Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Nitricionista

24
Abr14

Como fazer frente à indigestão... comendo!

Ana Ni Ribeiro

Quem é que nunca se empanturrou de comida até ficar completamente cheio e com sensação de acidez? Ou com a incómoda sensação causada pelo refluxo? A indigestão é um incómodo transitório que indica que o organismo não conseguiu digerir os alimentos adequadamente.

Porque surge?

As refeições copiosas ou fortes, juntamente com os alimentos irritantes, fazem com que se produza um excesso de ácido clorídrico, que provoca acidez e um refluxo estomacal persistente e incómodo.

O que comer e beber?

Refeições muito ligeiras e várias vezes ao dia. O melhor é optar por modos de confecção suaves, nomeadamente cozidos, grelhados, no forno, ao vapor ou em papillote, que são mais saudáveis e, sobretudo, técnicas culinárias mais ligeiras (sem refogados). As infusões de erva-cidreira, funcho ou hortelã aliviam os sintomas.

O que reduzir ou evitar?

Os alimentos ricos em gordura (carnes, enchidos, patés, manteiga, queijos curados...); os ácidos (limão, vinagre, conservas...); os picantes (molhos, pimentas...); a fruta verde e algumas verduras cruas difíceis de digerir (cebola, pepino...); os fritos e panados. Também há que evitar o café, que é irritante, e reduzir a ingestão de refrescos com gás, que provocam flatulência.

Um bom conselho

De manhã, e sempre que não estiver com uma crise, faça o seguinte exercício.: rode o tronco, suavemente, para ambos os lados, com a ajuda do cabo da vassoura sobre os ombros (segure-o com as duas mãos).
22
Abr14

Combate à celulite

Ana Ni Ribeiro

 


O combate e prevenção da celulite deve ser uma luta para todo o ano.

Há alimentos que são nossos aliados. É o caso dos que contêm lecitina (soja), ácidos gordos essenciais (salmão, amêndoas, azeite), aminoácidos (peixe branco, feijão, frango e legumes) e vitamina C, que ajuda à sintese de colagénio bom (citrinos).
O combate à celulite desaconselha a ingestão de alimentos ricos em açúcar, sal, café e bebidas com cafeína (por exemplo, colas), álcool, fritos, refeições pré-cozinhadas e sopas enlatadas que contribuem para o acumular de gordura.
16
Abr14

Comer antes e depois do treino

Ana Ni Ribeiro


O corpo responde melhor aos estímulos da atividade física - tanto para queimar gordurinhas quanto para ganhar músculos, se não estiver em jejum. Quem treina em jejum (considerando pelo menos 3 horas sem comer) corre o risco de perder massa magra e ainda sofrer de hipoglicemia, podendo até desmaiar.

Deve-se incluir hidratos de carbono na refeição pré-treino, preferindo os complexos. Evite alimentos ricos em hidratos de carbono simples, como arroz branco, geleia e chocolate, pois dificultam a queima de gordura corporal. O principal nutriente que dá energia são os hidratos de carbono, por isso não pode faltar antes do exercício. Mas se desejar uma energia mais duradoura, o interessante é consumi-lo junto com uma proteína. E lembre-se que a alimentação deve ser feita pelo menos uma hora antes do treino.
Depois do exercício, é fundamental consumir alimentos ricos em proteínas- nutriente é fundamental na construção dos músculos. Se além de proteínas consumir também hidratos de carbono complexos, além de ficar com músculos, repõe os níveis de energia.
Dependendo do sexo, altura, treino, objetivo e da quantidade ingerida de alimentos, a alimentação pode ajudar a emagrecer e a ganhar massa muscular.
A água é vital o tempo todo: antes, durante e depois dos exercícios. Bem hidratado, seu organismo responde melhor ao processo de emagrecimento, ganho de massa muscular e afasta as doenças.

Bom treino.

15
Abr14

Ementa contra a doença de Alzheimer

Ana Ni Ribeiro

Este é um menu diário que pode ajudar a proteger o cérebro.

