Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Nitricionista

29
Mar13

O stresse causa aumento de peso?

Ana Ni Ribeiro

Depois de um dia stressante só lhe apetece comer bolachas e batatas fritas?  
O stresse pode afectar a dieta e apetite, fazendo com que se coma demais. Como um alimento conforto pode aliviar stresse no momento, se esse comportamento passar a ser hábito pode levar ao ganho de peso excessivo. Além disso, o stresse crónico faz com que os nosso corpo liberte cortisol, uma hormona que é conhecido por aumentar o apetite e incentivar a vontade de comer alimentos açucarados ou gordurosos.

26
Mar13

Perturbações Alimentares

Ana Ni Ribeiro


É necessário ter-se atenção aos distúrbios alimentares e aos novos problemas relacionados com a ingestão alimentar. À bulimia e à anorexia juntam-se agora novos comportamentos desviantes relativos à comida, que embora não sejam considerados patologias mas sim constelações sindromáticas, têm a agravante de não ser detectados frequentemente. Vá ao médico ou a um nutricionista se se identificar com:


  • Night eating syndrome (apetite nocturno)- Quem sofre deste problema acorda várias vezes à noite para "atacar" o frigorífico e volta a deitar-se.

  • Permarexia- Consiste em viver em dieta, sem controlo médico, recorrendo a dietas de pessoas famosas ou a dietas supostamente milagrosas.

  • Anorexia alcoolica- Quem a tem priva-se de comer para consumir álcool em excesso.

  • Alimentação selectiva- A pessoa vai, progressivamente, restringindo a sua alimentação a menos de 10 alimentos ao longo de dois anos.

23
Mar13

(Ins)Tinto Sexual

Ana Ni Ribeiro

O vinho é algo mais que um "lubrificante" social. Segundos investigadores da Universidade de Florença (Itália), as mulheres que bebem entre um a dois copos de vinho tinto por dia têm mais desejo sexual do que as mulheres totalmente abstémias ou que bebem com menos frequência. Os polifenóis da uva podem melhorar o funcionamento dos vasos sanguíneos e, deste modo, aumentar o fluxo de sangue aos órgãos sexuais da mulher. Mas atenção, o limite são dois copos.
22
Mar13

Dia Mundial da Água

Ana Ni Ribeiro

Hoje comemora-se o Dia Mundial da Água. Desta forma a Associação Portuguesa dos Nutricionistas disponibiliza um novo marcador de livros e relembra o poster já existente, alusivos a este tema. (Disponível no link abaixo)
Não se esqueça de beber água, mesmo que não sinta sede, hoje e todos os outros dias do ano! 
 
http://www.apn.org.pt/scid/webApn/defaultArticleViewOne.asp?articleID=1285&categoryID=873

 

21
Mar13

Alimentos para o seu rosto II

Ana Ni Ribeiro

Para sentir firmeza

Descasque o ananás ou abacaxi: rico em manganês, tem bromelina, uma substância anti-inflamatória que actua directamente na pele, colaborando para combater acne, alergias e outros terrores do género. Além disso, essa fruta deliciosa tem enzimas que fortalecem o colagénio e as fibras de elastina dos tecidos, ajudando-os a manter a firmeza. E nem pense em enjoar na hora de adoptar esse hábito: abacaxi vai bem em sumos, na sobremesa, grelhado, assado, em gelatinas, bolos, compotas e iogurtes. Comer 1 fatia (100 g), de três a quatro vezes por semana.

Elixir da juventude

Com propriedades laxantes e diuréticas, as uvas estimulam as funções do fígado, deixando-a bem-disposta e com a pele mais bonita. Além de serem boa fonte de vitamina C, ferro e potássio, elas contêm pectina (fibra) e bioflavonóides, que evitam o envelhecimento precoce.

Comer 1 cacho pequeno de uvas (8 bagos), três vezes por semana.

