Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Nitricionista

29
Mai13

Alimentação anti-idade

Ana Ni Ribeiro

Envelhecer é inevitável e não existe ainda nenhum meio que evite este processo, fazendo com que as pessoas se mantenham jovens eternamente. Mas com determinados cuidados, especialmente com a alimentação, é possível adiar a velhice, fazendo com que a idade madura não se torne um acumular de limitações, mas antes uma soma de aquisições positivas que aumentarão o prazer de viver. Através de uma alimentação correcta pode-se retardar o envelhecimento celular, promover o equilíbrio das funções psíquicas e sexuais e tratar doenças do corpo quando estas existem.

O papel dos radicais livres, no processo de envelhecimento celular, psíquico e de um elevado número de doenças, pode ser combatido. A primeira forma correcta de resolver o problema dos radicais livres é parar a sua produção. A segunda forma correcta é absorvê-los com antioxidantes mal tenham sido produzidos. Os alimentos certos são armas extremamente poderosas na luta contra os radicais livres e o envelhecimento.

Como qualquer relógio, também o biológico para funcionar correctamente tem de estar afinado, senão avaria. É isso que acontece a quem de forma crónica altera os seus horários, não tendo, por exemplo, horas para comer e para dormir. Sendo este factor importante para prevenir o envelhecimento precoce, é contudo uma alimentação saudável e equilibrada a principal medida destinada a prevenir o envelhecimento do corpo e a impedir a proliferação dos radicais livres, grandes responsáveis pela sua deterioração.

 A Nutrição pode ajudar a mantermo-nos jovens e bem-parecidos – por fora e por dentro.

28
Mai13

7 dicas para evitar os ataques de fome

Ana Ni Ribeiro

Evite os ataques de fomes, siga estas sete dicas:
• Tome o pequeno almoço
Um bom pequeno almoço ajuda a diminuir os ataques de fome. 
• Coma de três em três horas
Evitar longos períodos sem comer previne a fome súbita. Faça 5 a 6 refeições por dia.
•Evite o açúcar
Os produtos açucarados são os mais procurados quando surgem estas vontades de comer. Se lhe apetecer um doce, coma uma peça de fruta com canela e um iogurte magro, uma gelatina com iogurte, um pedaço de chocolate negro com mais de 70 por cento de cacau ou uma barra de cereais sem açúcar. 
Os alimentos doces promovem certos estímulos cerebrais que podem viciar-nos em comida levando-nos a comer mesmo não tendo verdadeiramente fome.
• Coma de um modo inteligente
Controle a fome fazendo escolhas pouco calóricas e saudáveis.
• Escolha alimentos saciantes
Os alimentos ricos em proteínas bem como os ricos em gorduras saudáveis dão-nos mais saciedade e ajudam a controlar a fome. Os frutos secos, o abacate, o coco, por exemplo, são ricos em gordura. Fontes de proteínas mais saciantes: queijo fresco e barras proteicas. 
Caso continue a sentir fome, aumente um pouco o teor de hidratos de carbono.
• Distraia-se
Muitas vezes come-se porque não se tem mais nada para fazer. Perante um ataque de fome, saia de casa ou faça qualquer actividade que o mantenha afastado do frigoríficos e dos armários da cozinha.
• Aprenda com os erros
Após ter tido um ataque de fome ao qual não resistiu, o ideal, é aumentar a actividade física. Tenha pensamentos como: apesar deste episódio, amanhã não se vai repetir porque vou fazer exercício.


Fonte: Sapo_mulher

28
Mai13

Poderoso cocktail

Ana Ni Ribeiro


Ricos em vitamina C, os citrinos- laranja, toranja, tangerina, lima ou limão- contribuem para um sistema imunitário saudável e preservam a juventude da pele. A fibra presente nestes frutos ajuda a manter o nível de colesterol baixo e a evitar doenças cardíacas. Por serem uma boa fonte de flavonóides, como a quercetina que aumenta os efeitos da vitamina C, são importantes para a saúde dos vasos sanguíneos. Contêm ainda limoneno, uma substância com propriedades anti-cancerígenas.

27
Mai13

Somos os que comemos: adeptos de pão e massas

Ana Ni Ribeiro

Os seus alimentos de eleição actuam no organismo de modo diferente, descubra as diferenças e conheça as opções mais saudáveis.

Os alimentos ricos em hidratos de carbono devem fazer parte da alimentação diária. Saiba porquê.
O pão, cereais e massa são alimentos ricos em hidratos de carbono, os nutrientes que fornecem energia ao corpo. Fazem parte da dieta mediterrânica, que está associada a uma maior longevidade e à prevenção de problemas coronários, hipertensão, alguns tipos de cancro e hipertensão.

A Organização Mundial de Saúde, defende que os hidratos de carbono devem fornecer entre 55 a 65% das calorias diárias. As opções mais saudáveis são as que fornecem um maior teor em fibras, como o pão escuro, o de mistura e a massa integral, pois provocam maior saciedade, são ricos em vitaminas e minerais e regulam o trânsito intestinal. Prefira as versões com menor teor de sal. As piores opções são as que estão associadas a grandes quantidades de gordura: pizzas com muito queijo, massas com molhos gordos, sandes com maionese, pão com queijo gordo, enchidos ou patês.

Deve acompanhar estes alimentos com legumes e hortaliças, fruta, peixe ou carne, em quantidades moderadas.
Se é viciado em pão e massas deve substituir o pão e a massa de trigo por pão integral de centeio e outros cereais integrais como aveia, cevada, arroz e milho. Irá sentir-se melhor.
Em caso de intolerância ao glúten, doença celíaca, uma proteína presente no trigo, centeio, cevada e aveia, a alimentação deve excluir os alimentos que o contenham, optando pelas alternativas sem glúten.