  • uma colher de sopa de frutos secos (amêndoas, avelãs, castanhas do pará) e de sementes (linhaça, sésamo, abóbora, gitassol ou cânhamo)
  • 4 porções de cereais integrais ou leguminosas: lentilhas, feijão, grão; arroz, aveia, milho ou trigo integral (cozidos, em pão e massas)
  • 3 a 4 porções de fruta, incluindo uma de frutos vermelhos
  • 2 porções de proteína de origem animal (carnes magras e peixe) ou vegetal (leguminosas)
  • reduza a cafeína e o álcool, evite açúcar, alimentos refinados e gorduras saturadas
  • 2 a 3 vezes por semana: uma porção de sardinha, salmão ou atum.
13
Abr14

Sumos detox. Qual a fronteira entre o saudável e o perigoso?

Ana Ni Ribeiro

 

09
Abr14

Pense magro

Ana Ni Ribeiro


Quando se adopta uma nova forma de pensar, modifica-se também a atitude diante de determinada situação. Para perder ou manter o peso, não é só o prato que precisa ser transformado. Os pensamentos também devem estar a seu favor.

Ficar magro só depende de mim. Ser magro ou gordo é uma questão de escolha e não um presente ou um castigo divino. Quando você assume a responsabilidade no processo de emagrecimento, ganha o controle da situação e se sente-se mais capaz de modificar seus hábitos.

Preciso comer para continuar magro. Ao saltar refeições para emagrecer, o corpo vai reclamar e protestar, acumulando ainda mais gordura. Ao comer menos do que deveria, o seu metabolismo desacelera e fica mais difícil perder o excesso. Portanto, coma a cada três horas.

O melhor horário para ir ao ginásio é o que consigo ir. Você acha que não tem energia para ir ao ginásio pela manhã, mas essa é a única altura que a sua agenda permite? Então, insista!

Irresistíveis são as minhas curvas, não os fritos! Se você "pensa magro", em vez de sofrer pelas coisas que não pode comer, se sente vitorioso por se manter firme no seu plano.

Venço metas, não bato recordes mundiais. Ao traçar os objectivos para o seu emagrecimento, pense em prazos possíveis. Assim, pode comemorar os resultados. Se estabelecer metas inatingíveis, vai jogar contra si e desiste.

Vou conseguir parar de pensar em comida. A melhor alternativa é mudar o centro da atenção. Para isso dar certo, tenha algumas alternativas na manga. Pode ser uma caminhada, um jogo de computador ou um telefonema para uma amiga. O importante é investir em outra actividade para esquecer a comida..

Só desisto depois de tentar. Isso vale para tudo na vida e também para o controle de peso. Portanto, em vez de se lamentar, parta para a acção!


Questiono todos os pensamentos desanimadores. Essa atitude protege você da auto-sabotagem.

Sei quando estou com fome ou apenas com vontade de comer. Conseguir diferenciar a fome do desejo de mastigar uma coisinha evita que caia na armadilha de comer fora de horas.


Não me coloco em tentação. Para não jogar contra si mesma, elimine todas as guloseimas do seu campo de visão.


Procuro o prazer na vida e não na comida. Claro que é uma delícia comer, mas isso não deve ser a única fonte de felicidade na vida. Diversifique os seus interesses e descubra o que gosta de fazer. Encontre o prazer fora da mesa.

08
Abr14

Vale tudo para se ser magra?

Ana Ni Ribeiro

 

A necessidade de afirmação através da magreza é cada vez mais comum nas mulheres de todas as classes sociais e com qualquer nível de escolaridade.

Há muito que investigadores se debruçam sobre o controlo do corpo feminino como forma de afirmação social. O investigador Simon Goldhill afirma no livro "Amor, Sexo e Tragédia - Como o Mundo Antigo Influencia Nossas Vidas" que a Grécia Antiga via uma mulher como "sensual, bela, saudável", mas o seu corpo estava subjugado à regulamentação dos homens, que, por mais que admirassem as curvas femininas, valorizavam a musculatura masculina, exposta em estátuas nuas. A idade contemporânea aparentemente modifica tais valores, já que desde a 2ª Guerra, segundo Goldhill, cada vez mais o corpo feminino é mostrado "num striptease contínuo perante um público voyeur".