20
Mar13

Nem tudo o que é natural é bom

Ana Ni Ribeiro

Com a chegada do calor chega também a vontade de emagrecer milagrosamente. Aumentando o consumo de produtos ditos naturais que prometem tal feito.

A maioria das pessoas acredita que os produtos rotulados como naturais apenas trazem benefícios, não tendo quaisquer efeitos adversos para o organismo. Embora a maioria deles esteja ainda pouco estudada, há já muitas certezas quanto ao inconveniente do uso de alguns, sobretudo quando tomados em simultâneo com outros medicamentos convencionais. Por isso, embora ache que o chazinho ou o medicamento que comprou na farmácia ou na ervanária é absolutamente inofensivo, deve informar o seu médico sempre que vai iniciar algum tratamento com um produto alegadamente "natural" ou sempre que o médico lhe receita um medicamento e já estava a tomar algum desses produtos.

Por exemplos, apesar de ser obrigatório vender medicamentos à base de sibutramina sob receita médica e de ser obrigatória uma vigilância médica durante o tratamento, em muitas farmácias estes venderam-se de forma muito fácil e acessível, alegadamente para emagrecer à custa de uma supressão do apetite. Esta substância foi retirada do mercado, depois de se concluir que poderia ter efeitos secundários graves sobretudo em doentes cardíacos! Até aí milhares de pessoas foram sendo "cobaias" da mesma... O uso de sibutramina pode ocasionar efeitos colaterais graves, que incluem problemas de visão e aumento da frequência cardíaca e da pressão arterial. Além disso, por interferir com os níveis de serotonina, não deve ser tomada em simultâneo com antidepressivos.

Apesar de se poderem comprar sem receita médica, não confie em todos os produtos ditos naturais, sobretudo se tem alguma patologia ou se está a fazer algum tipo de medicação prescrita pelo médico. Porque nem tudo o que é natural é bom...

Lembre-se: emagrecer é perder massa gorda. Para isso é necessário fazer uma alteração de hábitos alimentares e aumentar a prática de exercício físico.

19
Mar13

Proteínas Vegetais

Ana Ni Ribeiro

Ervilhas, favas, feijão, lentilhas e grão são óptimas fontes de proteínas vegetais, pelo que a cozinha vegetariana utiliza muito estes alimentos. Estas leguminosas, além do teor proteico, também fornecem fibras, vitaminas do grupo B, ferro e magnésio.
A roda dos alimentos recomenda a ingestão de uma a duas porções (cerca de 80g de alimento cozinhado) diárias.
Pode consumi-las frescas, secas ou em conserva.
18
Mar13

Desmitificar o leite

Ana Ni Ribeiro

O leite é um alimento com características nutricionais interessantes, já que fornece minerais (cálcio, fósforo, magnésio, potássio, zinco), vitaminas (B2, B12, A e, se for enriquecido, D) e proteínas de elevado valor biológico. Este último aspeto é importante, pois em relação à carne e ao peixe estas proteínas são baratas, o que é algo a ter em conta nos tempos que correm.

No século passado, as campanhas de promoção do consumo de leite multiplicaram-se, tendo - inadvertidamente - marcado o início do primeiro grande mito relativo ao leite: «o leite é um alimento completo».
Não há alimentos completos em alimentação humana, já que não podemos sobreviver saudáveis ingerindo apenas um alimento. Há apenas uma exceção a esta regra, o leite materno que - quando as mães são saudáveis e bem nutridas e têm bebés saudáveis - é completo, podendo ser o único alimento do bebé nos seus primeiros meses. A partir daí já não há alimentos completos.

Depois do primeiro grande mito, surgiu - sobretudo nos últimos tempos - um outro diametralmente oposto. Ouve-se dizer que o leite faz mal, que estamos a fazer algo errado ao beber leite, que determinada pessoa não pode beber leite pois um teste feito algures no estrangeiro (normalmente caro) diz que - a essa pessoa - é o leite que a engorda. A verdade é que muitos estudos indicam precisamente o contrário. O leite tem benefícios para a saúde, quer a nível ósseo, quer na redução do risco de algumas doenças (por exemplo, enfarte do miocárdio e obesidade). Estes benefícios podem estar relacionados com vários componentes do leite, sendo de salientar os minerais e compostos bioativos, como o ácido linoleico conjugado (CLA).