23
Mai13

Dieta Mediterrânica | Candidatura a Património da Humanidade

Ana Ni Ribeiro

A candidatura portuguesa da Dieta Mediterrânica a Património Cultural e Imaterial da Humanidade da UNESCO foi apresentada ontem na Assembleia da República.

A candidatura portuguesa foi entregue em Paris, na sede da Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (Unesco), no dia 30 de março do ano passado, segundo um comunicado divulgado, na ocasião, pelo Ministério da Agricultura, do Mar, do Ambiente e do Ordenamento do Território (MAMAOT).

O trabalho da candidatura da Dieta Mediterrânica foi liderado pela Câmara de Tavira e, em novembro de 2011, fonte desta autarquia algarvia afirmou à Lusa que o processo era promovido por Portugal, articulado com o Chipre, Argélia e Croácia.




22
Mai13

Somos o que comemos: fãs de carne

Ana Ni Ribeiro


A carne é a principal fonte de ferro, importante para a manutenção das células sanguíneas. A proteína presente neste alimento apresenta uma maior disponibilidade que as de origem vegetal, e é de alto valor biológico.
O que faz ao nosso corpo? O excesso de proteína animal promove uma sobrecarga no organismo que pode levar a doenças renais e hepáticas. A carne de vaca, porco e os enchidos são especialmente ricos em gordura que pode aumentar o mau colesterol (LDL), responsável pelo aparecimento de hipertensão, arteriosclerose e doenças cardiovasculares.

De acordo com a roda dos alimentos, devemos consumir diariamente entre 1,5 a 4,5 porções de carne, peixe ou ovos (cerca de 110g por porção).
O consumo deve ser reduzido para quem sofre de Diabetes, insuficiência renal crónica, encefalopatias, hepatites e patologias renais. Os idosos, por terem as suas funções renais e hepáticas comprometidas, devido à medicação e doenças associadas à idade, devem ter especial cuidado.

A carne deve ser acompanhada por alimentos que optimizam a absorção de ferro, como a laranja e o kiwi, por serem ricos em vitamina C. Devem-se evitar os alimentos ricos em cálcio, como o iogurte, queijo e o leite, por terem o efeito contrário.
Saiba escolher: opte por carnes brancas, como a de frango, peru e coelho (sem pele), uma vez que apresentam teores de gordura inferiores e um perfil de gordura mais saudável, insaturada, que leva ao aumento do bom colesterol (HDL).

Aconselho a que evitem pratos pesados de carne à noite pois os ácidos digestivos não são tão fortes nesta altura e a digestão pode ser difícil e interferir com o sono.

20
Mai13

Consulta online: o testemunho do P.

Ana Ni Ribeiro


O  P., é seguido por mim nas consultas de nutrição online, e deixou-me este testemunho que partilho convosco:


“Vou pouco a casa dos meus sogros! Para além de morarem longe, trabalho à semana e muitas vezes ao fim de semana. Quando há uma folga, um domingo livre, vou lá almoçar. Mas aquele domingo foi diferente! Havia lá uma revista para ler, eu que apenas passo os olhos no jornal… Daquela vez, algo me empurrou para abri-la! A meio das histórias por onde passava com o voar das folhas, dei por mim a ler uma entrevista. Uma tal Ana Ribeiro – A Nitricionista, falava sobre nutrição e sobre as suas consultas online. Disse para a minha esposa – “Vou enviar um e-mail”. Recebi logo um: “Mais uma? Já sabes a história toda de trás para a frente…”. O meu consciente concordou, mas o inconsciente quis investigar. No dia seguinte enviei um e-mail, ao qual recebi resposta simpática e pronta! Num abrir e fechar de olhos e em frente ao meu portátil, já estava em consulta! Mal recebo o meu primeiro plano alimentar e depois de uns minutos de conversa, percebi logo que ia ser diferente! Não é que a pessoa que precisava de ajuda fosse diferente, mas no plano percebi uma coisa essencial. Ia emagrecer sem passar fome. A Ana iria dar-me a motivação que eu precisava… Disse-lhe que sabia muita coisa sobre comida e exercício físico, mas precisava de um polícia. A Ana é mais do que isso, é a esquadra toda J. Motiva, ajuda, incentiva e sobretudo cobra para que seja cumprido, basicamente o que eu preciso! Se o comboio, quer descarrilar a Ana, corrige a rota com dicas essenciais que me ajudam a trilhar o longo mas cada vez mais saboroso caminho… Comecei com a Ana o programa com quase 102 kg e neste momento vou com 94kg. Estou-me a sentir cada vez melhor e muito motivado para prosseguir!! Obrigado Ana por tudo até ao momento… mas ainda não acabou!! Vamos equipa!!”

16
Mai13

Segredos úteis de cozinha

Ana Ni Ribeiro
Polvo. Para que o polvo fique bem tenrinho, deve batê-lo com o martelo de madeira dos bifes. Outro método que habitualmente resulta é congelá-lo e depois descongelá-lo. Fica bem mais macio.

Peixe. Um pouco de sumo de limão ou de leite, adicionado à água em que o peixe vai ser cozido, fará com que fique bastante mais branco. E para o tornar mais saboroso, adicione à água uma cenoura, uma folha de louro e alguns grãos de pimenta.

Pág. 1/2

Sobre mim


Sou a Ni, sou nutricionista e este é o meu blog. Aqui partilho a minha paixão pelo fabuloso mundo da nutrição. Dizem que este é o melhor blog sobre nutrição do mundo e arredores!

Ver perfil
Seguir perfil

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

O meu livro

Links

Consultas online

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D

Parceiros