As feministas americanas que se insurgiram contra a exposição de mulheres nuas na década de 60 preocuparam-se, 30 anos depois, em denunciar as mudanças que aquelas formas estavam sofrendo. Em "O Mito da Beleza", a americana Naomi Wolf responsabilizava a indústria da beleza, que movimenta milhões em cosméticos e cirurgias plásticas, por aprisionar as mulheres em parâmetros estéticos impossíveis de ser cumpridos. Ao mesmo tempo, advertia para o crescimento de casos de bulimia e anorexia entre as universitárias nos Estados Unidos, que, mesmo magras, diziam querer perder de 3 a 25 quilos.

Uma mulher, disse, referindo-se à ingestão contínua de anfetaminas e medicamentos para queimar calorias: "Sei que vou morrer mais cedo, mas tudo bem. Até lá eu vivo magra."

Chegamos a uma altura em que vale tudo para estar de acordo com os padrões? O que pensa sobre este assunto?

04
Abr14

6 alimentos que podem ajudar a aumentar os seios

Ana Ni Ribeiro

Muitas mulheres modernas desejam aumentar o tamanho dos seios. Por isso deixo-vos aqui 6 alimentos que aumentam o seu busto, sem bisturi!
 
Rebentos de alfafa: são ricos em diferentes tipos de vitaminas e hormonas que nos ajudam a eliminar o stress. É muito bom para o realce do peito.
 
Soja: A soja possui fitoestrogénios que simulam hormonas femininas.
 
Cenouras: Difícil de acreditar, mas as cenouras, além de serem boas para os olhos, também podem levar ao crescimento da mama, pois estimulam a secreção de leite materno.
 
Pêra: Essa fruta , além de ser boa para a digestão e para tratar a constipação e outras doenças, também contém muitos fitoestrogénios.
 
Espargos: Este alimento é considerado afrodisíacos, além disso melhora a qualidade mental e força muscular ( aumento da mama ).
 
Sementes de girassol: são boas para coração, o cérebro, sistema imunitário, prevenção do envelhecimento, e aumentdo da mama.
 

03
Abr14

Nada de perde, tudo se transforma

Ana Ni Ribeiro

Hoje deixo-vos uma receita muito boa para quem não gosta de desperdiçar nada. É uma opção saudável de bolinho assado, super saboroso e rápido de preparar. 

Se tiver filhos que torcem o nariz aos vegetais, esta receita é uma óptima opção para deixar a alimentação mais nutritiva.

 

Ingredientes

•  2 chávenas (chá) de salada de vegetais crus ou cozidos (pode usar vegetais verdes como alface, rúcula, agrião e legumes cozidos como brócolos, chuchu, cenoura, beterraba…o que tiver em casa)
•  1 gema
•  1 clara em castela
• 1 chávena(chá) de farelo de aveia
• 1/2 cávena (chá) de requeijão magro ou ricota light
• sal, cebola e alho a gosto
• ervas aromáticas a gosto

 

Modo de fazer
Bata os vegetais num liquidificador ou com varinha mágica. Acrescente o queijo e a gema de ovo e continue a bater. Transfira esta mistura para um prato fundo e acrescente o farelo de aveia e os temperos que mais gostar. Por último, adicione as claras em castelo e misture tudo com um garfo. Com uma colher de sopa, vá transferindo porções desta massa (do tamanho de um bolinho de arroz) para uma assadeira antiaderente e leve ao forno durante 30 minutos ou até que os bolinhos fiquem dourados.

 

Pág. 1/2

Sobre mim


Sou a Ni, sou nutricionista e este é o meu blog. Aqui partilho a minha paixão pelo fabuloso mundo da nutrição. Dizem que este é o melhor blog sobre nutrição do mundo e arredores!

Ver perfil
Seguir perfil

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

O meu livro

Links

Consultas online

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D

Parceiros