintes, é especialmente aconselhada a desportistas, a crianças em fase de crescimento, a idosos, a grávidas e a doentes em fase de recuperação.

Este suplemento, que possui um travo amargo característico, encontra-se disponível sob diversas formas: em pó ou flocos, que se deve juntar na comida crua ou já cozinhada (não se deve cozinhar a levedura de cerveja, pois caso contrário, perderá o seu teor de vitaminas), comprimidos ou cápsulas, ou líquida (que poderás adicionar a sopas, sumos).




1 comentário

Comentar post

Sobre mim


Sou a Ni, sou nutricionista e este é o meu blog. Aqui partilho a minha paixão pelo fabuloso mundo da nutrição. Dizem que este é o melhor blog sobre nutrição do mundo e arredores!

Ver perfil
Seguir perfil

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

O meu livro

Links

Consultas online

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D

Parceiros