Há, de facto, pessoas que não devem beber leite nem comer alimentos que o contenham! É o caso de todos os que são alérgicos às proteínas do leite de vaca. Outra situação que pode limitar o consumo de leite é a intolerância à lactose (por falta da enzima lactase). Nestes casos, há várias alternativas: optar por derivados do leite (iogurtes, queijos), bem tolerados na maioria dos casos; por leites sem lactose; ou, em alternativa, por usar a enzima lactase quando se ingere leite.

Para além destes casos, não há razões para evitar o leite se gostar de o beber! Também não é obrigado a beber leite se não gostar deste alimento! Pode optar por iogurtes, leites fermentados e queijos.

É importante lembrar que os laticínios são um grupo importante na alimentação - se não fossem, não estariam na Roda dos Alimentos. É de salientar a importância deste grupo alimentar na satisfação das necessidades de cálcio. É evidente que há alimentos não lácteos que contêm cálcio, mas é muito mais difícil satisfazer as necessidades deste mineral sem os laticínios. Quem não consome laticínios pode continuar a fazê-lo, desde que esteja bem informado para evitar deficiências nutricionais, sendo aconselhável consultar um especialista em nutrição.

Resta falar do tipo de leite e da quantidade em que deve ser consumido. No que diz respeito à qualidade, a nossa escolha é determinante. Um adulto pode - e deve - optar pelas variedades magras. Quanto às crianças, devem - sensivelmente até aos 3 anos - optar pelo leite gordo, podendo a partir daí passar para o leite meio gordo. Quanto à quantidade - como seria de esperar -, o leite e seus derivados não devem ser consumidos em excesso nem em quantidades insuficientes. É sempre a mesma regra: com conta, peso e medida!

17
Mar13

10 passos para mudar a sua vida à mesa

Ana Ni Ribeiro

As mudanças alimentares nem sempre são fáceis pois implicam mudança de comportamentos e de hábitos. Não é fácil mudar drasticamente o que se come e como se come mas, através de pequenos passos (mas firmes), é possível fazer a diferença na sua balança, mas mais importante na sua saúde. E na saúde da sua família. Veja os 10 passos que podem mudar a sua vida na minha crónica de hoje.

16
Mar13

Vamos adoçar o fim de semana

Ana Ni Ribeiro


Cheesecake de Limão com uvas brancas
(8 doses)

100g de uvas brancas sem grainha e sem pele
3 colheres de sopa de farinha de trigo
340g de requeijão magro
3 gemas
50g de adoçante em pó
Sumo de 1 limão
1 a 2 colheres de chá de essência de baunilha
Raspa fina de 2 limões grandes

Aqueça o forno a 180ºC. Forre o fundo de uma forma anti-aderente, com 20cm de diâmetro e fundo amovível, com papel vegetal untado. Unte ligeiramente os lados da forma. Polvilhe 1 colher de sopa de farinha de trigo e sacuda o excesso.
Coe o queijo por um passador fino para uma tigela. Junte as gemas, o adoçante, o sumo de limão, a essência de baunilha e a restante farinha e bata.
Acrescente a raspa de limão e as uvas.
Deite o preparado na forma e alise a superfície. Leve ao forno durante 35-40 minutos, ou até a parte de cima estar dourada e os lados começarem a afastar-se da forma. Deixe ficar 2-3horas no forno apagado com a porta aberta.


Bom proveito!

Pág. 1/2

Sobre mim


Sou a Ni, sou nutricionista e este é o meu blog. Aqui partilho a minha paixão pelo fabuloso mundo da nutrição. Dizem que este é o melhor blog sobre nutrição do mundo e arredores!

Ver perfil
Seguir perfil

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

O meu livro

Links

Consultas online

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D

Parceiros