Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Nitricionista

31
Mar16

Antes e depois

Ana Ni Ribeiro

FullSizeRender (5).jpg

Cheguei de férias e tinha imensos mails para ler e responder, mas há um que tenho que partilhar convosco. 

A E. tínha-me dito que na próxima consulta me ia enviar uma um "Antes e Depois" com uma foto da Páscoa, mas felizmente não resistiu e recebi antes:
 
"...
Não resisto a enviar-lhe já o resultado, pois também foi graças ao si e a tê-la encontrado, que fez com que eu hoje pudesse olhar estas fotos e sentir-me tão feliz.
...
P.S. a diferença engraçada: na de 2015 um saco de chocolates na mão, na de 2016, o livro da Ni. Foi a troca perfeita."
 
É com muito orgulho que a E. permite que partilhe convosco as suas alterações, e é com mais orgulho ainda que a sinto diferente por fora e por dentro: mais feliz, confiante e motivada. 
Vamos equipa!
30
Mar16

Jet lag

Ana Ni Ribeiro

jetlagdesign.jpg

Os sintomas mais comuns do jet lag são o cansaço, sonolência ou insónia, irritabilidade, náusea, dor de cabeça e mal-estar. A intensidade dos efeitos sentidos, no entanto, varia de pessoa para pessoa. Para algumas pessoas, a diferença de fuso horário de duas ou três horas é suficiente para sentir a fadiga da viagem, outras precisam de uma mudança de mais de seis horas. Em geral, acima de três horas o jet lag já é sentido.

Para se recompor de uma longa viagem, ingira a preciosa papaia. Este fruto revigorante é especialmente rico em magnésio e vitamina C, o que leva o organismo a repor os níveis de energia. Para adormecer bem, o que não é fácil quando se tem os sonos trocados, recomendo um batido de leite light de soja e amêndoas. Ambos contêm triptofano, um aminoácido que o organismo converte em serotonina, o que ajuda a combater as insónias e a acalmar os nervos. Evite o café e beba muita água.
24
Mar16

2 anos depois

Ana Ni Ribeiro

IMG_1002.JPG

 

Estes últimos meses têm sido de superação. Faz hoje dois anos que fiz uma lesão grave no joelho- que deixa marcas fisícas, mas também psicológicas. Houve momentos em que duvidei que voltasse a fazer desprto sem limitações, nos dias maus pensei mesmo que desporto nunca mais. Ainda com algumas limitações voltei a treinar, voltei a correr e atingir os meus objectivos é algo reconfortante. Acreditem sempre que somos capazes de mais e melhor. 

No início deste ano fiz-me um desafio e estou a cumprir. Tenho a ajuda dos melhores profissionais- desde o médico, ao terapeuta e sem esquecer o PT, a nutricionista sou eu!- o que me facilita o trabalho.

Domingo corri a mini-maratona de Lisboa, sem dores e sem me esquecer que em equipa tudo é mais fácil.

 

Vou tirar uns dias de férias por isso não estranhem se andar mais ausente. Por vezes, é preciso parar para depois voltarmos com mais energia. 

Até já!

23
Mar16

Truques para sobreviver à Páscoa

Ana Ni Ribeiro

pascoa-chocolate_2.jpg

 

Se para si Páscoa é sinónimo de chocolate, leia com atenção estes truques para evitar os excessos:

 

Coloque o chocolate no frigorífico, frio vai demorar mais a derreter na boca e automaticamente come-se menos!

 

O chocolate de leite possui grandes quantidades de açúcar e gordura, além de baixo teor de cacau. Como o açúcar estimula a compulsão alimentar, consuma sempre com moderação. Prefira o chocolate negro, rico em polifenóis e com propriedades antioxidantes.

 

Limite o consumo de chocolate a 30g ao dia, o que equivale a um bombom ou quatro quadradinhos de uma barra. Prefira sempre os com maior teor de cacau.

 

O chocolate é um alimento calórico, com isso o ideal é evitar a presença de alguns ingredientes extras como amêndoa, avelã, amendoim e recheios.

 

Coma o chocolate com uma fruta, assim as fibras alimentares diminuem o pico de glicose sanguínea e amenizam a libertação da insulina. Além de saciar mais.

22
Mar16

Não volte a engordar

Ana Ni Ribeiro


Emagrecer não é uma tarefa fácil, mas ainda mais difícil é não voltar a engordar.
A fase da redução é uma, a da manutenção é outra. Os planos alimentares podem ter que ser diferentes. Uma coisa é certa: mesmo que tenha altos e baixos, a reeducação alimentar é para sempre.
Há regras essenciais para não deitar tudo a perder, e há alimentos que ajudam a controlar o peso.

  1. Durante a dieta não perca mais de 1 kg por semana
  2. Na fase de manutenção coma 90% de comida saudável e 10% de comida "proibida"
  3. Nunca deixe de tomar o pequeno-almoço (em casa)
  4. Faça exercício-físico
  5. Durma bem
  6. Não vá comer fora de estômago vazio
  7. Controle o peso
  8. Mantenha contacto com o seu nutricionista
21
Mar16

Como combater a fome emocional

Ana Ni Ribeiro

fome.jpg

 

A fome fisiológica é aquela que nos leva a ingerir alimentos para sobreviver enquanto que a fome emocional surge por necessidade de conforto e pode ser provocada por situações de grande stresse, tristeza ou ansiedade.

Perante a fome emocional muitas vezes a pessoa não consegue parar de comer mesmo quando já se sente cheia. E repete este comportamento várias vezes, criando um ciclo vicioso, e muitas vezes após a ingestão surge um sentimento de culpa.

Se costuma ter ataques de fome, e para os combater precisa perceber as razões dessa fome e tentar resolver e ultrapassar os problemas que a provocam. Além disso, analise o padrão de ingestão- o que come, a que horas, e em que situações, e nos momentos em que prevê que está mais sensível a essa fome emocional vá passear, leia um livro, faça exercício físico, ou qualquer actividade que ajude a distrair-se.

Após um episódio de fome emocional em que comeu excessivamente o melhor a fazer é perdoar-se e manter uma alimentação saudável nas refeições seguintes e nos próximos dias. A prática de exercício físico ajuda a compensar os excessos, e ajuda a que se sinta melhor pela libertação de endorfinas.

Se a situação persistir, procure a ajude de um nutricionista e psicólogo.

20
Mar16

Bolo de tâmaras e iogurte

Ana Ni Ribeiro

IMG_0392.JPG

 Para comemorar a chegada da Primavera nada melhor do que um doce sem açúcar.

 

Ingredientes

1 iogurte natural magro

200g de tâmaras sem caroço

2 ovos inteiros 

125 g de farinha integral 

150g de curgete

1 colher de café de essência de baunilha

1 colher de sopa de sementes de sésamo pretas

 

 

Pré-aqueça o forno a 200º C.

Lave e descasque a curgete. Triture-a, com o auxílio de uma varinha mágica, de modo a obter um creme com uma textura homogénea. Reserve.

De seguida triture as tâmaras usando uma picadora. Reserve.

Numa tigela, junte o iogurte, o creme de curgete, as gemas de ovo (previamente separadas das claras) e a baunilha. Bata até misturar os ingredientes.

Acrescente a farinha peneirada, as tâmaras e as sementes ao preparado anterior e misture bem.

Bata as claras em castelo e envolva-as na mistura.

Forre uma forma redonda com papel vegetal, coloque a massa do bolo  e leve ao forno durante cerca de 30 minutos. Depois de cozido, retire do forno e deixe arrefecer.

Decore com tâmaras e sementes.

IMG_0390.JPG

 

19
Mar16

As 10 músicas mais ouvidas em 2015 para correr

Ana Ni Ribeiro

FullSizeRender (4).jpg

 

As 10 músicas mais ouvidas para correr no Spotify do ano passado foram estas:

1. Beyoncé – “Run the World (Girls)”
2. Sia – “Chandelier”
3. Mark Ronson – “Uptown Funk”
4. Wiz Khalifa – “See You Again” (feat. Charlie Puth)
5. Beyoncé – “7/11”
6. Kelly Clarkson – “Heartbeat Song”
7. Missy Elliott – “Work It”
8. TLC – “No Scrubs”
9. Rihanna – “Bitch Better Have My Money”
10. Calvin Harris – “Feel So Close”

 

Um estudo revelou estes resultados:

60% dos corredores relatam correr mais e com mais velocidade ouvindo música.
88% dos atletas consideram música vital para a execução da atividade física.
47% dizem que música ajuda a descontrair.
39% acham que música ajuda a manter um ritmo constante.
45% dos corredores acha que a música certa ajuda a que o ritmo não caia.
38% ficam incomodados quando a música para no meio da corrida.
36% reclamam de ritmos lentos ou rápidos demais.

 

 

17
Mar16

Crianças e o chocolate. Quanto podem comer?

Ana Ni Ribeiro

A Páscoa está a chegar e os seus filhos já lhe pediram um ovo de chocolate? E qual será a quantidade máxima de chocolate que pode ser consumida pelos miúdos? A partir de que idade os mais pequenos podem comer chocolate? São muitas as dúvidas sobre este assunto.

Para a maioria dos especialistas, comer 30 gramas num dia é aceitável, desde que a criança não esteja acima do peso nem tenha nenhum problema de saúde relacionado. Essa medida corresponde a uma barrinha de chocolate, o que soma cerca de 160 calorias. Porém, se é difícil domar o ponteiro da balança, consulte um nutricionista. Eles podem dizer como e quando incluir a guloseima no plano alimentar do seu filho.

Outra questão que muitos pais colocam: qual a melhor idade para iniciar o consumo?  A partir dos 2 anos seria o ideal, mas nunca antes do primeiro aniversário. O que pode causar problemas é o modo como o chocolate entra na dieta.

Ofereça o doce após o almoço, nunca de forma isolada a meio da tarde, por exemplo. Explico porquê: como contém açúcar refinado, de rápida absorção, ele faz subir rapidamente a quantidade de glicose no sangue. Para retirar o excesso de açúcar e transportá-lo para o interior das células, o pâncreas é obrigado a produzir altas doses de insulina. Tão rapidamente quanto subiu, porém, a taxa glicémica volta a cair. E há um ataque de fome, o que pode acabar por levar a um aumento na ingestão de calorias e, consequentemente, aos quilos a mais.

Outro erro comum é fazer do chocolate uma moeda de troca para a criança comer tudo o que está no prato. Transformar o doce em prémio é estimular maus hábitos alimentares. O ideal é que a criança aprenda desde cedo a comer de tudo um pouco, inclusive chocolate. Moderação é a palavra de ordem!

15
Mar16

Passatempo meia maratona de Lisboa

Ana Ni Ribeiro

IMG_8900.JPG

 

Domingo vou participar na minha segunda prova de corrida. Depois de ter recuperado de uma lesão e ter feito a São Silvestre, chegou a vez da mini maratona de Lisboa! 

Não quero ir sozinha por isso eu e a Mimosa temos um dorsal VIP da Meia maratona de Lisboa para oferecermos. O que precisam fazer para o ganhar? Simples, até dia 17 enviem fotografias da dupla: Mimosa & desporto!

Se quiserem caminhar no sábado encontram-me no Passeio Mimosa Avós e Netos.

Vamos equipa!

Pág. 1/2

Sobre mim


Sou a Ni, sou nutricionista e este é o meu blog. Aqui partilho a minha paixão pelo fabuloso mundo da nutrição. Dizem que este é o melhor blog sobre nutrição do mundo e arredores!

Ver perfil
Seguir perfil

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

O meu livro

Links

Consultas online

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D

Parceiros